Imagem de fundo do header
Quarta geração do iPod Nano frustra quem esperava grandes mudanças
Home  >  Review
REVIEW

Quarta geração do iPod Nano frustra quem esperava grandes mudanças

Apesar das mudanças de design e de continuar sendo um bom player, o Nano é quase idêntico a seu parente da 2ª geração.

Nick Mediati, da PC WORLD / EUA

ipod4_nano_150.jpg
Foto:

O novo iPod Nano combina a grande tela do modelo de terceira geração com o design e as cores vibrantes dos players da segunda. De maneira geral, ele é uma pequena evolução de um media player já consolidado – e irá desapontar quem esperava por grandes mudanças.

Quase idêntico em altura e largura ao seu “parente” da segunda geração, ao vê-lo, a primeira coisa que pensei foi no player Zune, da Microsoft.

A tela em formato retrato indica que você deve girar o Nano de lado para que o vídeo rode – como agora ele tem um sensor de movimento, o filme se orienta devidamente, dependendo de como você segura o dispositivo.

Em sua extremidade mais fina, o player tem 6 milímetros – imperceptíveis 2 milímetros mais fino que o modelo anterior. O novo Nano é também 14 gramas mais leve que seu antecessor e vem com cases de cores mais vivas – uma inovação sobre as cores frias das gerações passadas.

Leia também: 
> Como escolher um iPod
> iPod Touch segunda geração fica devendo câmera de GPS
> Conheça os 9 melhores MP3 baseados em flash

Apesar do vidro ser curvado, isso não causa distorções, o que é muito bacana. Em nossos testes, o novo iPod Nano melhorou sua emissão de áudio em comparação ao antecessor, aumentando a pontuação para superior, em nosso ranking do PC World Test Center.

O Nano, juntamente com seu parente iPod Touch, são nossos novos líderes nos resultados de emissão de áudio. Se você já usou um iPod antes, não irá notar grande diferença na interface.

No entanto, a Apple introduziu algumas mudanças na estética do menu, para que ele funcione melhor quando usado na posição retrato.

A maior mudança envolve a tela do Now Playing, que mostra a capa do álbum em tamanho full screen, com informações do título da música e do artista em uma barra na parte de baixo. Ela não traz muita inovação, mas é bem mais atrativa.

O novo iPod Nano vem com o recurso Genius, da Apple, que permite criar playlists inteligentes. Pressione e segure o botão central quando estiver na tela Now Playing ou ao selecionar uma canção, e então um menu flutuante surgirá.

Ao escolher Start Genius, o Nano cria uma playlist em seu iPod, como o iTunes faz. Salve a lista de músicas e ela continuará disponível em seu MP3 player.

Da próxima vez que você sincronizar seu iPod com o computador, ele adicionará a playlist no iTunes. E as listas geradas pelo Genius também  identificam muito bem as músicas que combinam.

ipod4_nano_350.jpg

Uma nova e bem-vinda característica é a possibilidade de criar gravações de voz. Você precisará de um adaptador de microfone separado – ou um par de fones que tenha microfone, como os que a Apple lançará em breve. Porém, continua a dever um rádio FM.

Outra novidade que chama a atenção é a habilidade de compreender uma sacudida como o desejo de criar uma playlist randômica: você pode tocar as músicas aleatoriamente no Nano apenas chacoalhando o equipamento. Porém, houve um probleminha nos testes com essa função: tive que chacoalhar o aparelho bem forte para que o modo aleatório começasse.

Se você procura por um media player, o novo iPod certamente merece sua consideração. Mas se você já possui um Nano – especialmente o modelo anterior – é melhor pensar duas vezes antes de fazer esse upgrade.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site