Imagem de fundo do header
Bits na vertical para portáteis
Home  >  Review
REVIEW

Bits na vertical para portáteis

Seagate renova linha de HDs Momentus, com unidades de até 160 GB e suporte à tecnologia SATA

Por Mário Nagano

Foto:

Seagate renova linha de HDs Momentus, com unidades de até 160 GB e suporte à tecnologia SATA

bitsvertical100x150Primeiro produto da Seagate a implementar a tecnologia de gravação de bits na vertical (que permite ampliar a capacidade de armazenamento), o disco rígido Momentus 5400.3, para portáteis, chega ao país como a base de toda uma nova linha de produtos com funcionalidades que vão além da simples gravação de dados.

Como o nome sugere, o Momentus é um disco rígido de 2,5 polegadas de 5.400 RPM, buffer de 8 MB e que estará disponível nas versões de 40, 60, 80, 100, 120 e 160 GB, tanto com interface IDE ATA/100 como Sata 150.

O PC World Test Center teve acesso à versão de 160 GB com porta Sata, conexão que chama a atenção pelo fato de seu formato ser o mesmo usado nos discos de 3,5 polegadas para desktops, o que não ocorre no padrão IDE.

Segundo a Seagate, isso permite que o disco possa ser facilmente utilizado em projetos além dos notebooks, como miniPCs, setupboxes, tablet PCs, impressoras e copiadoras corporativas.

O modelo 5400.3 também servirá como ponto de partida para outros componentes com recursos adicionais, como o 5400 FDE (com sistema de criptografia de dados embutido no hardware) e o novo 5400 PSD, disco híbrido que combina a tradicional mídia magnética com memória não volátil do tipo flash, o que permite, por exemplo, que arquivos possam ser acessados antes mesmo de o disco girar.

Esse recurso será particularmente explorado pelo sistema operacional Windows Vista para acelerar tanto o processo de inicialização do PC quanto o seu retorno do estado de hibernação.

O Momentus possui algumas características interessantes para aplicações móveis, como resistência a choques de até 350 Gs em funcionamento ou 900 Gs desligado, e um motor com rolamento à base de fluido, o que torna o seu funcionamento bastante silencioso (menos de 25 dB).

Para avaliar o produto, conectamos o equipamento a um computador com porta Sata 150. O componente foi reconhecido automaticamente pelo sistema. Nos testes realizados com o HD Tach RW 3.0.1.0, obtivemos uma taxa de transferência máxima de 132,5 MB/s e tempo de acesso (aleatório) de 15,6 ms. A taxa média de leitura ficou em 36,9 MB/s e de gravação em 35,1 MB/s.

Com relação à transferência de arquivos, foram necessários em média 57,14 segundos para mover uma massa de dados de 100 MB do PC para o disco e 40,21 segundos para fazer o caminho de volta.

As mesmas informações agrupadas em um arquivo . ZIP levaram em média 3,32 segundos para serem transferidas do PC para o disco e 2,6 segundos para fazer o caminho de volta.

Esses resultados ficam dentro do esperado para um disco padrão Sata 150. E o mesmo pode ser dito sobre seu desempenho de leitura e gravação, ligeiramente abaixo de um disco de 3,5 polegadas, como um Barracuda 7200.9, por exemplo.

Trata-se de uma atualização bem-vinda para os portáteis. Modelos de 200 GB com essa tecnologia devem ser anunciados até o final do ano.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site