Imagem de fundo do header
Latitude E6400 ATG: notebook da Dell é um duro na queda
Home  >  Review
REVIEW

Latitude E6400 ATG: notebook da Dell é um duro na queda

Desenhado para trabalhar em ambientes hostis, laptop tem excelente configuração e boa autonomia de bateria.

René Ribeiro, analista de testes da PC WORLD

latitude_atg_150.jpg
Foto:

Quem não quer contar com um notebook para o trabalho? Profissionais que desempenham suas funções em campo, em condições de maior risco para o equipamento, como engenheiros civis ou geólogos, também querem. O problema é: o laptop sobrevive a riscos como quedas, poeira e umidade? A maioria, não.

Mas o Latitude E6400 ATG, da Dell, foi desenvolvido justamente para resistir a condições adversas. Feito com liga de magnésio, pintura resistente a riscos e dobradiças de metal sem encaixes, ele realmente suporta ambientes hostis.

Para conferir, derrubamos o notebook da altura de uma mesa e até subimos em cima dele. Esse “processo de tortura” você pode conferir em http://www.pcworld.com.br/pcw/198_01. Saiba que ele resistiu aos testes sem nenhum risco – nem sequer sinal de amassado nas partes em plástico.

Configuração parruda
Além de ser forte, ele traz uma ótima configuração: processador Core 2 Duo P8400 de 2,26 GHz, memória de 4 GB DDR2 800, chipset GM45 (que trabalha a 1066 MHz) e disco óptico destacável.

Isso faz sentido, já que o HD do equipamento tem apenas 64 GB. Justiça seja feita, trata-se de um disco SSD, não magnético, totalmente eletrônico, mais resistente a quedas, pois não há componentes mecânicos no disco. Porém, o preço desse tipo de drive é mais alto.

Além da segurança, discos SSD são mais rápidos. Enquanto um HD magnético comum tem uma taxa de transferência média que vai de 50 a 70 MB/s, o disco que vem no ATG entregou uma taxa média de 123 MB/seg.

O que isso quer dizer? Que o Windows inicia mais rápido, assim como qualquer aplicativo, além do acesso a disco realizado nas operações do sistema. Tudo isso influencia no desempenho do notebook em geral.

Rodamos o software de benchmarking PCMark05 com resultado de 5.572 pontos – em configurações semelhantes, o resultado fica entre 4800 e 5200 pontos.

latitude_atg_300.jpg

Latitude ATG: construído para ambientes hostis

O Latitude ATG vem com três portas USB 2.0, uma FireWire 400, tem interface e-Sata para disco externo, placa de rede Ethernet Gigabit e rede Wi-Fi 802.11 b/g/n. Também tem leitor de cartões Flash e slot PCMCIA.

A máquina vem com webcam de 1,3 megapixel e Windows XP Professional SP3 instalado. Traz tela LCD de 14,1 polegadas, com 1280 por 800 pontos de resolução, que se destaca pelo alto brilho (afinal, o ATG é direcionado para trabalhar em locais abertos) e também pelo vidro protetor do LCD. O teclado é confortável e tem backlight, recurso útil para ambientes pouco iluminados.

A lista de itens de segurança inclui leitor biométrico e chip TPM, que atrela uma senha do disco ao hardware. Dessa forma, os discos só podem ser utilizados nesse notebook.

Nos testes de bateria desligamos a proteção de tela e o modo de suspensão, utilizando rede Wi-Fi e aplicativos diversos. Ele suportou nada menos que 251 minutos, com brilho de tela pela metade, e 191 minutos com brilho máximo do LCD.

Com todos esses recursos, ele não é um notebook leve (pesa 2,8 quilos) nem muito menos barato (seu preço sugerido é 11.019 reais). Mas agüenta o tranco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site