Imagem de fundo do header
Nokia N8: o hardware impressiona, mas o software desaponta
Home  >  Review
REVIEW

Nokia N8: o hardware impressiona, mas o software desaponta

Aparelho tem recursos multimídia de ponta, como uma câmera de 12 Megapixel e saída HDMI, as o software parece ultrapassado

Ginny Mies

N8-300px.png
Foto:

Consegui passar algum tempo com o mais novo smartphone N-Series da Nokia, o N8, hoje em San Francisco. Como outros smartphones N-Series, como o N97 e o N97 Mini, fiquei impressionado com seu hardware elegante e excelentes recursos multimídia. Mas o N8 desaponta quando o assunto é o software e a experiência do usuário. Mesmos pontos negativos de outros smartphones N-Series que já testei.

Na mão o N8 parece leve, mas resistente. É um pouquinho “gordinho”, com 1.27 centímetros de espessura (para comparação, o iPhone 4 tem 0,93 centímetros, e o HTC Droid Incredible tem 1,19 cm). O N8 estará disponível em cinco cores: cinza chumbo, prata, verde, azul e laranja. A frente do aparelho é minimalista, dominada por uma tela de 3.5 polegadas e resolução de 640 x 360 pixels com um único botão abaixo dela. O botão permite alternar entre a tela inicial e o menu principal do aparelho, e quando segurado mostra todos os programas abertos.

Monolito Multimídia

A traseira do aparelho tem uma câmera de 12 Megapixel com lente Carl Zeiss e flash Xenon. A câmera - com o sensor de mais alta resolução atualmente disponível no mercado, de acordo com a Nokia - tira fotos incríveis. Tirei algumas durante a demonstração e fiquei impressionada com a nitidez dos detalhes e as cores vibrantes e naturais.

Nokia N8 Frente - 800px

Nokia N8: tela de 3.5 polegadas domina toda a frente do aparelho

Além disso há uma câmera frontal que pode ser usada para vídeo-chamadas. Segundo a Nokia, embora já existam versões do Fring e Quik para a versão atual do sistema operacional Symbian, elas terão de ser reescritas para o S^3.

A câmera também grava vídeo em 720p (HD), que ficou lindo tanto no telefone quanto em uma TV de alta definição. Sim, o N8 tem uma saída HD para que você possa exibir vídeos em alta-definição de seu smartphone na TV da sala. Melhor ainda, o adaptador HDMI vem incluso na embalagem. No geral, vídeo no N8 é algo simplesmente brilhante. O aparelho não só reproduz vídeo em resolução HD, como também tem suporte a Dolby Digital Surround. Isto é ótimo para os cinéfilos, e espero que a Nokia crie um sistema para facilitar a compra de filmes para o aparelho.

Software “velho”

Vou dizer de uma vez: não gosto nem um pouco da tipografia utilizada no Symbian. As fontes pequenas e quadradas tem uma cara de “anos 90” e simplesmente não são agradáveis aos olhos. Quando a Nokia anunciou o Symbian^3, eu esperava uma tipografia mais “clean” e moderna e ícones visualmente mais agradáveis.

Mas o S^3 no geral se parece com a versão anterior, com alguns ajustes e novos recursos aqui e ali. O software também me parece um pouco lento, mas de acordo com a Nokia as unidades de demonstração a que tivemos acesso tinham software de pré-produção, que será otimizado. O que é um alívio, já que o navegador e o cliente de redes sociais capotaram durante meu tempo com o aparelho;

Alguns recursos do software não me pareceram amigáveis. Por exemplo, ao contrário do iPhone OS, Android e webOS, não dá para enviar fotos para uma rede social a partir do aplicativo da câmera ou galeria. Em vez disso, você precisa usar o cliente para redes sociais da Ovi, que agrega todas as suas contas em um único aplicativo. Além disso, o teclado virtual me pareceu apertado e pequeno demais, mais ainda que o teclado Android original.

Há algumas melhorias no S^3 em relação a outras versões do Symbian, como multitoque no navegador e na galeria de imagens, menos toques necessários para navegar através dos menus e um sistema de multitarefa simplificado. Mas eu terei de passar mais tempo com o N8 antes de poder fazer um julgamento completo do aparelho e de seu sistema operacional.

O Nokia N8 deve chegar ao mercado Europeu ainda em meados deste ano, com preço estimado em 370 Euros, cerca de 500 dólares. Estima-se que o aparelho seja lançado no Brasil até setembro, com preço ainda não definido.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site