Imagem de fundo do header
Netbook da HP aguenta mais de seis horas longe da tomada
Home  >  Review
REVIEW

Netbook da HP aguenta mais de seis horas longe da tomada

HP Mini 210-1050br vem equipado com modem 3G, teclado confortável e sistema de inicialização rápida, mas preço é acima da média.

René Ribeiro, da PC WORLD

HP-mini-210-1050br_150.jpg
Foto:

Testamos o netbook HP Mini 210 – 1050br. A HP sempre se destacou pelo acabamento de seus equipamentos e esse portátil não é diferente: com gabinete predominante na cor prata e com desenhos geométricos sutis na tampa, o Mini 210 chama a atenção.

As dimensões são de 26,8 centímetros de largura por 17,8 cm de profundidade e 2,8 cm de altura. O peso é de 1,36 quilo.

O modelo 1050br vem com bateria de seis células, o que torna esse netbook um pouco mais pesado do que outros modelos da mesma categoria.

O hardware é baseado em um processador Intel Atom N450 (1,66 GHz), e o chip responsável pelos gráficos é o Intel Graphics Media Accelerator 3150.

A tela tem 10,1 polegadas (1024 por 600 pontos) e conta com a tradicional webcam de 1,3 megapixel fixada na borda superior.

Há 2 GB de RAM, no padrão DDR2 800 e o disco rígido possui um espaço generoso: 320 GB. O sistema operacional instalado é o Windows 7 Starter.

hp-mini-210-1050br_perfil_350.jpg

HP Mini 210-1050br: bateria de seis células

A conectividade fica a cargo de uma inteface de rede padrão Fast-Ethernet e interface Wi-Fi padrão 802.11 b/g, com chipset Broadcom. Também há um modem 3G e Bluetooth 2.1.

Além disso, o HP Mini 210 - 1050br conta com três portas USB 2.0, saída para monitor VGA e leitor de cartões de memória compatível com os formatos SD, SDHC e MMC. Há também um conector "híbrido" que serve tanto para fone de ouvido como para microfone.

Testes
O HP Mini 210 usa um processador Atom com baixo consumo de energia, o que, combinado à bateria de seis células, garante boa autonomia tanto em tarefas leves, como o uso de processadores de texto e navegação na web, quanto nas mais exigentes, como a reprodução de vídeo em alta definição.

Netbooks não são máquinas de alto desempenho, mas o HP Mini 210 dá conta do recado seja no uso de softwares de produtividade, como o Microsoft Office, por exemplo, quanto no acesso à web (via Wi-Fi, 3G ou por cabo), sem que o usuário sofra com travamentos ou lentidão.

hp-mini-210-1050br_tampa_350.jpg

Detalhe da tampa do HP Mini 210

Para ter uma referência de desempenho fizemos um teste que exige bastante do processador de qualquer PC, que é a conversão de arquivos de vídeo.

Utilizamos para isso o software Handbrake e um vídeo de dez minutos de duração, em formato AVI e 720 linhas de definição, que foi convertido para o formato do iPhone.

O processo levou 18 minutos e quatro segundos para ser realizado. Já um netbook com processador Atom 330 levou nove minutos e 43 segundos para realizar a mesma tarefa.

Mas vale lembrar que o Atom 330 tem dois núcleos (é um modelo "dual-core"), portanto é de se esperar que ele complete a tarefa na metade do tempo.

hp-mini-210-1050br_conectores_350.jpg

Conectores. Repare também que a bateria de seis células
serve como um apoio

O netbook Samsung N315, da Samsung, utiliza o mesmo processador do HP Mini 210 e obteve desempenho semelhante

O teclado do HP mini 210 é confortável. O bom espaçamento entre as teclas permite digitar sem que os dedos fiquem "espremidos". Um detalhe que garantiu o conforto é que as teclas de função (F1 a F12) foram eliminadas (solução que a Dell já havia adotado no Mini 9).

As teclas de função ainda podem ser usadas com combinações com a tecla Fn mais o teclado QWERTY. É uma solução interessante que não causa problemas, pois é fato que as teclas de função são pouco utilizadas no dia-a-dia, especialmente em netbooks.

hp-mini-210-1050br_teclado_350.jpg

Teclas espaçadas garantem conforto na digitação

Boot ligeiro e bateria duradoura
O HP Mini 210 traz um recurso interessante de inicialização rápida, que permite "dar boot" em apenas oito segundos. O segredo está em um sistema Linux customizado, que permite acesso rápido à web, fotos, vídeos e Skype sem que o usuário precise esperar pelo Windows.

É um recurso que ajuda quando se está com pressa. Quando o usuário quiser voltar ao Windows, basta um simples clique no ícone de saída. É possível remover essa opção de boot a qualquer momento pelo painel de controle.

O maior destaque fica por da autonomia de bateria. O fato do processador ter apenas um núcleo e o chip gráfico embutido ajudam nesse quesito mas o HP mini 210 - 1050br conta com um reforço a mais: a bateria possui seis células.

Em nossos testes com o software Battery Eater, a bateria levou seis horas e 45 minutos para descarregar em uso leve. Sob uso mais intenso, a autonomia foi de quatro horas e 59 minutos. No teste prático, utilizamos o netbook com aplicações corriqueiras como Word, Excel, PowerPoint.

Também acessamos a web via Wi-Fi, inclusive assistindo a vídeos do youtube por 30 minutos. Nesse caso, a bateria segurou a carga por cinco horas e 31 minutos.

Isso é bastante conveniente para um netbook, já que a mobilidade é um item muito importante para essa categoria. O modem 3G também foi muito bem vindo, pois assim é possível aliar a portabilidade do netbook ao acesso à web em qualquer local.

Só achamos o preço (1.599 reais) alto. Hoje em dia é possível encontrar notebooks com bom desempenho pelo mesmo preço, e nem mesmo a autonomia de bateria e modem 3G justificam esse valor. Ah, e esse preço do HP mini 210-1050br é promocional. O preço "cheio", sugerido pelo fabricante, é de 1.699 reais.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site