Imagem de fundo do header
Meu primeiro micro da Apple
Home  >  Review
REVIEW

Meu primeiro micro da Apple

MacMini é a opção econômica para quem quer adotar um desktop com sistema operacional Mac OS. Confira dois modelos

Por Redação Mac World - Reino Unido

Foto:

MacMini é a opção econômica para quem quer adotar um desktop com sistema operacional Mac OS. Confira dois modelos

primeiro_mac150x100Quer um micro de mesa, mas não pretende adotar o padrão PC/Windows? Então o MacMini pode ser uma boa opção. Apesar de usar chip Intel, não se deve esperar dele o mesmo desempenho que se obtém de PCs com esse processador, ainda que ele venha com o Mac OS X 10.4 Tiger.

Mesmo porque este não é o objetivo deste equipamento, que está mais para um sistema de entrada para quem nunca teve e sempre sonhou com um computador da Apple.

Como os modelos anteriores, o MacMini não vem com teclado, mouse nem monitor. Isto permite que o equipamento seja comercializado por um preço relativamente baixo para os padrões da marca.

O modelo mais barato custa 2.590 reais e vem com Intel Core Duo de 1,6 GHz, 512 MB de memória, HD de 60 GB e combo drive DVD/CD-RW. Equipado com um Intel Core Duo de 1,83 GHz, o dobro de memória RAM, HD de 80 GB e gravador de DVDs, o preço salta para 3.390 reais.

Apesar de algumas limitações, este equipamento da Apple é um sistema bem completo em atributos. Além da conexão sem fi o Bluetooth 2.0 e do AirPort Extreme, ele suporta rede Gigabit Ethernet sem fazer feio. O modelo mais avançado vem com o gravador de DVD SuperDrive e os dois modelos são alimentados por disco rígido Sata interno.

Nada de jogos

Nos testes realizados pelo Macworld Lab, o MacMini com Intel Core Duo de 1,83 GHz apresentou um desempenho entre 10% e 15% superior ao modelo de entrada, o maior obtido com qualquer MacMini já avaliado.

Este resultado, porém, é ainda muito inferior ao obtido com a linha iMac, que foi atualizada para receber os processadores Intel Core 2 Duo.

Ainda assim, para assegurar que os usuários não fiquem na mão quanto à oferta de aplicativos, a Apple incluiu no sistema operacional uma tecnologia denominada Rosetta. Com ela, pode-se rodar a maioria dos aplicativos feitos para o Mac OS X Power PC, ainda que com desempenho inferior.

Qualquer um que esteja realmente pensando em comprar um MacMini deve saber que alguns atributos acabaram comprometidos, seja pelo espaço, seja pelo preço reduzido. A maior fraqueza do equipamento é usar o sistema de integração gráfica GMA 950 da Intel, que pega capacidade emprestada da memória principal do computador.

Por mais que o GMA 950 possa reproduzir vídeo em alta defi nição, ele não fornece desempenho 3D aceitável para um jogo. Esse Mac definitivamente não serve para games.

Para melhorar o desempenho geral do equipamento, considere fazer um upgrade de memória. Se optar por isso, o melhor é que seja feito no momento da compra. Caso contrário, terá que jogar fora o par de módulos de 256 MB (que ocupa dois slots doMacMini).

As opções são unidades de 512 MB ou 1 GB. Sem contar que abrir o gabinete para remover e instalar os novos módulos será outra tarefa complicada em função do tamanho do equipamento.

Em resumo, as dimensões e o preço tornam o MacMini uma alternativa interessante como computador complementar, servidor ou set-top box para o centro de entretenimento doméstico.

As limitações do sistema prejudicam quem busca um equipamento para jogos, por não oferecer potência suficiente para a demanda das aplicações gráficas. Para os demais, entretanto, o MacMini é uma possibilidade a considerar, especialmente para usuários com limitações de espaço no escritório.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site