Imagem de fundo do header
Meganote Black C2B surpreende apesar de usar chip gráfico comum
Home  >  Review
REVIEW

Meganote Black C2B surpreende apesar de usar chip gráfico comum

Este notebook da Megaware traz 4 gigabytes de memória, 320 GB de espaço em disco e roda com facilidade aplicações pesadas.

René Ribeiro, da PC World

Meganote_BlackRed_4_ilustra150.jpg
Foto:

Atualizado em 15/9, às 11h25.

Notebooks nacionais também têm boa configuração. Prova disso é o modelo Meganote Black C2B , provido com processador Intel T6400, de 2 GHz, 4 GB de memória tipo DDR2 667 e 320 GB de capacidade de disco, além do chipset Intel GM965, no qual está integrado o chip gráfico GMA X3100, e o sistema operacional Windows Vista Home Premium, de 64 bits.

As conexões ficam por conta de um circuito de rede Ethernet padrão Gigabit, da Realtek; rede sem fio 802.11g, modelo Intel Pro wireless e Bluetooth. O gravador de DVDs é do tipo slot, sistema semelhante a um tocador de CDs de carro.

No lado direito do portátil encontramos uma saída VGA, uma porta USB, o slot que dá acesso ao gravador de DVDs e a entrada para o carregador da bateria. No lado oposto estão mais duas USBs, um slot para expansões tipo ExpressCard54 e o conector para rede cabeada. Na parte frontal encontramos os conectores para fone de ouvidos e microfone (quando será que os fabricantes vão perceber que, neste local, usar o portátil no colo com fones acoplados é algo bem incômodo?), uma interface Firewire e o leitor de cartões de memória Flash tipos SD, microSD e MS. Ainda na frente estão quatro botões para controle do som e executar filmes ou músicas.

A tela tem 13,3 polegadas com resolução de 1280 por 800 pontos (o brilho da tela poderia ser um pouco maior). Acima do LCD está presente uma webcam de 1,3 megapixel. O Meganote Black C2B mede 32,8 centímetros de largura por 24,6cm de profundidade e 3cm de espessura (fechado). O peso é de 2,4 quilos.

meganote_blackred_4_350.jpg

Meganote Black C2B: configuração suporta bem softwares pesados

Testes
Mas do que o C2B é capaz? Com bom processador e uma boa quantidade de memória RAM, ele foi capaz de rodar softwares pesados como o Adobe Photoshop CS4 e também o Adobe Premiere, para editar vídeos. A capacidade de multitarefa é um dos pontos fortes. Pudemos editar um vídeo no Premiere enquanto tínhamos abertos o Word, Excel, o navegador de internet e ainda editando imagens no Photoshop. Mas o chip de vídeo não tem poder de fogo para jogos sofisticados em gráficos.

A rede Wi-Fi funcionou bem, cumprindo a velocidade prometida para o padrão 802.11g. O volume do áudio não é tão alto, mas é emitido com clareza. A bateria durou duas horas e 50 minutos. Para testá-la, navegamos na internet sem fio, trabalhamos em processador de textos, planilha de cálculo e tocando 30 minutos de música. O brilho do LCD ficou regulado pela metade e deixamos sem screen saver.

O C2B mostrou que dá conta do recado para aplicações pesadas e seu tamanho, pouco menor que um portátil com tela de 14 polegadas, ajuda no transporte. O preço sugerido de 2.699 reais não assusta, se levarmos em conta a boa configuração.

A Megaware tem uma campanha em seu site para o consumidor que adquirir qualquer produto da Megaware com sistemas Windows Vista Home Premium, Ultimate ou Business pré-instalados ganhará um upgrade para o Windows7.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site