Imagem de fundo do header
Primeiras impressões: celular Glyde tem tela touchscreen bem fininha
Home  >  Review
REVIEW

Primeiras impressões: celular Glyde tem tela touchscreen bem fininha

Novo celular da Samsung é fácil de usar para tarefas básicas como chamadas telefônicas e envio de mensagens de texto.

Melissa J. Perenson, da PC World/EUA

Foto:

Antes de qualquer coisa, devo assumir que sou fanática por interfaces touch screen. Isto posto, posso dizer que achei muita coisa legal no novo Glyde SCH-u940 da Samsung.

O telefone – primeiro aparelho com tela sensível a toque da empresa coreana para o consumidor final – tem um monte de recursos. Ele se mostrou leve e confortável em minhas mãos (nada surpreendente, já que ele pesa 115 gramas e mede 10 centímetros por 18cm.

O Gylde lembra um pouco o iPhone da Apple pelo seu visual minimalista. O botão solitário na parte da frente do aparelho é a tecla Home, que não só faz retornar para a tela inicial como serve para reativar o telefone depois de um apagamento por falta de uso. Ao longo da lateral direita, você vai ver um botão de força, além de controles de volume e um disparador da câmera de vídeo e de 2.0 megapixels.

A tela sensível ao toque é a razão de ser deste celular – você nem pensaria em comprá-lo se não se gostasse da idéia do touch screen. A tela utiliza tecnologia de toque capacitivo, o que significa que se baseia no eletromagnetismo de seus dedos para realizar um comando.

Se um botão for grande o suficiente para o tamanho do seu dedo, usar o celular será muito fácil. Mas se você tentar ser muito preciso em relação ao local em que você toca (por exemplo, quando usar um navegador), este tipo de touch screen pode ser desapontador – principalmente em uma tela pequena como essa (ela tem 240 por 440 pixels).

++++

Apesar de o aparelho possuir um navegador em HTML e conseguir lidar com mensagens, suas funcionalidades são limitadas – não há bloco de notas e ele não trabalha com documentos, por exemplo.

Mesmo as funções do browser são limitadas: por exemplo, você pode navegar visualizando apenas com a tela na posição horizontal; e se você estiver em uma página da web que contenha um número de telefone, o programa não é inteligente o suficiente para transformá-lo em um link que se direcione para o discador do telefone, como faz o Palm Treo 680. Omissões como essa limitam a utilidade do telefone.

O teclado QWERTY do Glyde desliza para a esquerda e por baixo do aparelho; ele se abre com bastante facilidade. O teclado é um dos melhores que eu já usei, as teclas planas são largas e espaçosas, além de fáceis de apertar.

A tela inicial oferece botões para acessar o painel de discar chamadas, contatos e o menu principal, que tem acesso aos serviços de custo extra da Verizon (companhia telefônica dos EUA), incluindo toques para celular, games e um navegador especial.

Nos nossos testes, consideramos a qualidade do áudio aceitável; o som pareceu estourado e com pouco áudio ambiente.

Nós ainda iremos atualizar esse review com resultados de testes de bateria e com o preço final (do qual ainda não fomos informados).

Se você está em busca de um telefone básico com touch screen e um ótimo teclado, este modelo pode se encaixar às suas necessidades – dependendo de qual será seu preço.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site