Imagem de fundo do header
Meganote C2J tem preço atreante e autonomia abaixo do desejado
Home  >  Review
REVIEW

Meganote C2J tem preço atreante e autonomia abaixo do desejado

As dimensões do notebook da Megaware são menores que as de um portátil convencional e oferece bom desempenho.

René Ribeiro, analista de testes da PC WORLD

Meganote_C2J_150.jpg
Foto:

Produzido pela Megaware, o Meganote C2J utiliza peças da taiwanesa ECS, mas é montado na fábrica da empresa em Belo Horizonte (MG). Qual a vantabem de uma complexa operação como esta? Redução de preço para o usuário final, ja que a  máquina sai por 2.499 reais.

Seu corpo apresenta dimensões menores que as de um notebook comum. São 29,6 centímetros de largura por 22,7cm de profundidade com altura de 2,6cm, quando fechado. Pesa 1,9 quilo e sua tela é de 12,1 polegadas.

O portátil vem equipado com processador Centrino Core 2 Duo T5550, de 1,83 GHz, memória de 2GB, HD de 160GB, gravador de DVDs e CDs, além de webcam de 1,3 megapixel. Quanto às conexões, o C2J dispõe de três USB 2.0, conexão Gigabit para rede cabeada, rede Wi-Fi, interface FireWire 1394a, saída VGA e Bluetooth.

Leia também:
> IdeaPad S10: um mininotebook com jeito de grande
> Mininote Freedom vem com HD de 80GB
> HP 2133: outro portátil com bom disco e pouco autonomia

Na área da segurança, ele conta com sensor biométrico e entrega o Megaware entrega do notebook C2J com o Windows Vista Home Premium instalado.

meganote_c2j_350

Meganote C2J: dimensões menores que as de um portátil
convencional e oferece bom desempenho

Rodamos o software de medição de desempenho PCMark05, com o C2J atingindo 3.780 pontos. Esse valor indica que o portátil está dentro da média de desempenho de configurações semelhantes. Para verificar a capacidade de multitarefa, rodamos o Adobe Premiere para converter um vídeo de 600 MB, tarefa que ocupa cerca de 45% da atividade do computador. O C2J se saiu bem, não travando as aplicações e sem perder a estabilidade.

Autonomia, porém, não é o ponto forte do equipamento e sua bateria deixou a desejar. Mesmo sem usar o disco óptico e com o brilho do LCD pela metade, a bateria suportou apenas uma hora e 52 minutos - pouco para quem precisa de um portátil justamente pela questão de mobilidade.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site