Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Imagem de fundo do header
Notebook Lenovo IdeaPad 330S, intermediário versátil
Home  >  Review
REVIEW

Notebook Lenovo IdeaPad 330S, intermediário versátil

Notebook intermediário, leve e fino vem com diversas configurações até as mais robustas para uso mais intenso

Flavio Xandó

Foto:
pontuação
7.5
IdeaPad 330s Lenovo
3099,00 veja na loja

Há algum tempo, foi criada uma categoria nova de notebooks denominada “Ultrafino”. O nome fala por si e indica aqueles dispositivos que têm como grande atrativo a pequena espessura e por consequência o baixo peso, atributos que todos usuários de computadores móveis desejam. No início, essas qualidades eram obtidas às custas de inferior capacidade de processamento, baterias menores, tela diminutas... Mas não são estes os atributos do Lenovo Idealpad 330s.

Trata-se de um notebook intermediário, preço mais acessível, que tem grandes virtudes. Usuários mais exigentes poderão sentir falta de alguns aspectos. Mas desempenho “puro” não falta para esse dispositivo, graças ao processador Core i5-8250U .

Esse processador da 8ª geração da família Core da Intel têm 4 núcleos (8 threads), opera 1.60 Ghz, mas como outros da sua geração, tem inteligência para acelerar ou desacelerar conforme a necessidade. Sob alta demanda, ele eleva sua velocidade para 3.4 Ghz (mais do que o dobro!) ou reduz pela metade para 0.8 Ghz (800 Mhz). Dessa forma administra sua sede por energia adaptando-se de acordo com a necessidade.

Esse recurso não é novo nos processadores da Intel (denominado Turbo Boost), mas geração a geração vem sendo aprimorado e aqui no IdeaPad 330s ele cumpriu muito bem sua tarefa, tanto para entregar desempenho quando exigido, quanto para economizar energia quando necessário, aumentando sua autonomia de bateria. E para quem tem maior sede de desempenho existem também modelos com os competentes Intel Core i7 e AMD Ryzen 7.



Deixando as especificações técnicas de lado, como disse, com esse processador não falta desempenho ao Lenovo IdealPad 330s para tarefas que exigem processamento. Complementando, no modelo que testei o sistema tinha como armazenamento um disco rígido tradicional (5400 rpm) com generosos 1 TB de capacidade e não tinha drive óptico (DVD).

As virtudes que mais me capturaram foram sua leveza (e grande portabilidade), desempenho, tela muito nítida e com um nível de brilho (máximo) bastante vibrante, conexões disponíveis (USB, USB-C, HDMI), os 8 GB de memória RAM que conferem grande agilidade no uso multitarefa e teclado bem responsivo. Sua capacidade de carregamento rápido da bateria é fator de destaque. Não posso me esquecer da tela com bordas muito finas que fazem a área útil visível ser quase total e seu sistema de Wi-Fi, moderno (Intel Dual Band Wireless-AC 3165 padrão 802.11ac) e muito rápido.


Mas há pontos que eu destaco como de possível melhoria ou faltas que eu senti. Começo pela mais “tola”, que é a falta de um led para indicar atividade do disco rígido. Quase todo notebook tem. Para mim, faz falta pois dá para saber se está havendo forte atividade de disco que explicaria momentos de “lentidão” (normal quando o HD está sendo muito solicitado). Não sei porque os fabricantes começaram a tirar esse led dos notebooks.

Seu sistema de Wi-Fi provê conexão robusta e quase tão rápida como uma conexão Ethernet, que aliás não existe neste modelo. Só dá para se conectar na rede sem fios. Não gostei da configuração do teclado que inverte as teclas de função com teclas de comandos, ou seja, para por exemplo, editar uma célula no Excel precisa usar duas teclas, a Fn e F2 e não apenas F2. Alguns poucos notebooks funcionam assim e eu não gosto. Ao menos poderia ser configurável...

Eu elogiei a tela pela nitidez e brilho intenso, ponto para o 330s. Mas a resolução 1366x768 já não é tão interessante, pois os programas e as necessidades de espaço, mais janelas na tela também cresceram. Há notebooks com resolução FullHD (1920x1080) ou mesmo 1680x1050 ou 1440x900 que tornariam melhor a experiência de uso. O modelo de 15.6 polegadas vem com resolução FullHD.


O touchpad, apesar de não ter os botões destacados (como muitos notebooks), funciona bem. Tradicionalmente eu detesto qualquer touchpad, mas este funciona adequadamente sem imprecisões, dá para operar o notebook só com ele. Mas no dia a dia, eu insistentemente adiciono um mouse externo sem fio.

O Lenovo IdeaPad 330s tem várias opções de configuração. Ou seja, modelos com diferentes especificações como processadores, armazenamento, placa de vídeo dedicada etc. Você pode conhecer melhor as diferentes configurações aqui neste link ou clicando na figura abaixo.

O Lenovo IdealPad 330s pode ser encontrado também em muitas lojas físicas ou e-commerce e os preços podem variar em relação aos indicados no site da Lenovo. Vale uma busca pela melhor condição. O modelo que eu testei é exatamente este aqui na versão Core i5 e que custa R$ 3.099 (condição de pagamento em 12 parcelas sem juros).

Estive recentemente no lançamento do IdeaPad 330s com processador AMD Ryzen 7, com placa gráfica dedicada etc, que foi demonstrado como uma verdadeira estação de trabalho móvel (como também o seria com processador Inte Core i7) e conversei com Luiz Sakuma, gerente sênior de produtos da Lenovo, e esta conversa pode ser vista no vídeo abaixo ou clicando aqui.

Sobre desempenho eu tenho um comentário final a fazer. Como disse, o processador é o ótimo Core i5 de 8ª geração, que adapta sua velocidade à demanda. Mas, infelizmente, quis o destino que a pessoa que testou o 330s (eu) fosse alguém já habituado com computadores equipados com SSD em vez de disco rígido tradicional. Ou mesmo equipado com a tecnologia aceleradora Intel Optane (veja uma avaliação dessa tecnologia aqui).

Portanto, posso afirmar sem a menor sombra de dúvida que o Lenovo IdeaPad 330s entregará o máximo do seu potencial se acelerado por um SSD ou memória Optane. A Lenovo informou que se for feita a troca do HD por SSD não ocorre perda de garantia da máquina (não do SSD é claro). Também importante destacar que existe modelo do 330s que pode vir equipado com memória Optane, efeito virtualmente igual ao do uso de SSD.

Escolhas são feitas ao conceber um produto. O modelo que eu testei tinha um HD de 1 Terabyte, bastante apropriado para quem tem muitos arquivos e informações para armazenar e não um SSD que por ser de 8 a 10 vezes mais rápido, costuma ser bem menor e mais caro.

Autonomia de bateria

É ponto-chave para qualquer notebook e para qualquer usuário. O 330s testado contava com bateria de 2 células (30 Wh) enquanto o modelo de 15 polegadas tem bateria de 3 células (52.5 Wh).

O resumo da análise de bateria se encontra na tabela abaixo que detalha a autonomia em diferentes formas de uso:

Sob máximo stress : é uma condição irreal, que consiste do uso do programa STRESSMYPC o qual gera máxima demanda de CPU e disco. Nenhum modelo de uso desempenhado por uma pessoa é capaz de gerar tal demanda, salvo talvez um processamento longo de renderização de vídeo (que não é objeto deste tipo de computador e muito menos usado com bateria).

Ou seja, essa situação gera o “pior cenário possível” que levou a 1h34m de autonomia. Este número me surpreendeu negativamente porque outros notebooks que testei conseguiam mais de 2 horas nessa situação. Porém, o processador de 8ª geração faz o que lhe é demandado, ou seja, em vez de trabalhar em 1.6 Ghz ele sobe sua velocidade para 3.4 Ghz (mais que o dobro) e por isso esgotou SOB STRESS mais rapidamente a bateria.

Em 80 minutos, a bateria estava praticamente acabando, mas com 10% de capacidade o próprio Windows aciona medidas de economia de energia. Por isso, o perfil (inclinação) do gráfico fica diferente no final indo até 94 minutos.

Uso “natural” : é a medida de fato mais apropriada, o melhor número para a autonomia porque se trata do meu uso efetivo do notebook. Recebendo e-mail, escrevendo a parte inicial deste texto, capturando e cortando algumas fotos e imagens para ilustrar esta avaliação, breves momentos de ociosidade, navegando na internet... ou seja, usando como naturalmente as pessoas fazem com seu notebook e nessa condição obtive 4 horas e 11 minutos de autonomia. Uma boa autonomia.

Vídeo no YouTube: o IdeaPad 330s ficou 6 horas e 3 minutos reproduzindo vídeos no YouTube de forma ininterrupta. São aproximadamente três filmes que podem ser assistidos de forma contínua até que a bateria se esgote.

Sem usar – tela ligada brilho 50%: o notebook fica com a tela sempre ligada, brilho em 50% (normalmente deixo em 75% mas a tela do 330s é tão brilhante que optei por 50%), sem usar o computador, mas conectado no Wi-Fi, recebendo e-mail etc. É o oposto do teste de stress. É o “melhor caso” e nessa situação ele ficou operante por 8 horas e 15 minutos.

Estes distintos cenários servem para transmitir para você, leitor, as diferentes situações e assim você conseguir visualizar como o Lenovo IdeaPad se comportaria no seu caso. O valor que julgo mais relevante é a autonomia em “Uso natural”, ou seja, usando constantemente o computador para as tarefas prosaicas do dia a dia. Mais de 4 horas é uma autonomia realmente boa. O 330s de 15.6 polegadas tem bateria de 3 células e mesmo com a tela maior deve ter maior autonomia.

A Lenovo informa que o IdeaPad 330s tem o recurso de “carga rápida”. Este recurso tem sido bastante popular entre os smartphones, mas não me lembro de notebooks apresentarem explicitamente essa funcionalidade. É bastante importante, porque mesmo na eventualidade de esgotar a energia, a reposição precisa ser ágil. Medi o tempo de carga de duas formas diferentes: com o computador ligado e com o computador desligado. Obtive 2 horas e 3 minutos 1 hora e 57 minutos respectivamente.

Mas estes números ainda não mostram com justiça o carregamento rápido do IdeaPad 330s. Importante saber que com o computador desligado ele carrega 6 minutos mais rápido, mas ao observar com detalhes o comportamento da operação de carga é melhor para tirar partido do carregamento rápido. Veja o gráfico abaixo.

É absolutamente normal a operação de carga ser mais lenta no final, algo que está bastante visível no gráfico acima. Até carro elétrico se comporta assim, bem como smartphones. Veja que 50% da carga é obtida em 40 minutos apenas, realmente bastante rápido. 80% da carga é obtida em 66 minutos (1h06m).  É sim um carregamento rápido, recurso este que é fator de destaque no Lenovo IdeaPad 330s.

Conclusão

Eu gosto muito desse segmento de notebooks intermediários porque eles conseguem entregar muitos benefícios sem custar tanto dinheiro. Não têm performance ou armazenamento sacrificados. A família IdeaPad 330s tem opções tão acessíveis quanto R$ 2.199 crescendo em capacidade e configuração. O modelo que testei, de 14 polegadas, processador Core i5 e 1 TB de armazenamento e 8 GB de memória RAM entrega um conjunto bastante equilibrado de recursos. Tela com ótima nitidez e brilho. Preferiria com resolução maior, pois 1366x768 já não me atende tão bem frente às muitas janelas que eu abro lado a lado. Mas essa é uma demanda minha, nem todo mundo trabalha assim.

Da mesma forma gostaria de poder configurar o comportamento do teclado (teclas de função e tecla Fn). Sinto falta do led de indicação de atividade do disco e um HD mais rápido (o HD de 1 TB presente tem velocidade de 5400 rpm). Seriam desejáveis evoluções. Da mesma forma, o 330s não tem drive de DVD, nem conector de rede Ethernet, mas nestes dois casos a necessidade é questionável já que se usa muito pouco DVD hoje em dia a o WiFi presente é muito competente. Entendo que a equação do custo é sempre bem delicada e cabe à Lenovo montar esse quebra cabeças com recursos, funcionalidades e custo.

Além do modelo que eu testei há modelos mais sofisticados, com placa gráfica discreta (GPU poderosa), processadores ainda mais rápidos e segundo apurei há modelo com o acelerador Intel Optane (que torna o desempenho do HD muito próximo a de um notebook com SSD). Portanto, trata-se de uma família eclética nas possibilidades. Eu o recomendo, sim. Afinal, a Lenovo tem uma forte tradição de qualidade e robustez em seus produtos e uma das configurações do IdeaPad 330s pode ser a ideal para suas necessidades e seu bolso.

 

 

 

em resumo
7.5 Pontuação
IdeaPad 330s Lenovo
R$ 3099,00 veja na loja
IdeaPad 330s
Desempenho4
Portabilidade5
Usabilidade4
Autonomia de bateria4
Conectividade4

Notebook Ultrafino, com processador Intel Core i5 de 8a geração, bastante leve, portátil, desempenho acima da média, boa autonomia de bateria e tela de 14 polegadas com bordas muito finas.

Prós
  • Carregamento rápido
  • Portabilidade
  • Desempenho do processador
  • Tela nítida e brilhante
  • Capacidade de armazenamento
Contras
  • Resolução 1366x768
  • HD 5400 rpm (mais lento)
  • Funcionamento das teclas de função
  • Falta de Led de funcionamento do HD
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site