Imagem de fundo do header
MacBook Air: conheça seu desempenho em teste
Home  >  Review
REVIEW

MacBook Air: conheça seu desempenho em teste

Novo notebook ultraportátil é um avanço em relação ao modelo original, mas ainda está longe dos outros notebooks da Apple.

James Galbraith, Macworld/EUA

macbookair_72.jpg
Foto:

Em outubro, a Apple renovou sua linha de notebooks, com o lançamento dos novos MacBook e MacBook Pro e uma atualização nos modelos da linha MacBook Air, com novos recursos de vídeo e mais espaço em disco. 

O MacBook Air topo de linha (US$ 2.499 nos Estados Unidos) chegou ao Macworld Lab, e nossos testes de laboratório mostram que as melhorias internas ajudaram o ultra portátil da Apple a se tornar mais competitivo em desempenho, mas ainda é um produto que você compra por seu formato e peso, não sua velocidade.

A configuração que testamos é bem melhor que o MacBook Air anterior. A máquina é movida por um processador Intel Core 2 Duo padrão de 1,86 GHz com 6 MB de cache L2 (contra um chip customizado de 1,8 GHz Core 2 Duo com 4 MB de cache L2 no Air original). A velocidade do barramento frontal subiu para 1.066 MHz, e os novos modelos usam memórias DDR3 mais rápidas que as DDR2 do Air anterior. Para armazenamento de dados, o novo Air topo de linha tem um disco de estado sólido de 128 GB, o dobro do tamanho do SSD do seu antecessor.

Os dois novos modelos de MacBook Air agora se livram da placa de vídeo integrada Intel GMA X3100 e recebem a nova NVidia GeForce 9400M (ainda integrada ao sistema). Essa é a mesma placa usada nos novos MacBook e MacBook Pro, embora rode a velocidades menores para economizar energia e reduzir o aquecimento.

Como essas mudanças internas se revelam em desempenho real? Não é surpresa que o desempenho foi bem mais rápido no MacBook Air de 1,86 GHz em relação ao anterior de 1,6 GHz nos testes com o Speedmark 5 – o novo modelo foi 51% mais rápido, com resultados individuais de teste ainda mais impressionantes no Quake 4 e no teste com arquivos compactados (quase 10 minutos no modelo antigo, menos de seis no atual).

Comparamos os resultados do novo MacBook Air com uma máquina do laboratório que montamos sob encomenda, na versão opcional com processador Core 2 Duo de 1,8 GHz com disco rígido PATA de 120 GB. O novo Air foi 39% mais rápido que o modelo sob encomenda no Speedmark 5. Também foi 28% mais rápido nos testes de Photoshop e 22% mais rápido no Cinema 4D.
Compressor, iMovie e iTunes foram mais rápidos na nova máquina, mas não por uma grande diferença. E, como foi com os MacBooks, o maior ganho no Air foi em games, com 24,8 frames por segundo no Quake 4 – contra pífios 3,9 quadros por segundo no modelo sob encomenda (um aumento de seis vezes!).

Embora tenha diferenças impressionantes em relação aos modelos anteriores, o MacBook Air não é tão mais rápido se comparado aos outros novos notebooks da Apple. De fato, o processador Core 2 Duo no novo MacBook Branco (o mais simples e barato da linha) é 13% mais rápido que o MacBook Air topo de linha. O Air foi mais lento (diferença de 3%) nas notas do Speedmark 5 – mas seu desempenho foi auxiliado pela placa NVidia integrada na comparação com o MacBook básico: 24,8 quadros por segundo no Quake 4 contra 7,6 qps (o MacBook usa ainda uma Intel GMA X3100).

O MacBook branco bateu o Air em todos os demais testes individuais, menos no de descompactar pastas de 2 GB – crédito ao disco de estado sólido, mais rápido.

Se você comparar esse MacBook Air com o MacBook novo topo de linha – um Core 2 Duo de 2,4 GHz com a placa de vídeo da NVidia GeForce 9400M, você irá encontrar uma diferença ainda maior – o Air foi mais lento no Speedmark 5 (18% de diferença), no Photoshop (25%) e no Compressor MPEG (71%). Se você pensar que o MacBook de 2,4 GHz custa menos e tem um SuperDrive, Ethernet e mais uma porta USB, só a questão do peso salva o MacBook Air.

Esses são os números de desempenho do MacBook Air em comparação aos outros modelos da Apple:

tabela-mac-air-nov08

Já encomendamos também um MacBook Air de 1,6 GHz, mas ele ainda não chegou ao laboratório da Macworld. Assim que botarmos as mãos nele, iremos publicar os resultados dos benchmarks. E fique de olho no review completo do MacBook Air, a ser publicado em breve.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site