Imagem de fundo do header
Samsung Galaxy Note 8.0 3G é o caderno do século 21
Home  >  Review
REVIEW

Samsung Galaxy Note 8.0 3G é o caderno do século 21

Tablet tem caneta e quase os mesmos recursos de escrita do Galaxy Note II, mas com uma tela maior que torna o uso como “caderno” mais confortável.

Rafael Rigues

Note8_Abre-435px.jpg
Foto:

Quando anunciou o Galaxy S4 e o Galaxy Mega 6.3, no início de Maio, a Samsung decidiu também aproveitar a oportunidade para crescer a família Galaxy Note. E crescer é o verbo certo aqui: se o Galaxy Note II já impressionava com sua tela de 5.5 polegadas, imagine-o com uma tela de 8 polegadas e você terá uma idéia bem próxima do que é o Galaxy Note 8.0 3G: um tablet que também faz e recebe chamadas e ainda serve como um versátil caderno digital.

Design e hardware

O Galaxy Note 8.0 3G se parece com um Galaxy S4 que passou por um rolo de macarrão. O design básico é o mesmo: lados retos e cantos arredondados, com um botão “home” centralizado abaixo da tela e ladeado por dois botões sensíveis ao toque (menu e back). A principal diferença é o tamanho: o Note 8 mede 21 x 13,6 cm, com apenas 8 mm de espessura e pesa 338 gramas. Mais leve e mais fino que a versão 3G do Nexus 7, apesar da tela maior.

note8_frente-360px.jpg
Galaxy Note 8.0 3G: Tela de 8" tem resolução HD

A frente é dominada pela tela “Super Clear LCD” de 8” com resolução de 800 x 1280 pixels (HD), que tem excelente qualidade de imagem: contraste, fidelidade de cor e ângulo de visão são muito bons. A traseira é plana, com a lente da câmera se destacando próxima ao topo, e o acabamento em plástico liso dá uma sensação de que o aparelho é “escorregadio”. Slots para cartões microSD (de até 64 GB) e o SIM Card ficam na lateral esquerda, e o botão de força e controles de volume na lateral direita.

Também na lateral direita fica o LED infravermelho (é o “quadradinho preto” próximo aos botões de volume), que possibilita o uso do Galaxy Note 8 como um controle remoto universal para seus eletrônicos com o app Smart Remote, que vem pré-instalado. No topo do tablet há um conector para fones de ouvido, e embaixo ficam o conector micro USB e os alto-falantes estéreo. No canto inferior direito também fica o slot para a caneta S-Pen.

Não há uma saída HDMI direta para ligar o tablet à TV, é preciso plugar um adaptador MHL (vendido separadamente) à porta microUSB para isso. A bateria não é removível.

note8_traseira-360px.jpg
Traseira em plástico liso abriga apenas a lente da câmera (no topo)

blackfriday50889ciodgf.jpg

Por dentro o Galaxy Note 8.0 3G tem um processador quad-core, o Samsung Exynos 4412, rodando a 1.6 GHz, acompanhado por 2 GB de RAM. É o mesmo arranjo básico usado no Galaxy Note II, o que dá aos aparelhos desempenho semelhante. Dos 16 GB de memória interna cerca de 9,7 GB estão disponíveis para o usuário. 

Telefonia

Como indicado pelo nome, o Galaxy Note 8.0 3G tem modem 3G integrado para acesso à internet, e também pode fazer e receber chamadas, além de enviar e receber mensagens SMS, como se fosse um smartphone comum. O microSIM da operadora é inserido em um slot na lateral esquerda do aparelho. Além do viva-voz, quem quiser algo mais “discreto” para falar ao telefone pode usar os fones de ouvido com microfone inclusos na embalagem ou, se preferir, um headset Bluetooth adquirido separadamente. 

note8_discador-360px.jpg
O Galaxy Note 8.0 3G pode ser usado como um telefone

Vale notar que embora seja um aparelho GSM quadri-banda (850/900/1900/2100 MHz) o Galaxy Note 8.0 3G não é compatível com as redes 4G que estão entrando em operação no país. Também há no mercado uma variante do Galaxy Note 8.0 sem 3G, que é um pouco mais barata. Fora a ausência dos recursos de telefonia, ela é idêntica à versão que analisei.

Software

O sistema operacional do Galaxy Note 8.0 é o Android 4.1.2 com a já tradicional interface TouchWiz presente em outros aparelhos da Samsung. A Samsung pré-instala alguns softwares próprios como o assistente pessoal S Voice (que ainda não fala português), o bloco de notas S Note, o software de desenho Paper Artist, apps como o Dropbox (armazenamento online) e Flipboard (notícias) e versões de demonstração de cinco jogos da Gameloft.

note8_desenho-360px.jpg
App S Note permite fazer desenhos e anotações à mão livre

Praticamente todos os recursos de software do Note II estão presentes no Note 8.0, incluindo a capacidade de dividir a tela e rodar dois apps ao mesmo tempo (Multi View), a possibilidade de usar a caneta para interagir com a tela sem tocá-la (Air View), o bloco de notas S Note que permite desenhar e escrever à mão livre e tem recursos como reconhecimento de escrita, a capacidade de “recortar” imagens de qualquer aplicativo na tela e usá-las em notas no S Note e o Quick Command, que permite usar a caneta para executar comandos rápidos (como buscas na internet, escrever um e-mail ou fazer uma chamada) a partir de qualquer lugar do sistema.

Um ponto digno de nota é que quando detecta a caneta próxima à tela o Note 8.0 ignora automaticamente qualquer toque com as mãos. Isso é muito importante, já que ao escrever com a caneta é comum apoiar a lateral da mão sobre a tela, como fazemos com o papel. Sem este recurso o toque da mão seria interpretado como válido, prejudicando o reconhecimento de escrita e até mesmo ativando inadvertidamente outras funções do software. Falando em reconhecimento de escrita ele se saiu muito bem em meus testes, considerando que já escrevo naturalmente em "letra de fôrma". Os resultados podem ser diferentes se você usa escrita cursiva.

note8_multiwindow-360px.jpg
Multi-Window: rode dois aplicativos ao mesmo tempo

Câmera

A câmera de 5 MP do Galaxy Note 8.0 “dá pro gasto”, como esperado da câmera de um tablet. Faz boas fotos à luz do dia, mas a falta de flash significa que você pode dar adeus às fotos noturnas ou em ambientes pouco iluminados. Em comparação com o Galaxy Note II há menos recursos no software: não há opção de fotos em sequência (Burst) ou em HDR, embora haja um modo de fotos panorâmicas e 12 modos de cena pré-definidos.

Notei que o Galaxy Note 8 tem uma tendência a produzir fotos “tremidas” no modo retrato. Isso não é defeito da câmera: é que como ele é fino, leve e comprido, é difícil não movê-lo mesmo que ligeiramente na hora de tocar no botão na tela para fazer a foto. No modo paisagem uma das mãos fica próxima à lente, e é mais fácil mantê-la estável. A qualidade das imagens é boa, e mesmo em ambientes internos as cores são vivas e as imagens tem pouquíssimo ruído.

note8_sample_paisagem-360px.jpg
Exemplo de imagem feita com o Galaxy Note 8.0 3G. Clique para ampliar

É possível gravar vídeo em HD (1280 x 720 pixels) e usar o zoom enquanto filma. Mas esqueça recursos mais sofisticados encontrados em outros aparelhos da Samsung, como câmera lenta ou rápida: eles não existem no Note 8.0.

Desempenho e autonomia de bateria

Em nosso teste padrão de desempenho com o AnTuTu o Galaxy Note 8.0 chegou à marca de 15.681 pontos, à frente do Nexus 7 da Google, nossa referência na geração atual de smartphones Android, que obteve 11.386 pontos. Isso se traduz em excelente desempenho no dia-a-dia, seja navegando na web, reproduzindo vídeo em HD ou rodando jogos sofisticados como Asphalt 7 ou Need for Speed: Most Wanted.

Já em nossos testes de bateria, conseguimos cerca de 8 horas e 20 minutos no teste de reprodução de vídeo, feito com o aparelho em modo avião. Navegando na web, seja via Wi-Fi ou 3G, conseguimos cerca de 5 horas e meia. Já jogando (Need for Speed: Most Wanted) a autonomia foi bem menor, 2 horas e 51 minutos. Todos os testes são feitos com o brilho da tela a 50%

Veredito

Por si só o Galaxy Note 8.0 3G é um excelente tablet, e assim como em seu irmão “menor” a caneta e os recursos relacionados o tornam bastante atraente para qualquer pessoa que carrega sempre um bloquinho e caneta na bolsa, seja um estudante, ilustrador ou jornalista. Na verdade, o tamanho maior da tela torna o uso como “caderno” ainda mais agradável.

Infelizmente é o tamanho que o prejudica quando o assunto é telefonia. Ele funciona como um smartphone, mas obviamente não tem a mesma ergonomia. Não espere substituir dois aparelhos (tablet e smartphone) por um só, a não ser que você esteja disposto a usar um headset Bluetooth ao longo do dia.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site