Imagem de fundo do header
Samsung Galaxy 3: belo Android com bom desempenho
Home  >  Review
REVIEW

Samsung Galaxy 3: belo Android com bom desempenho

Smartphone de baixo custo se sai bem no dia-a-dia, mas desaponta quando os assunto são jogos com gráficos 3D.

William Marchiori, para a PC World

Foto:

Assim como o LG Optimus e o Galaxy 5, o Samsung Galaxy 3 é mais um smartphone básico voltado aos que procuram seu primeiro aparelho, oferecendo vários recursos e o sistema operacional Android 2.1 a baixo custo. 

O aparelho tem design curvilíneo e é um pouco mais comprido do que o Galaxy 5, seu irmão menor, com apenas três botões na frente. Sentimos falta de um botão para controlar a câmera na lateral.  O Galaxy 3 conta com uma tela de 3,2 polegadas, com resolução de 240x400 pixels e que aceita gestos multitoque.

Outros recursos que já estamos acostumados a ver em aparelhos Android incluem GPS, Acelerômetro, Wi-Fi 802.11 b/g/n, Blueooth 3.0, rádio FM e suporte a cartões micros de até 32GB. A câmera de 3.2 megapixels tira boas fotos sob boa iluminação e conta com recurso de geotags (marcação das fotos com as coordenadas do local onde foram tiradas), reconhecimento de faces e detector de sorrisos.

>> Veja também: Hands On em vídeo do Samsung Galaxy 5

O hardware é levemente superior ao do Galaxy 5: processador de 667MHz e 256 MB de memória RAM. O sistema possui a popular interface Touch Wiz 3.0, com ícones coloridos e gráficos idênticos aos do Galaxy S. A bateria é um pouco maior do que a do Galaxy 5 e dura quase dois dias com uso moderado dos recursos.

Fora isso, o Galaxy 3 tem todos os recursos de um smartphone Android, incluindo o grande catálogo de aplicativos da loja Android Market.

 

samsung-galaxy-3-i5801-5.jpg

Galaxy 3 tem dois estilos de cor: um preateado e outro preto

 

Desempenho e navegação
O processador é forte para um smartphone básico: na ferramenta de benchmark Quadrant, que mede o desempenho geral do sistema, o Galaxy 3 atingiu uma média de 350 pontos, empatando com o Milestone.

A combinação de um bom processador com o sistema Android e gestos multitoque resulta em uma ótima experiência de navegação web com “zoom de pinça”, que também auxilia em outras tarefas, como visualizar imagens da galeria.

Mas por outro lado, em termos de processamento gráfico, o Galaxy 3 é horrível. Na ferramenta Nenamark 1, que mede o desempenho gráfico, o aparelho marcou 4,6 quadros por segundo, enquanto o Galaxy 5 marcou 37,4 quadros por segundo, empatado com o Nexus One.

Em outras palavras, apesar de ter um desempenho excelente para um smartphone de baixo custo, o Galaxy 3 definitivamente não foi feito para rodar aplicações ou games que utilizam gráficos mais pesados como animações em 3D.

Conclusão

O Galaxy 3 é um pouco mais caro do que o Galaxy 5 e sai por volta de 800 reais sem contar o subsidio das operadoras, com os quais ele pode até sair de graça. É uma excelente escolha para quem procura um smartphone intermediário
com recursos multitoque e navegação suave, porém questionável se você
está interessado em games 3D.

Ainda assim, ele está no mesmo nível do Galaxy 5: descartando as características físicas e focando nos recursos, na prática cabe ao usuário escolher se quer um smartphone Android com uma câmera mais forte e navegação multitoque (Galaxy 3) ou um que lida bem com games e 3D (Galaxy 5).

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site