Imagem de fundo do header
Monitor LCD LG 22LS4R também pode funcionar como aparelho de TV
Home  >  Review
REVIEW

Monitor LCD LG 22LS4R também pode funcionar como aparelho de TV

Ele é leve, oferece muitas opções de entrada de vídeo, tem ótima qualidade de som e pode muito bem ir para a sala de estar.

René Ribeiro, analista de testes da PC World

Foto:

O avanço da tecnologia na construção de monitores LCD ajudou os fabricantes a desenvolverem modelos de tamanhos que não imaginávamos ter em nossas mesas de trabalho. E o melhor: ocupando muito menos espaço.

Um monitor de tubo de 19 polegadas, por exemplo, chega a pesar 22 quilos, com consumo de 100 watts. Hoje, existem modelos de LCD com tela de 22 polegadas de área útil que não chegam a pesar seis quilos e seu consumo de energia não chega a 50 watts.

Uma tela grande pode ajudar muito ao manipular muitos aplicativos e imagens. E dá até para curtir a programação da TV – em um monitor com tamanho confortável – já que alguns modelos incluem esse recurso.

É o caso do equipamento 22LS4R, da LG, avaliado por PC WORLD. Ele pesa menos de seis quilos e tem espessura de sete centímetros (16 cm, se você contar a base), o que permite transportá-lo com facilidade.

O modelo de 22 polegadas apresenta resolução máxima de 1680 por 1050 pixels e possui taxa de contraste de 3.000:1. Essa característica informa a razão de luminosidade para passar da cor branca para preta.

É o que nos faz perceber as tonalidades de cores de uma imagem. Quanto maior esse número, melhor. Com essa taxa foi possível assistir a DVDs e a programas de TV sem problema na percepção de cores.

LG-LCD-22LS4R_350
LCD 22LS4R: sete centímetros de espessura e conexão HDMI

O brilho, medido pela unidade cd/m² (candelas por metro quadrado) é de 300 (como a maioria dos monitores LCD) e as imagens foram nítidas. Quanto ao tempo de resposta, ficou em 5 milissegundos.

Esse dado indica o intervalo que um pixel leva para acender e apagar ou passar de uma cor a outra. Quanto menor, melhor. Essa taxa também já é comum na maioria dos monitores fabricados hoje e é suficiente para não causar efeitos indesejados. As taxas de monitores LCD antigos chegavam até a 18 milissegundos.

++++

Na parte traseira do equipamento há conexões de Vídeo Componente, Vídeo Composto, S-Video, entrada para áudio do PC, para fone de ouvido, uma porta VGA e uma HDMI. E, claro, o conector tipo RF para ligar a antena ou TV a cabo. Os dois alto-falantes da frente são muito discretos, mas, apesar disso, o som é alto e muito nítido.

Pelo controle remoto é possível regular busca de canais, o tamanho da tela (wide, 4:3 e zoom), equalizar o som e ajustar o timer para desligar automaticamente, além das funções comuns de regulagem de brilho e contraste.

Com o controle remoto na mão, assistindo a um programa de TV ou DVD, até se esquece que ele pode ser usado como monitor de computador.

O conector HDMI, que serve tanto em PCs (com placas de vídeo atuais), quanto em players de Blu-ray ou mesmo em um hometheater, é uma opção a mais para se aproveitar as últimas tecnologias de reprodução de vídeos.

Além do controle remoto, pequenos botões são dispostos na parte de cima, com as mesmas funções. Usá-lo como monitor no PC foi extremamente confortável.

O mesmo aconteceu com a visualização de páginas inteiras da internet de uma só vez ou ao abrir vários programas sem se perder na barra de tarefas. O preço sugerido pela LG de 1.300 reais pode assustar de início, afinal, uma TV de tubo de 29 polegadas custa em média 750 reais.

Mas ao analisar peso, facilidade de transporte e ao usá-lo como monitor do PC, fica claro que é uma opção bem atraente. Só faltou a opção dde PIP, para ver a programação durante o uso do PC.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site