Imagem de fundo do header
Intelbras i680 com Core i5 tem ótimo desempenho e design simples
Home  >  Review
REVIEW

Intelbras i680 com Core i5 tem ótimo desempenho e design simples

Destaque para o novo chip da Intel e pela boa autonomia da bateria, embora utilize componente comumente usado em notebooks.

René Ribeiro, da PC World

notebook_i600_ilustra150.jpg
Foto:

Fabricantes como HP, Lenovo, Positivo e Acer já possuem notebooks configurados com os novos processadores da Intel, mas a Intelbras foi a primeira empresa a enviar um computador portátil equipado com um processador dessa nova safra para testes da PC World. O i680 traz instalado um Core i5-430M, de 2,54 GHz, da família Arrandale, e se destaca por vir com uma das configurações mais atuais do mercado.

O Core i5 é fabricado em um processo de 32 nanômetros, que possibilita obter frequências de trabalho altas sem prejudicar a dissipação térmica. Além da melhor eficiência energética, os processadores da família Arrandale possuem chip gráfico e controlador de memória integrados. Dessa forma, toda a comunicação entre CPU, memória e chip gráfico fica muito mais rápida. O sistema, chamado de Intel Turbo Boost, aumenta ou diminui a frequência de trabalho de acordo com a exigência da aplicação.

Configuração e características físicas
Quem olha o i680 pela primeira vez tem a impressão de tratar-se de um notebook comum, sem diferenciais no design, com tampo feioa de material plástico, imitando alumínio escovado, com todo o resto do corpo pintado na cor preta. As teclas possuem superfície plana, sem nenhuma saliência, oferecendo mais área para digitação.

Com 14,1 polegadas, o LCD tem resolução de 1366 por 768 pontos e, acima dele, está uma webcam de 1,3 megapixel. Suas dimensões são de 34,3 centímetros de largura por 23,4 cm de profundidade e 3 cm de espessura. O peso é de 2,2 quilos.

Leia também:
>> Intel apresenta geração de processadores de 32 nanômetros
>> Intel lança 3 chips para notebook baseados na arquitetura Nehalem
>> Processador de 48 núcleos poderá ter 'visão' para interagir com as pessoas
>> AMD expande linha de processadores Phenom II e Athlon II

O equipamento testado veio com 4GB de memória RAM padrão DDR3 1066 e 500 GB de capacidade de disco.

No lado esquerdo estão a entrada do carregador de bateria, o conector para rede Fast-Ethernet, uma saída de vídeo VGA e outra HDMI (alta definição) e um conector combo USB 2.0 / e-Sata. Na frente há um slot para cartão de memória flash, tipos SD, MMC e MS.

A conexão sem fio está servida por circuito Wi-Fi 802.11b/g/n e Bluetooth 2.1. Ainda na área de conectividade, na lateral direita do notebook estão duas interfaces USB 2.0, conectores
para microfone e fone de ouvido e a unidade gravadora de DVD. O sistema operacional pré-instalado é o Windows 7 Home Premium de 64 bits, até por conta da quantidade de memória RAM instalada.

Análise e desempenho
O brilho do LCD é algo que chamou a atenção. Mesmo em ambientes muito iluminados é possível visualizar detalhes do que está na tela. O i680 se mostrou rápido não apenas no processamento de dados, mas também para iniciar programas. E isso não foi determinado pelap presença de um HD mais rápido; ao contrário, o portátil traz um disco rígido comum, encontrado em muitas configurações de notebooks: um disco SATA 300 de 7200 rpm (rotações por minuto).

Executar vários programas ao mesmo tempo (multitarefa) também foi tarefa simples para o i680. O chip gráfico embutido, chamado Intel Graphics Media Accelerator HD, está longe de ser um componente para agradar gamers que gostam de jogos mais complexos. Mas tem capacidade suficiente para rodar jogos em 3D com gráficos medianos.

 notebook-i600_fechado.jpg

Tais características são suficientes para executar sem problemas vídeos em Full HD (alta definição em 1080 linhas), o que não deixa de ser um avanço, já que o desenvolvimento de chips gráficos potentes nunca foi o foco da Intel.

Ainda não temos outros números para avaliar o desempenho relativo desta máquina. Apenas para constar, rodamos o sofware Crystal Mark para um teste sintético de desempenho. O i680 alcançou 62.082 pontos no teste de desempenho do processador. Um notebook equipado com Intel Centrino, modelo T6400, obteve 37.455 pontos nesse mesmo teste de desempenho de processador.

Atenção: a comparação foi feita com um notebook equipado com processador e configuração comum de encontrar no mercado brasileiro, apenas para obtermos uma referência e saber do que o Core i5 é capaz. E repare também que executamos somente o módulo para medir desempenho apenas do processador.

 notebook-i600_aberto.jpg

Quanto a duração de bateria, o i680 suportou duas horas e 54 minutos de carga. A medição foi realizada com o aplicativo Battery Eater, mantendo todas as configurações de economia de energia desligadas e a tela com brilho pela metade. Para um notebook com processador de alto desempenho, este é um resultado e tanto, pois o i680 utiliza uma bateria de íon-lítio, com capacidade de 47 Wh, a mais comum de ser encontrada em portáteis.

Os testes mostraram que o i680 possui capacidade computacional para tarefas exigentes, que vão além daquelas do trabalho rotineiro. Além do ótimo desempenho,  o portátil suporta aplicações mais exigentes devido a sua tecnologia atual de processador e memória. Por esse motivo, o i680 pode ser interessante para pequenas empresas, além dos usuários domésticos.

Seu uso em ambientes corporativos pode exigir a instalação de um chip TPM, para criptografia de dados no HD e sistema de proteção contra choques mecânicos, como forma a garantir a integridade e segurança de dados confidenciais. O i680 estará disponível a partir de abril, segundo a Intelbras.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site