Imagem de fundo do header
Multifuncionais a jato de tinta são boa opção para se usar em casa
Home  >  Review
REVIEW

Multifuncionais a jato de tinta são boa opção para se usar em casa

Funções deixam os modelos muito semelhantes; alguns trazem até leitores de cartão de memória. Analisamos 4 desses equipamentos.

René Ribeiro, analista de testes da PC World

dest_150.jpg
Foto:

Há três anos era possível comprar uma impressora a jato de tinta pelo preço médio de 450 reais. Hoje, por um valor pouco acima disto, dá para levar para casa um modelo que, além de imprimir, faz cópias, digitaliza documentos (textos e imagens) e que pode imprimir diretamente da câmera digital ou do cartão de memória.

PC World comparou quatro desses equipamentos: a Pixma MP180, da Canon; a CX8300, da Epson; o modelo C4280; da HP; e X4550, da Lexmark. Na realidade, todos modelos muito parecidos.

Tanta similaridade exige atenção na hora da compra, já que é nos detalhes que o usuário vai descobrir qual o modelo mais adequado. O primeiro é o que diz respeito ao rendimento do cartucho de tinta (tanto o preto quanto o colorido) e seu preço para, então, determinar o custo por página impressa (divida o valor do cartucho pela quantidade de páginas que podem ser impressas; o resultado é o custo por página impressa).

Os números fornecidos pelos fabricantes estão baseados na norma ISO que padronizou páginas de teste para verificar o rendimento de cartuchos de tinta. No site da entidade há detalhes sobre a norma e também é possível verificar os documentos usados nos testes.

Os equipamentos analisados por PC World são tão parecidos em tantos aspectos que a velocidade de impressão foi o item que mais pesou na análise. Tanto que o merecedor do título de Best Buy da categoria, o modelo CX8300, ganhou por uma diferença bem pequena, com um empate na segunda colocação (HP e Lexmark).

epson_cx8300
Best Buy: Epson CX8300

Leia também:
> Guia de  compras: o que você deve avaliar para comprar uma impressora

> Jato de tinta ou laser?
> Clique aqui para ver a tabela com todos os resultados do teste comparativo.
> Confira as imagens dos produtos testados
> Quer uma laser? Comparamos cinco modelos monocromáticos

E aqui vale uma ressalva: a velocidade prometida pelos fabricantes realmente é alcançada; entretanto, é necessário usar papel tamanho carta, um texto de apenas 12 linhas, com uma linha de cabeçalho e outra finalizando o texto. Ah! E o modo de impressão deve estar selecionado como rascunho.

++++

dest_150Fizemos os testes utilizando uma folha A4, com sete parágrafos de quatro linhas cada. O texto também tinha frases sublinhadas e palavras em negrito, em uma simulação de uma página que se aproxima de um trabalho comum.

Com isso, a velocidade de impressão não chegou nem perto dos valores nominais em nenhum dos equipamentos. Nada que chegue a incomodar, já que a impressão flui sem dar sensação de erro ou deixar o usuário esperando.

Destaques
A CX8300 (modelo que tem o maior painel LCD, facilitando o acesso a funções) teve a melhor impressão em fotos, com cores mais vivas e mais nítidas, seguida pelos modelos da HP, Lexmark e Canon.

Se o assunto é digitalização de documentos, a função reconhecimento de caracteres (OCR) de todas as multifuncionais funcionou perfeitamente no tratamento de cinco páginas de um livro (nenhum erro foi cometido), com destaque para o modelo da Epson que fez o trabalho mais rapidamente.

Ao contrário do que se pode pensar, fazer uma cópia é diferente de imprimir. Na impressão, o driver traduz os dados digitais para o processador da impressora, que monta a imagem de acordo com a matriz de pontos do documento original.

Na cópia não há intervenção do driver. O scanner faz a leitura do original e envia diretamente ao processador da impressora. A qualidade fica por conta de ajustes no próprio painel do equipamento.

Na qualidade padrão, chamada de “normal” nas impressoras, foi feita uma cópia de uma capa de revista para verificar a velocidade em cores. Para verificar a velocidade da cópia monocromática, utilizamos um relatório com um gráfico no meio da página. Assim foi possível verificar a qualidade da impressão, além da velocidade. No teste, a Canon se deu melhor, seguida pela Lexmark, Epson e HP, nessa ordem.

Se espaço físico for um problema, a melhor opção é o modelo C4280, da HP. No extremo oposto vem o equipamento da Canon, cuja profundidade é 38 centímetros no total, 4,1 centímetros maior do que a terceira colocada, o que pode ser um problema para uma mesa ou bancada mais estreita.

A X4550 da Lexmark oferece uma característica interessante e pouco presente na maioria dos modelos jato de tinta: ela tem conexão Wi-Fi.

A instalação é muito simples, com um assistente que guia o usuário pelas etapas necessárias; quando o roteador detecta o dispositivo, basta digitar a senha de segurança da rede e pronto.

Leia também:
> Guia de  compras: o que você deve avaliar para comprar uma impressora

> Jato de tinta ou laser?
> Clique aqui para ver a tabela com todos os resultados do teste comparativo.
> Confira as imagens dos produtos testados
> Quer uma laser? Comparamos cinco modelos monocromáticos

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site