Imagem de fundo do header
Positivo Alfa: mais de mil livros na sua bolsa
Home  >  Review
REVIEW

Positivo Alfa: mais de mil livros na sua bolsa

e-Reader é leve e fácil de usar, mas o complicado processo de compra de livros estraga tudo

Rafael Rigues, da PC World Brasil

Foto:

Apresentado em julho deste ano o Alfa, da Positivo Informática, foi um dos primeiros e-Readers, aparelhos dedicados à leitura dos livros em formato digital (e-Books), a chegar ao mercado nacional. Fino e leve, o aparelho veio com a promessa de comodidade (até 1.500 livros na memória) e o apoio de duas livrarias online (Saraiva e Livraria Cultura) com várias obras à venda.

Depois de um lançamento concorrido e um período longe das prateleiras, surgiu no início de novembro uma nova versão do Alfa. Fisicamente idêntica ao modelo anterior, o aparelho é 100 reais mais caro (799 reais) mas tem como extra uma interface Wi-Fi e navegador, e pode ser usado também para acessar a internet.  Esta é a versão analisada neste review.

O aparelho

O Alfa é muito fino e leve: são apenas 12,4 x 17 x 0,9 cm (largura, altura, espessura) e 240 gramas, mais leve que muitos livros de papel por aí. A borda frontal da tela, em preto fosco, evita reflexos indesejáveis durante a leitura, e a traseira texturizada torna mais fácil segurá-lo com firmeza.

A tela de 6 polegadas é sensível ao toque e feita de “papel eletrônico” (e-paper), uma tecnologia que proporciona alta legibilidade. Como a tela reflete a luz ambiente e não tem iluminação própria, ela é perfeitamente legível mesmo sob a luz do sol, ao contrário de uma tela LCD. Entretanto, não é muito adequada para leitura em ambientes pouco iluminados, como à noite, na cama e com apenas um abajur aceso ao lado.

A nitidez da tela é excepcional, e realmente lembra papel impresso (papel jornal, por causa do tom acinzentado). Nem com uma lupa fui capaz de distinguir os pontos que formam a imagem. Apesar de não exibir cores, a tela não fez feito ao mostrar, em tons de cinza, capas de livros ou páginas na internet. 

alfa_360px.jpg

Positivo Alfa: fino e leve, com tela de "papel eletrônico"

O Alfa tem 2 GB de memória interna, que segundo a Positivo é suficiente para armazenar cerca de 1.500 livros. Ela pode ser expandida com o uso de cartões microSD, inseridos em um slot no topo do aparelho. Curiosidade: há uma saída de fone de ouvido e um botão para controle de volume, mas o aparelho não toca música nem reproduz audiobooks (livros narrados).

Junto com o Alfa o usuário recebe um cabo USB, uma capa em material sintético imitando couro, para proteger o aparelho, carregador de parede e um guia rápido de uso. Não há manual impresso: ele será seu primeiro livro eletrônico, e já vem pré-carregado na memória.

Compra online

Os livros para o Positivo Alfa podem ser comprados online, em sites como o da Livraria Saraiva ou Livraria Cultura. As obras são distribuídas no formato EPUB, um padrão para livros digitais, e incluem um sistema de proteção anti-cópia desenvolvido pela Adobe que impede sua leitura em dispositivos “não autorizados” ou PCs sem o software apropriado.

Comprei o livro “Alice no País das Maravilhas & Através do Espelho e o que Alice Encontrou Por Lá” na Livraria Saraiva. O processo de compra é o mesmo de um livro comum, até o momento da entrega: para receber o livro é necessário instalar o aplicativo gratuito “Saraiva Digital Reader”, que vai fazer o download da obra e permitir que você a leia no computador.

Mas para transferir o livro para o Alfa (tanto na Saraiva quanto na Cultura), é necessário plugá-lo ao PC e usar um segundo aplicativo, o Adobe Digital Editions, também gratuito. É preciso também ter um “Adobe ID” e ativar seu aparelho seguindo as instruções do guia rápido incluso. Recomendamos criar o Adobe ID via web em um PC e apenas digitar o nome de usuário e senha no Alfa para a ativação, já que o formulário de registro é um tanto longo e há itens como menus com múltiplas opções difíceis de selecionar usando a tela do Alfa.

Todo este processo (criar IDs, ativar o leitor, comprar o livro, baixar e instalar aplicativos) levou cerca de 30 minutos na primeira vez e, francamente, é muito mais frustrante e complexo do que deveria. E mesmo após tanta complicação, surpresa! O livro comprado apareceu no Saraiva Digital Reader, mas não no Adobe Digital Editions. Com isso, não consegui transferí-lo para o Alfa, apesar de várias tentativas.

Compare com a experiência com o Kindle, da Amazon, onde basta uma única conta (na Amazon) para comprar e baixar livros no próprio aparelho com apenas um clique. Sem aplicativos a instalar, sem a necessidade de ligá-lo ao PC, sem complicação.

Felizmente, também é possível baixar livros gratuitamente em sites como o do Projeto Gutemberg ou Feedbooks, que disponibilizam milhares de títulos cujos direitos autorais já expiraram e são domínio público (como “Da Terra à Lua”, de Júlio Verne), ou obras que o autor disponibilizou sob uma licença como a Creative Commons, que possibilita a livre distribuição (incluindo obras de autores como Cory Doctorow e Charles Stross).

Nesses casos, tudo é MUITO mais fácil. Basta baixar o livro (também no formato EPUB, mas sem proteção anti-cópia) no PC, copiá-lo para a memória interna do Alfa usando o cabo USB ou um cartão microSD e pronto! Na verdade, consegui baixar livros no Feedbooks.com usando o navegador do próprio Alfa, e ao fim do download eles foram automaticamente adicionados à biblioteca. Isso sim é comodidade!

A leitura

A experiência de leitura no Alfa é bastante agradável. O alto contraste da tela e a ausência de brilho próprio não cansam os olhos, e não há problemas com ângulos de visão como nos LCDs: a tela tem sempre a mesma visibilidade, não importa como você olha pra ela.

Para virar as páginas é possível usar os botões < e >, logo abaixo da tela, ou tocar nela passando o dedo da direita para a esquerda. A tela leva cerca de um segundo para ser redesenhada, e a imagem “pisca” visivelmente durante o processo.

alfa_tela-360px.jpg

Detalhe da tela, que tem alta nitidez e lembra mesmo papel

Essa é uma característica de todas as telas e-Paper, embora já existam no mercado telas um pouco mais rápidas, como a do Kindle. Na prática, enquanto eu estava imerso na leitura o tempo de redesenho da tela “desapareceu”, e só notei a história do livro. 

No “rodapé” de cada página há o número da página sendo lida (e o total), e botões para ajustar a página à largura da tela e controlar o tamanho da fonte. Um botão “menu” abaixo da tela permite acesso a opções como marcadores, dicionário, índice e notas de rodapé. Também é possível ir direto a uma página, basta digitar o número em um teclado virtual, ou procurar por uma palavra chave.

O software marca automaticamente a última página lida, então é possível sair de um livro, ler outro e depois voltar ao anterior do ponto onde parou. A Lista de Livros no aparelho mostra ainda uma pequena barra de progresso debaixo do nome de cada livro, permitindo identificar rapidamente quanto você já leu e quanto falta.

Web

A versão do Positivo Alfa atualmente nas lojas tem uma interface Wi-Fi, ausente no modelo original comercializado em meados deste ano. Mas não pense que você vai substituir seu PC pelo Alfa para navegar na web.

O navegador é bastante competente, exibindo com perfeição mesmo sites complexos como o da PC World ou os grandes portais (Globo.com, UOL, iG). Ficamos supresos ao ver que imagens (exibidas em tons de cinza) ficam muito boas na tela do Alfa. Conseguimos acessar a versão móvel do Twitter (m.twitter.com) e ler e postar mensagens, embora vagarosamente já que o teclado virtual demora a responder. 

alfa_web-360px.jpg

O navegador mostrou perfeitamente vários sites, como o da PC World

Mas o longo tempo para o redesenho da tela torna a navegação muito lenta e tediosa, especialmente se for necessário “rolar” a página várias vezes, como quando lendo uma longa notícia, já que cada troca de página vai levar um segundo. E não há suporte a flash ou vídeo, algo impossível em uma tela de e-paper.

Autonomia

Telas e-paper são conhecidas pelo baixíssimo consumo de energia: na verdade, ela só é necessária para trocar a imagem exibida na tela, e quando ela está parada o consumo é zero. Com isso, e-readers tem autonomia de bateria medidas em dias e “centenas de viradas de página”, e não em meras horas como tablets e notebooks.

Durante o teste ativei o Wi-Fi, usei o navegador para baixar um livro gratuito no site feedbooks.com (“For the Win”, de Cory Doctorow, com 478 páginas) e começei a leitura. O Wi-Fi é desativado automaticamente quando o navegador é fechado.

Entre os períodos de leitura (cerca de uma hora por vez, em trens e ônibus no caminho de casa para o trabalho) ao longo de dois dias não me preocupei em desligar o Alfa, mesmo porque ele “dorme” automaticamente após um período de inatividade.

Nesse ritmo, cheguei a pouco mais de 100 páginas viradas antes que o indicador de bateria (que não informa uma percentagem precisa) mostrasse que um terço da carga se foi. Com isso, estimo a autonomia em cerca de 350 páginas antes que o aparelho peça uma recarga.

Foi menos do que eu esperava, e muito aquém do “mude de página até 10 mil vezes antes que a bateria acabe” mencionado pela Positivo em seu site, número que acredito ser a vida útil total da bateria, e não um indicador de autonomia por carga.

Nosso veredito

O Alfa é um aparelho bastante interessante: é leve, fácil de usar e a experiência de leitura é bastante confortável. Mas isso de nada vale se não houver livros, e a experiência de compra é simplesmente horrenda e muito mais complexa do que deveria.

O problema poderia ser amenizado se, por exemplo, houvesse no aparelho um aplicativo que permitisse comprar e baixar os livros diretamente, sem a necessidade de cabos, cartões e múltiplos programas no PC. Infelizmente ele não existe.

Por enquanto, a não ser que você se contente com as obras gratuitas encontradas em sites como o Projeto Gutemberg e o Feedbooks, recomendo aguardar e continuar investindo em livros em papel. Podem ocupar mais espaço na bolsa, mas são muito mais fáceis de comprar.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site