Imagem de fundo do header
Norton Internet Security 2009 é a melhor suíte, apesar das falhas
Home  >  Review
REVIEW

Norton Internet Security 2009 é a melhor suíte, apesar das falhas

A solução integrada da Symantec custa um pouco mais, mas é fácil de usar e ótima ao bloquear softwares maliciosos.

Erik Larkin, da PC World / EUA

norton_150.jpg
Foto:

norton_150.jpgO
Symantec Norton Internet Security 2009, lançado em outubro do ano
passado (149 reais para até 3 usuários) surge como sendo o vencedor
este ano entre as suítes de segurança pagos avaliados por PC WORLD. É a
segunda solução mais cara dentre os nove produtos avaliados, mas seu desempenho
justifica o valor cobrado.

Ele combina uma excelente ferramenta de detecção e limpeza de
malware com uma ótima interface e uma boa gama de funções. Mas vele
ressaltar que o Norton não foi superior em todas as categorias
testadas. Além disso, custa caro.

Entretanto, se você quer um produto sólido para proteger seu PC, o
Norton Internet Security é uma boa opção, e foi nossa principal
escolha. Nos intensivos testes de detecção de malware elaborados pela
AV-Test.org, o Norton foi muito bem, identificando 98.9 % das pragas de
um lote composto por 654.914 mil malwares, entre trojans, worms,
ladrões de senhas, entre outros. Nesta categoria, ele só perde para o
Avira Security Suite, que atingiu 99.2 % nas buscas.

Leia também: 
> Novato, Webroot Essentials tem falhas e fraca detecção de malwares
> Panda 2009 tem bons extras, mas peca na detecção de malwares
> McAfee Internet Security 2009 peca ao lidar com malwares
> Desempenho do Kaspersky 2009 não justifica preço tão elevado
> Suíte 2009 da Trend Micro falha no básico: detecção de malwares
> Com boas ferramentas, F-Secure 2009 apresenta detecção menos potente
> BitDefender 2009 oferece boa proteção por um bom preço
> Avira é técnico demais, mas tem a melhor taxa de detecção de malwares

O Norton também merece menção honrosa pela limpeza das infecções de
malwares, embora não tenha sido perfeita: ele falhou na limpeza de duas
em cada dez infecções testadas (índice de 80% de eficácia). No caso dos
rootkits – malware usado para esconder infecções de usuários de PC e de
softwares de segurança – o resultado foi ligeiramente superior,
atingindo um índice 90% na remoção rootkits ativos.

norton_security09_350

Nova interface da ferramenta scan do Norton

Ao lidar com adwares, o Norton foi apenas mediano com seus 96.8 % de
taxa de detecção do irritante, mas nem sempre perigoso, software. Não é
um percentual indecente, mas ficou aquém dos resultados dos
competidores, que identificaram mais de 99 % dos adwares usados nos
testes. Mas ficou acima do pior colocado, que detectou míseros 68 % dos
adwares.

Leia também: 
> Spam: 300 mil novos PC viram zumbis a cada dia

Por outro lado, o Norton foi um dos dois produtos (o outro é o Trend
Micro Security Suite) que não emitiu sequer um alarme falso, por
confundir um software seguro como sendo perigoso.

No quesito identificação de malware desconhecido que ainda não tem
uma assinatura no programa, o Norton ficou abaixo da média. Em testes
com arquivos com assinatura antiga de duas semanas, ele identificou
apenas 48,2 % das amostras, o que o coloca nas últimas posições do
ranking.

Mas a nova função atualizada “pulse”, que envia as assinaturas dos
malwares para o programa a cada 5 a 15 minutos, pode ajudar a balancear
a opacidade da performance dessa ferramenta de identificação. A
Symantec responde rapidamente a um novo e grande ataque de malware,
geralmente em menos de 2 horas, de acordo com a AV-Test.

Outra nova função, Norton Insight, utiliza elementos baseados na
internet para identificar aplicações seguras que não precisam ter a
varredura feita, que a Symantec diz que pode ajudar a melhorar o
desempenho da varredura.

A suíte de fato teve o melhor desempenho dos testes na demanda de
scans manuais ou programados que analisa arquivos completos, mas teve
um desempenho regular na verificação mais importante, que ocorre toda
vez que seu PC abre ou acessa um arquivo.

A ferramenta antispam do Norton adiciona uma barra de ferramentas ao
Outlook e Outlook Express, e seu firewall irá automaticamente permitir
o acesso à web das aplicações seguras e conhecidas. E a função de
segurança wireless corretamente nos alertou sobre uma rede de teste que
não usava criptografia

Para utilizar o controle dos pais e ferramentas de privacidade, você
deve baixar e instalar um gratuito add-on da Symantec. Após isso, você
poderá sinalizar perfis de acesso como “Criança”, “Jovem” ou “Sem
restrições”, para as contas de usuário existentes no Windows; ou
definir certos tipos de informação, como número de cartões de crédito
que você não quer que sejam enviados do seu PC sem a sua autorização.

Enquanto as configurações e interface padrão do Norton foram ótimos
em nossos testes, a ferramenta antiphishing resultou uma notável
exceção: a função desativou a proteção antiphishing embutida no Firefox
sem qualquer notificação, uma medida que a Symantec diz que foi para
prevenir potenciais alertas duplicados.

As outras suítes de segurança integrada que testamos não tiveram
problemas em deixar a ferramenta do Firefox ativada em conjunto com as
suas, o que pode representar um proteção dupla.

Lamentavelmente, faltou no Norton uma função de backup. Além disso,
a ferramenta não faz varredura de aplicativos antigos ou de patches do
Windows – uma função que é comum entre os concorrentes. O Symantec
Norton Internet Security 2009 continua uma suíte de segurança forte e
bem balanceada – e suas atualizações este ano o deixaram ainda melhor.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site