Imagem de fundo do header
iOS 4: testamos o novo sistema do iPhone, que será lançado na semana que vem
Home  >  Review
REVIEW

iOS 4: testamos o novo sistema do iPhone, que será lançado na semana que vem

Entenda como funciona o novo recurso de multitarefa, conheça a função que cria pastas, veja as melhorias na câmera e confira a conexão com teclado Bluetooth

William Marchiori, para a Macworld Brasil

ios4_150.jpg
Foto:

O novo iOS 4, que estará disponível gratuitamente para atualização na próxima semana para o iPhone 3GS, iPhone 3G e iPod Touch 3G, já vazou na web e Macworld Brasil teve a oportunidade de testá-lo.

Para quem tem um iPhone 3GS "original", há várias novidades interessantes. Mas para quem já possui esse modelo com jailbreak, ou mesmo para os donos de iPhone 3G, as melhorias são bem mais discretas.

É importante destacar que a versão que testamos ainda não é final; é apenas uma "candidata" (Golden Master Candidate), portanto, alguns recursos podem ser modificados ou retirados da versão final. Jobs anunciou mais de 100 novas funções para o sistema, mas vamos destacar apenas as mais importantes, que fazem a diferença no uso do diário.

Multitarefa
Um dos recursos mais esperados do novo sistema. A ideia é simples: ao apertar o botão Home duas vezes, a interface
sobe, dando espaço a uma pequena grade de ícones de aplicativos que
estão sendo executados. Para abrir um novo aplicativo, basta apertar
Home e selecioná-lo em uma das páginas da Springboard. Para alternar
entre aplicativos, é só apertar Home duas vezes e escolher.

Como já vimos, essa foi a alternativa da Apple para integrar um
recurso de multitarefa no iPhone sem ter problemas com desempenho ou
consumo de energia. Na verdade, o aplicativo simplesmente congela sua
operação atual e continua de onde parou quando é aberto novamente.

O que continua sendo executado são algumas funções específicas, como
streaming de música, serviço de localização geográfica ou alertas, entre
outros. Ou seja, apenas uma parte do aplicativo continua rodando para
economizar energia. E isso não é automático: o desenvolvedor precisa
atualizar o aplicativo com esse recurso.

Uma coisa ficou confusa: conforme os aplicativos vão sendo abertos, a
lista de multitarefa vai aumentando. Ao final do dia, a nossa lista
tinha cerca de 20 aplicativos. O certo seria o sistema fechar esses
aplicativos automaticamente, depois de um certo tempo, mas, até essa
versão, se o usuário quiser
fechar um aplicativo, é preciso abrir o menu do multitarefa, tocar em
algum ícone por alguns segundos e clicar no sinal "-" que aparece no
ícone - processo similar ao que seguimos para excluir um aplicativo do
iPhone.

multitask.png  multitask_edit.png

Multitarefa: o menu aparece embaixo da interface

O menu do multitarefa também traz outros recursos. Ao deslizar a
barra para a direita, há um widget do iPod que permite visualizar qual
música está tocando, com controles e algo que faz muita diferença: uma
trava de rotação.

 

Vale lembrar que esses recursos só são válidos para o iPhone 3GS. Mas
se você acha que vai atualizar o sistema, baixar seus aplicativos e
sair executando várias coisas ao mesmo tempo, más notícias. Em primeiro
lugar, os aplicativos terão de ser atualizados para rodar com o novo
recurso. Se o desenvolvedor não integrar essa função, o aplicativo
simplesmente será reiniciado cada vez que for trocado.

multitask_rotation_lock.png

Menu tem widget e trava de rotação

Interface

Mais uma vez, a atualização do sistema operacional do iPhone traz melhorias na interface. A mais visível é que agora podemos escolher um papel de parede para a Springboard, que pode ser diferente do utilizado quando o iPhone está bloqueado. Outras alterações incluem melhorias na grafia dos nomes dos aplicativos e na animação, ao fechar ou abrir um aplicativo.

interface.png  interface_pastas.png

Interface: melhorias gráficas e recurso de pastas

O recurso de pastas também faz diferença. Ao arrastar um aplicativo sobre um segundo, uma pasta é criada automaticamente e nomeada de acordo com a categoria deles na App Store – depois, é possível renomear. Para adicionar mais aplicativos à pasta, é só arrastá-los. A pasta é excluída automaticamente quando todos os aplicativos são removidos.  Cada pasta suporta até 12 aplicativos, ou seja, agora é possível ter até 2016 listados.

Agora, ao digitar um termo na busca do iPhone, há opções para pesquisar também na Wikipédia ou na Internet, por meio do Safari. Falando em buscas, o Bing foi adicionado ao sistema e pode ser utilizado como buscador padrão no navegador da Apple.

Textos

Depois do copiar e colar, agora é a vez da correção automática ganhar melhorias. As palavras que forem identificadas como incorretas pelo sistema ficam grifadas em vermelho, similar aos editores de texto tradicionais, como o Word. Ao tocar em uma dessas palavras, o sistema mostra sugestões de correção.

  notas_correcao.png  notas_substituir.png

Controles de texto também trazem novas funções

Há também um novo recuro chamado Substituir: ao selecionar uma palavra, essa opção é exibida em conjunto com as tradicionais copiar e colar. Ao tocá-la, o iOS4 exibe uma lista de palavras com grafia similar ou, se a palavra estiver incorreta, a grafia correta.

Câmera

A câmera, tanto no iPhone 3G quanto no 3GS, ganhou um recurso de zoom digital de até cinco vezes. Para ativar, basta tocar na tela e a barra de controle é exibida. No iPhone 3GS, já era possível focar em fotos por meio de toques na tela. Agora, esse recurso foi ampliado e também funciona com vídeo: é possível mudar o foco durante a gravação por meio de toques em objetos mais distantes ou mais próximos.


Teclado Bluetooth

Outra novidade do iOS4 é o suporte a teclados Bluetooth. Fizemos um teste com o acessório oficial da Apple e ele funcionou perfeitamente: depois de conectar, qualquer campo de texto pode ser preenchido com o teclado.

O teclado virtual desaparece, mas ainda pode ser exibido, pressionando a tecla que geralmente é utilizada para ejetar o drive de DVD dos computadores Mac. Os controles de brilho, música e volume também funcionam perfeitamente. Na hora de digitar textos, é possível dar espaços com Tab, fazer seleções com Shift e aproveitar funções como Copiar e Colar (Command + C e Command + V) e selecionar tudo (Command + A).

2010-06-17-12-58-22.jpg

Teclado Bluetooth transforma o iPhone em um PC portátil

Resumindo, o teclado se comporta como em um computador. O único problema e com a acentuação: no caso do português, é preciso utilizar o método de acentuação com a tecla option, como nos Macs de antigamente. Por exemplo, para escrever “ã”, é preciso teclar option + n e depois a.

Esse recurso permite aproveitar muito mais do iPhone como um computador portátil. Este texto, por exemplo, foi escrito por meio do teclado Bluetooth no aplicativo Notas e, depois, enviado por e-mail para edição. Ainda faltam algumas funções para que ele seja perfeito como, por exemplo, integração do comando Command + Tab com o novo multitarefa do iOS4.

Outras mudanças

Este foi um preview das mudanças do iOS4 que serão sentidas pela maior parte dos usuários. Outras alterações incluem a adição de mais comandos de voz, possibilidade de deixar o Wi-Fi ligado enquanto o iPhone estiver travado e um recurso para desabilitar o uso de dados da operadora.

O iTunes já foi atualizado: a versão 9.2 já está pronta para distribuir a atualização dos dispositivos para o iOS4. Agora é só esperar pelo lançamento na segunda-feira (21/6). Depois do lançamento, Macworld Brasil fará um review completo das mudanças no sistema, assim como testes com o novo jailbreak.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site