Imagem de fundo do header
Internet Explorer 8 tem uma árdua tarefa de recuperar mercado para MS
Home  >  Review
REVIEW

Internet Explorer 8 tem uma árdua tarefa de recuperar mercado para MS

Nos testes de desempenho, browser perdeu até para o estreante Chrome, do Google. Microsoft tem muito trabalho a fazer.

Antônio Rodrigues, especial para PC WORLD

IE8_beta_150.jpg
Foto:

IE8_beta_150O pioneiro dos browsers chega à sua oitava versão (ainda em beta) cheio de novidades e com uma árdua tarefa pela frente: melhorar a participação do software da Microsoft, que continua perdendo espaço na briga por market share no mercado de browsers.

O IE 8 surpreende pela instalação. Ela permite configuração expressa, usando as definições mais comuns (praticamente todas baseadas em serviços da Microsoft, claro) ou individuais.

O software também localizou e importou os favoritos e os feeds do Firefox, assim como a barra de ferramentas do Google instalada no PC de teste.

Leia também:  
> Firefox 3 pode ser a principal vítima do Google Chrome
> Chrome, do Google, chega fazendo um barulho que lembra o iPhone

Um recurso novo e bem útil é um ícone para os chamados aceleradores. Ele surge selecionando o texto e clicando o botão direito do mouse. Isso abre um menu contextual com uma série de opções: blogar, pesquisar em uma enciclopédia online, mandar e-mail, procurar em um serviço de mapas, pesquisar e traduzir. Também é possível adicionar serviços.

Ponto positivo: os poderosos utilitários do Google, como buscador, Blogger, Maps, Translate e Gmail, estão disponíveis.

Curiosamente, o Live Search Maps, serviço de mapas da Microsoft, fez o browser travar todas as vezes em que foi usado nos testes. O navegador recuperou-se do crash reabrindo a mesma aba, mas o usuário perde sua pesquisa.

Outra novidade é o InPrivate Browsing, recurso disponível também no Chrome. Digitando CTRL + Shift + P, ou selecionando essa opção no menu Safety, uma nova seção do IE é aberta. Nela, a navegação não fica registrada no histórico.

Uma ferramenta “bem-intencionada”, mas que ainda precisa ser melhorada, é a sugestão de sites. Baseada no perfil do endereço aberto na janela atual, ela sugere páginas parecidas.

No entanto, nem sempre o recurso detecta com precisão a URL atual (ele pensa que está em outra) e algumas sugestões simplesmente não fazem sentido.

O webslice também se encaixa na categoria bons recursos, ao menos inicialmente. Ele é uma espécie de “RSS fatiado”, que permite acompanhar as atualizações de uma seção específica de um site.

Uma página da web pode fornecer, por exemplo, “slices” apenas com a previsão do tempo ou a cotação da bolsa.

Para isso, é preciso que a página insira códigos específicos – ou seja, dependerá muito da boa-vontade dos desenvolvedores para que essa ferramenta pegue.

A compatibilidade é um ponto fraco. Vários sites visitados nos testes mostraram problemas de formatação no browser.

3a_guerra_tela03.jpg

IE 8 Beta 2: aceleradores facilitam o acesso a vários recursos

No teste da Acid3, que analisa a harmonia do navegador com os padrões abertos da web, o IE8 foi, de longe, o pior: apenas 21 pontos em 100, contra 76 do vencedor Chrome.

Para contornar esse problema, o IE traz um botão de modo de compatibilidade, na barra de URL, que faz com que uma página com problemas possa ver vista automaticamente em uma versão anterior do navegador.

E a velocidade não foi o seu forte. No teste de processamento JavaScript SunSpider, o browser levou mais que o dobro do tempo do 2º colocado, o Firefox, e ficou anos-luz atrás do Chrome. Vale lembrar que se trata de um versão beta, o que significa que o navegador ainda pode ser melhorado.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site