Imagem de fundo do header
Nikon Coolpix P7000: uma câmera poderosa, porém desafiadora
Home  >  Review
REVIEW

Nikon Coolpix P7000: uma câmera poderosa, porém desafiadora

Câmera produz ótimas imagens e é cheia de recursos, mas excesso de botões pode confundir os usuários menos experientes.

Tim Moynihan, PC World EUA

Foto:

Quando você se coloca por trás das lentes da Nikon Coolpix P7000 (R$ 1.400, em média), tem a sensação de que está no comando de um avião a jato. A câmera é coalhada de botões, oferecendo acesso rápido a ajustes manuais através de um conjunto de controles que mais parece um cockpit. Proprietários de câmeras DSLR vão se sentir em casa no comando da Coolpix P7000, que além da ampla gama de controles também oferece grande qualidade de imagem.

nikon_coolpix_p7000-360px.jpg

Nikon Coolpix P7000: Excelente qualidade de imagem e muitas opções de ajustes manuais

Como a P7000 coloca todos os seus controles manuais em evidência, ela tem uma curva de aprendizado mais íngreme. Os novatos provavelmente se sentirão intimidados com seu conjunto de botões e seletores, mas fotógrafos que já usaram as câmeras DSLR da Nikon irão gostar de seu layout familiar.

Ela não tem a tela LCD móvel da Canon PowerShot G12, mas em outros aspectos elas são como irmãs gêmeas. Todas tem uma sapata para flash externo opcional, um visor óptico que ajuda a economizar bateria, um nível eletrônico batizado de “horizonte virtual”, sensor de 10 megapixel e uma lente grande-angular de 28mm e abertura máxima de F2.8. A carcaça da Nikon é um pouco mais fina e mais leve que a Canon.

Mas a P7000 tem uma ligeira vantagem sobre a PowerShot G12. Sua lente possibilita zoom óptico de até 7.1x, indo de 28mm a 200mm. A Coolpix P7000 também tem um visor óptico superior, já que a lente nunca atrapalha o enquadramento, como acontece com a G12.

Os 17 botões espalhados pela Coolpix P7000 fornecem atalhos incrivelmente rápidos para os controles manuais. Entre eles estão uma chave que permite alternar com apenas um toque entre prioridade de abertura e de obturador, uma trava de exposição automática operada com o dedão, e um botão para travar o foco automático. Também há controles de ISO, resolução de imagem e histograma na tela, e um seletor para acesso rápido a três conjuntos de configurações pré-definidos (presets). A P7000 tira fotos ótimas no modo automático, mas você poderá tirar muito mais desta câmera se mergulhar em seus ajustes manuais.

nikon_coolpix_p7000_tras-360px.jpg

Nikon Coolpix P7000: LCD fixo, visor óptico e muitos botões

Em nossos testes subjetivos de qualidade de imagem e vídeo a P7000 perdeu por muito pouco da PowerShot G12, com uma avaliação geral de “superior”. As imagens capturadas foram as mais nítidas que já vimos em qualquer câmera desta categoria, e suas notas em qualidade de exposição e precisão de cor ficaram atrás das da G12 por muito pouco.

Por outro lado, se você pretende gravar muito vídeo deve procurar outra câmera. Não gostamos nada da qualidade das imagens em HD (720p) capturadas por ela, que só perderam para o vídeo em definição padrão de câmeras como a Samsung TL500. A autonomia de bateria é boa. Segundo a CIPA, ele fica em cerca de 350 fotos por carga com o LCD ligado.

Os recursos da Coolpix P7000 que mais merecem destaque são seu excelente modo macro, que permitte que você fique a centímetros do que quer fotografar e obtenha imagens muito nítidas com pouca profundidade de campo. Em nossos testes, ela também se destacou na edição de imagens na própria câmera: após bater uma foto, você pode pedir que a câmera a “melhore” automaticamente usando recursos como o Active D Lighting Correction, Quick Retouch ou Skin Softening (que suaviza imperfeições na pele das pessoas).

Você pode até aplicar filtros, como o que a Nikon chama de “modo miniatura”. E ao contrário das câmeras concorrentes, a P7000 aplica seus filtros e mudanças a uma cópia da imagem, em vez de sobrescrever o original. Assim como na G12, fotos contínuas (modo Burst) não são o ponto forte. A P7000 consegue no máximo 1.3 fotos por segundo em resolução máxima.

A Nikon Coolpix P7000 fica “pau a pau” com a Canon PowerShot G12 quando julgada em quesitos como controles manuais e qualidade de imagem. Mas para a maioria dos usuários, os divertidos modos de cena, melhor desempenho em vídeo e facilidade de uso impressionante darão à G12 uma ligeira vantagem. A Nikon Coolpix P7000 com certeza agradará aos fotógrafos mais experientes e acostumados com DSLRs, que saberão como operá-la.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site