Imagem de fundo do header
Imagem, requinte e preço alto
Home  >  Review
REVIEW

Imagem, requinte e preço alto

Nova câmera digital Powershot G7 aposta no visual retrô e na tecnologia avançada para conquistar o usuário

Por Mário Nagano

Foto:

Nova câmera digital Powershot G7 aposta no visual retrô e na tecnologia avançada para conquistar o usuário

Canon G7Depois de um hiato de quase dois anos, a Canon surpreendeu o mercado ao apresentar sua nova PowerShot G7.

Valeu a pena, já que a câmera chega em grande estilo e cheia de novidades, com um visual retrô, bem ao gosto dos que procuram alguma diferenciação e requinte além das boas fotos. Ou seja, o público alvo da G7 é aqueles que preferem escrever com uma Montblanc em vez de com uma Bic Cristal.

Medindo 10,6 x 4,2 x 7,2 centímetros (LxAxP) e com 320 gramas de peso, o corpo da G7 é de metal preto com alguns detalhes em cromo, o que lembra muito as câmeras clássicas do passado. Essa releitura traz alguns inconvenientes daquele tempo, como uma ergonomia não tão boa quanto a da G6.

A presença de dials para a seleção de modos no seu topo e uma generosa oferta de botões e controles na parte de trás fazem da G7 uma câmera fácil de ser operada, com a maioria das suas funções disponíveis com apenas um ou dois toques de botão.

Como é comum nas PowerShot, o slot para cartão de memória SD/SDHC fica no mesmo compartimento da bateria NL-2D, de 720mAh, e sua recarga é feita por um adaptador externo (incluído). E num segundo compartimento localizado na lateral ficam a porta USB 2.0 Mini e a entrada para alimentação externa via adaptador opcional.

A Canon manteve-se fiel ao visor direto (com zoom interno e ajuste de dioptria) na G7, e uma sapata de flash padrão, compatível com flashes externos da série Speedlight (como o 430EX ou 580EX) e flash de estúdio (com adaptador).

Powershot G7Se a opção for usar o LCD, a tela de 2,5 polegadas apresenta ótima leitura, mesmo sob a luz do sol. A objetiva possui zoom óptico de 6x (equivalente à uma lente de 35~210 mm / f2,8~4,8 em sistemas de 35 mm).

Isso atende a quase todas as necessidades de um fotógrafo amador ou mesmo entusiasta, apesar de que uma grande angular um pouco mais ampla (digamos, de 28 mm) seria bem mais útil do que a tele. O anel de alumínio montado ao redor da objetiva protege um encaixe de baioneta e permite o uso de acessórios opcionais como adaptadores de filtros e lentes auxiliares.

A G7 vem com sensor CCD de 10 megapixels (MP) capaz de capturar imagens de até 3.648 x 2.736 pixels no modo padrão (4:3) ou 3.648 x 2.048 pixels no formato wide (16:9). O equipamento traz o processador de imagem Digic III que, além de oferecer melhor desempenho, incorpora recursos inusitados como o Face Detection AF, capaz de reconhecer detalhes da face humana para determinar o foco.

O Digic III permite trabalhar com exposições bastante elevadas (até ISO 1600), com ótimo controle sobre o nível de ruído da imagem e permite fazer fotos de qualidade em condições muito desfavoráveis de iluminação sem o uso de fl ash.

Os 13 modos de cena disponíveis permitem uma variedade de experiências. Para fotos com grande abertura em ambientes bem iluminados, existe o recurso de fi ltro ND digital, que corta parte da luz que chega ao sensor. Além disso, é possível aplicar efeitos de cores que vão dos mais usuais (preto-e- branco, negativo ou sépia) a outros sofisticados como controlar o tom de pele, acentuar um canal de cor e até trocar uma cor dominante por outra.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site