Imagem de fundo do header
Nexus S é uma bela vitrine para o Android
Home  >  Review
REVIEW

Nexus S é uma bela vitrine para o Android

Fruto da colaboração entre a Google e a Samsung, aparelho combina hardware de ponta com o novíssimo Android 2.3

Ginny Mies, PC World EUA

Foto:

“Sequência” do Nexus One e primeiro aparelho a chegar ao mercado com o Android 2.3 (codinome “Gingerbread”), o Nexus S (US$ 530 desbloqueado ou US$ 200 com um contrato de dois anos com a operadora T-Mobile, nos EUA) é um esforço conjunto entre a Samsung e a Google e traz recursos impressionantes.

Baseado na bem sucedida família Galaxy S, o Nexus S tem hardware de ponta e o sistema operacional Android 2.3 traz algumas melhorias úteis. Entretanto, alguns pecados como a ausência de memória expansível e  a incapacidade de gravar vídeos em HD impedem o Nexus S de atingir todo o seu potencial.

Leia também
» Samsung Galaxy S mostra o verdadeiro poder do Android
» Samsung Galaxy Tab: concorrente do iPad ou smartphone gigante?

Hardware e Design 

O hardware do Nexus S não é tão diferente do Nexus One. Como este, ele tem uma câmera de 5 Megapixel e um processador de 1 GHz. Entretanto, há algumas diferenças chave, entre elas a presença de um chip NFC integrado. Esta tecnologia permite transformar o smartphone em uma espécie de “cartão de crédito”.

Com ela será possível, por exemplo, simplesmente passar o aparelho em frente ao sensor no caixa de um supermercado para pagar automaticamente pelas compras. Claro que isso depende da implantação da tecnologia nas lojas, o que ainda é raro. Mas a Google espera que o Nexus S seja um “catalizador”, demonstrando o potencial e incentivando a adoção.

O Nexus S inquestionavelmente segue a estética da Samsung, tanto quanto o Nexus One seguia a da HTC. Isso é bom e ruim. Na aparência o Nexus S, todo em preto, é muito mais atraente que o Nexus One. Mas na construção ele parece mais frágil e “plástico” que seu antecessor, e medindo 12,4 x 6.3 x 1 cm ele também é um pouquinho maior, embora o peso de 127 gramas seja menor.

nexuss-360px.jpg
Google/Samsung Nexus S

Assim como os smartphones da série Galaxy (como o Galaxy S, à venda no Brasil) o Nexus S tem uma tela Super AMOLED de 4 polegadas. O vidro que a recobre é levemente curvado (a Samsung e a Google chamam isso de “Contour Display”) para que o aparelho se ajuste mais confortavelmente ao rosto. No entanto, a curva é bastante sutil.

Android 2.3 “Gingerbread”

Embora a nova versão do Android não tenha grandes mudanças, traz algumas melhorias bastante úteis. Alguns dos recursos mais notáveis são um teclado virtual melhorado com suporte a multitoque, suporte a NFC, suporte a múltiplas câmeras no aplicativo da câmera e uma melhoria geral no desempenho, embora não tão grande quanto a trazida pelo Android 2.2. Também há mudanças sutis na interface que dão ao sistema um ar mais sofisticado, como os menus em preto que fazem com que os ícones se destaquem, e animações que tornam a interface mais atraente e divertida.

Google Apps e Multimídia

Gosto de meus smartphones como meus PCs: sem software inútil. Felizmente, o Nexus S vem “limpo”. A interface é a padrão do Android 2.3, sem modificações, e os aplicativos pré-instalados se limitam ao conjunto padrão da Google: Latitude, YouTube, Gmail, Places, Google Maps with Navigation, Busca (com voz), Car Home, Google Talk e Google Voice.

O media player é o mesmo do Froyo, básico mas fácil de usar. Vídeos que baixei tocaram sem problemas e ficaram ótimos na tela Super AMOLED. Uma das coisas boas sobre a tela é que ela se mantém visível o suficiente mesmo ao ar livre sob a luz do sol. Se você gosta de colocar os seriados em dia na hora do almoço, esta é uma característica importante.

Câmera

O Nexus S tem uma câmera de 5 megapixel com flash. A qualidade da imagem é boa e nada além disso (vou ser sincera: eu estava torcendo por uma câmera de 8 megapixel). O Nexus One também tinha uma câmera boa, mas não impressionante. A cores nas fotos em ambientes internos me pareceram um pouco lavadas, e as imagens tinham um pouco de ruído. Uma coisa da qual a Samsung e a Google se esqueceram foi de um botão dedicado para a câmera na lateral do aparelho. É um detalhe pequeno, mas que faz muita diferença na hora de tirar fotos. 

nexus_s-test_photo.jpg

Foto de teste feita com o Nexus S: cores lavadas

A interface da câmera tem uma boa variedade de ajustes, como modos para autofoco, macro e foco infinito, quatro resoluções de imagem, nove modos de cena, três modos de cor, três níveis de qualidade e medição de exposição. No geral o aplicativo da câmera é simples e direto, e espero que os fabricantes não tentem substituí-lo por versões customizadas em futuros aparelhos com o Gingerbread. Assim como o Galaxy S, o Nexus S tem uma câmera VGA frontal para fazer videochamadas ou autoretratos. 

nexus_s-gingerbread_camera.jpg

No Gingerbread, aplicativo da câmera traz vários ajustes

O Nexus S grava vídeos em resolução de até 720 x 480 pixels a 30 quadros por segundo, o que é estranho considerando que o Galaxy S grava em HD (1280 x 720 pixels). Um vídeo de testes que fiz na rua em frente de casa ficou bom, embora um pouco trêmulo quando filmei objetos em movimento rápido. As cores foram precisas, e os detalhes bastante nítidos.

Memória e desempenho

Se você quer tirar um monte de fotos e vídeos, um aviso: o Nexus S não tem um slot para cartões microSD. Ou seja, assim como em um iPhone a memória interna não pode ser expandida.

O aparelho tem 16 GB de memória interna e um processador de 1 GHz. A rolagem de páginas web foi suave, os aplicativos abriram rapidamente e a navegação pela interface foi sempre bastante ágil e sem “ensgasgos”.

O acesso à internet via 3G é bastante rápido: consegui uma velocidade de download de 1632 Kbps e upload a 1222 Kbps na rede da operadora T-Mobile na cidade de San Francisco, acima da velocidade conseguida com outros aparelhos na mesma operadora.

A qualidade das chamadas foi muito boa, com voz nítida e natural, bom volume e nenhuma estática. Meus interlocutores também se impressionaram e ouviram pouco ou nenhum ruído de fundo durante as chamadas, mesmo quando liguei de uma esquina bastante movimentada.

Nosso veredito

Quando a Google e a Samsung se unem para criar um aparelho para a estréia de mais uma versão do Android, as expectativas são muitas. O Nexus S não desaponta mas não é revolucionário, visto que muitas de suas características estão presentes em outros aparelhos, como o Galaxy S.

Não posso deixar de criticar decisões como a ausência de um botão para a câmera e falta de memória expansível, mas a tela é maravilhosa, o desempenho é excelente, a qualidade de voz nas chamadas é impressionante e o Android 2.3 tem recursos muito legais. No geral é um ótimo aparelho.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site