Imagem de fundo do header
Primeiras impressões: Motorola MB502
Home  >  Review
REVIEW

Primeiras impressões: Motorola MB502

Irmão mais novo do “FLIPOUT” tem teclado QWERTY, trackpad para facilitar a navegação, câmera de 3MP e um preço bastante acessível.

Rafael Rigues

Foto:

O Motorola MB502 é o primeiro smartphone Android da Motorola a chegar ao Brasil sem um nome amigável, em contraste a aparelhos como o “DEXT” ou “BACKFLIP”. Nos EUA ele é conhecido como “CHARM”, mas por aqui ficamos com o código mesmo. Decisão estranha, já que para o consumidor é muito mais fácil se lembrar de um nome (e comentar com os amigos) do que de um código.

Projetado para ser um smartphone Android de baixo custo, o MB502 é ainda mais acessível que seu irmão mais velho, o FLIPOUT. Com preço sugerido de R$ 899 (sem subsídios de operadora) ele é atualmente o Android mais barato da Motorola, e um dos aparelhos mais baratos no mercado nacional. 

Para todos os efeitos, o MB502 pode ser considerado um “FLIPOUT sem flip”. Ele usa o mesmo sistema operacional (Android 2.1), mesma versão da interface MOTOBLUR (1.5), tem uma tela com a mesma resolução (320 x 240 pixels) e tamanho (2.8 polegadas) e os mesmos recursos no geral: câmera de 3 MP sem flash, Wi-Fi 802.11 b/g/n, GPS, 3G, Bluetooth 2.1 e entrada para cartões microSD de até 32 GB (com cartão de 2 GB incluso).

MB502 e Flipout - 360px

MB502 (esquerda) e Motorola FLIPOUT (direita): separados no nascimento

As principais diferenças são o peso (o MB502 pesa 110 gramas, 10 gramas a menos que o FLIPOUT), espessura (o MB502 é quse 6mm mais fino) e o teclado: o FLIPOUT tem um teclado móvel que gira e pode ser “guardado” sob a tela quando não está em uso, enquanto o MB502 tem um teclado fixo embaixo da tela. Não há fileira numérica separada e as teclas são um pouco pequenas, mas no geral o teclado pode ser considerado confortável.

Um dos principais destaques do MB502 é um trackpad na parte de trás, assim como no Motorola BACKFLIP. Pode parecer bobagem, mas com o tempo ele se revela bastante útil para, por exemplo, ler ou navegar na web, permitindo a rolagem das páginas e seleção de links sem tocar na tela, o que reduz as indesejáveis marcas de dedos.

MB502 Traseira - 360px

Sem a tampa traseira fica fácil ver o trackpad (em azul) que facilita a navegação web

O MB502 não traz software de GPS automotivo (como o MotoNAV), mas curiosamente tem o Google Maps Navigation, que não funciona no Brasil. Ao menos o Google Maps tradicional funciona, e tem uma útil função para sobrepor ao mapa informações de trânsito, o que permite saber se você irá enfrentar um engarrafamento no caminho sugerido e evitá-lo a tempo.

Em nossos testes iniciais o aparelho parece ter bom desempenho, tanto em termos de resposta da tela de toque e da interface quanto durante a nvegação na web. A tela é multitoque, portanto é possível usar o “gesto de pinça” para ampliar imagens no álbum de fotos ou páginas da web. Achamos a sensibilidade do GPS um pouco baixa: dentro de um prédio, ao lado de uma janela, ele não conseguiu determinar nossa posição, coisa que aparelhos como o DEXT e Samsung Galaxy S conseguiram.

Ainda iremos submeter o MB502 a vários testes aqui no PCLab, mas já podemos adiantar que, se você procura um smartphone Android mas não quer gastar muito, vale a pena dar uma olhada nele. Você tem dúvidas sobre este aparelho? Deixe-as nos comentários e iremos respondê-las em nosso review completo em breve.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site