Imagem de fundo do header
Desempenho de desktop
Home  >  Review
REVIEW

Desempenho de desktop

Workstation móvel Precision M90, com Centrino Duo, abre mão da portabilidade em prol da ótima performance

Por Mário Nagano

Foto:

Workstation móvel Precision M90, com Centrino Duo, abre mão da portabilidade em prol da ótima performance

Dell Precision M90Já ouviu falar em workstation móvel? Trata-se do novo termo utilizado para descrever notebooks para usuários que abdicam um pouco de itens como autonomia e mobilidade em favor de um de-sempenho tão bom (ou mesmo melhor) que o de um computador de mesa. Nesta categoria estão máquinas como o Precision M90, da Dell, avaliado por PC WORLD. O poderoso equipamento os-tentou um dos melhores desempenhos já vistos em um portátil nos testes de benchmark, esban-jando potencial para aplicações técnicas, gráficas e de engenharia, seja no trabalho de campo, visita a clientes ou em um longo final de semana de trabalho em casa.

O equipamento, que utiliza gabinete com acabamento em metal, é equipado com a nova platafor-ma Intel Centrino Duo e o processador Core Duo série T de alto desempenho. Disponível em vá-rias configurações, o M90 foi analisado pelo PC World Test Center com chip de 2 GHz, 2 GB de memória SRAM DDR2 de 667 MHz em dual channel, disco rígido Hitachi Travelstar 7K100 de 80 GB e 7.200 rpm SATA e um gravador de DVD+/-RW Dual Layer ND-6650A, da NEC. Para desfru-tar de todos esses recursos, porém, é preciso investir alto: a máquina custa 13.799 reais.

Nos testes realizados, o Precision M90 marcou 113 pontos no PC WorldBench 5, 220 pontos no Sysmark 2004 e 6.145 pontos no PCMark 2005. Se comparados com os notebooks Centrino Duo avaliados na edição de maio, na reportagem Duas vezes Centrino, esses resultados ficam entre 16 e 20% acima do modelo mais veloz, o ThinkPad T60, da Lenovo, equipado com um Core Duo T2400 de 1,83 GHz. Nas provas de gráficos, a diferença de desempenho é ainda mais gritante: 8.436 pontos no 3DMark’05, contra 1.025 pontos do T60.

Como era de se esperar de um equipamento desse porte, o desempenho de bateria não impres-siona. O M90 trabalhou a todo vapor por 166 minutos (102 minutos a menos que, por exemplo, seu irmão caçula, o Dell Latitude D420, analisado na edição de julho).

O exterior do M90 apresenta um bom acabamento e a sensação de solidez graças ao uso de me-tal em boa parte do gabinete externo. Equipado com tela LCD widescreen de 17 polegadas, ele pesa mais de 3 quilos e mede 39,4 centímetros de largura por 4,1 de altura por 28,8 cm de pro-fundidade, fechado. O teclado em si, com layout em português, ocupa uma parte relativamente pequena da área de digitação, deixando bastante espaço para o apoio das mãos, o que torna o uso bastante confortável. As teclas de atalho com funções multimídia se concentram na frente do equipamento, logo abaixo do touchpad.

O M90 vem equipado com seis portas USB 2.0, FireWire, SVGA, DVI, S-Video, rede Gigabit E-thernet, Wi-Fi, Bluetooth, 802.11a/b/g, modem, som e três slots para cartões SmartCard, Express Card, além de entrada multiformato para SD/MMC, Memory Stick/Pro e xD. O sistema de som é formado por dois alto-falantes montados na frente do equipamento e um terceiro na sua base, que faz o papel de subwoofer.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site