Imagem de fundo do header
Segredos e promessas do Chrome OS, o sistema operacional do Google
Home  >  Review
REVIEW

Segredos e promessas do Chrome OS, o sistema operacional do Google

Mesmo antes de o software chegar ao mercado, o gigante de buscas tem deixado muita gente com dúvidas sobre a plataforma.

Harry McCracken, para PC World/EUA

chromeOS_150.jpg
Foto:

chromeos_150.jpgDepois de quatro meses do anúncio de que estava desenvolvendo um sistema operacional, o Google finalmente começa a revelar seus planos. Pelo que se vê, o Chrome OS, como o sistema é chamado, vai enfatizar a velocidade, simplicidade de uso e segurança.

Além disso, sua proposta prevê guardar tudo na nuvem e ele virá pré-instalado em computadores portáteis. Ah! E é um produto de código aberto, baseado no Linux. Até aí, nada de espantoso e até esperado. Mas conseguimos descobrir mais alguns segredos.

Como será a interface?
Simplesmente será muito semelhante ao navegador Chrome, mas com um visual melhor. Terá uma lista de aplicativos e a capacidade de criar atalhos para esses aplicativos organizados por abas, tamnbém como no browser do Google. Além disso, no canto inferior direito da tela poderão ser criados painéis com os aplicativos, como se fossem widgets. Aliás, essa característica lembra muito a lista de tarefas do Gmail.

chromeos_350.jpg

Quando os primeiros netbooks com Chrome irão aparecer?
Daqui a um ano, a partir de agora.

Como serão as especificações?
Não terão discos rígidos e sim drives de estado sólido (SSD), que é uma razão pela qual dizem que o Chrome OS irá inicializar em poucos segundos. Como os SSDs ainda são caros, grande parte dos dados será armazenada na nuvem; como resultados, os drivers poderão ter capacidade menor, contribuindo para o equilíbrio do preço final do equipamento.

O Google informa que está trabalhando com os fabricantes de netbooks para definir as especificações de hardware. E que gostaria que fizessem projetos com telas e teclados um pouco maiores do que os modelos de netbooks atuais.

Quanto vai custar uma máquina com Chrome OS?
Não espere qualquer informação concreta a esse respeito até meados de 2010, mas com toda certeza serão portáteis de baixo custo. Mesmo assim, cabe uma pergunta: Se o Chrome OS é um sistema gratuito, máquinas com o sistema operacional do Google instalado serão mais baratos do que os modelos que têm o Windows 7 pré-instalado? Esperamos que sim.

Que marcas terão o Chrome OS instalado?
A Acer, Asus, HP e Lenovo estão envolvidas no projeto e, provavelmente irão oferecer máquinas com o sistema operacional do Google.

Haverá uma versão de Chrome OS para desktops?
Por enquanto, o foco para 2010 está voltado para portáteis de menores tamanho e preço. Mas não está descartada a possibilidade de uma versão para PCs de mesa ser apresentada futuramente.

Qualquer usuário poderá instalar o Chrome OS em seu computador?
Oficialmente, a resposta que tivemos foi “não”. Mas é possível que surjam especialistas que irão desenvolver algo parecido com o hackintosh e, então, compartilhar pela web informações de como fazer isso. Se o Google não vai ajudá-los, tampouco poderá impedi-los.

Será possível usar o Chrome OS sem uma conexão à internet?
O Google informou que o sistema é mais indicado para usar em rede, pois a empresa irá fazer o máximo no sistema de modo que os dados sejam guardados na rede (como o Google Docs, por exemplo). Mas como terá uma capacidade mínima, o netbook offline poderá ser usado ao menos como player de MP3.

Mas seria muito interessante se funcionasse com o recurso Gears, onde é possível usar o Google Docs e o Gmail no modo offline. Isso tornaria possível o uso do portátil em ambientes nos quais não se tem um conexão Wi-Fi, como dentro de um avião. Uma coisa é certa: o Google não tem planos de usar aplicativos tradicionais. Entretanto, a plataforma tem código aberto e poderão surgir alguns softwares compatíveis.

Quais são os benefícios de armazenar os dados na nuvem?
Eles estarão disponíveis para qualquer netbook com Chrome OS em qualquer lugar do mundo, desde que tenha um conexão com a internet.

Desde que o Google guarde os dados com muita segurança, não existe a preocupação com backup. Não ficou claro se a área de trabalho do Chrome OS, na nuvem, será acessada pelo navegador Chrome. Mas seria muito interessante ter acesso a partir de um PC ou Mac, que tenham o navegador Chrome instalado, aos dados armazenados em minha área de trabalho do Chrome OS na rede.

O que torna o Chrome OS tão seguro?
Uma aplicação não pode interferir na outra. O sistema raiz (local onde ficam arquivos de sistema) terá apenas acesso a leitura. Todos os dados serão criptografados. E o código é assinado. Em toda inicialização, os arquivos de boot são checados e, se for detectada alguma modificação, o sistema buscará os arquivos depois do boot e fará uma reinstalação dos mesmos.

O Chrome OS terá suporte ao Flash?
Sim.

O Silverlight terá suporte no Chrome OS?
Só se a Microsoft permitir.

Os aplicativos Android irão funcionar?
Não, pois são softwares clientes. E o Chrome OS não roda aplicativos clientes.

Outros browsers irão rodar no Chrome OS?
O Chrome OS não terá suporte a aplicações locais, portanto você não poderá baixar e instalar o Firefox. Mas como já foi dito, o novo sistema é um projeto de código aberto. Assim, nada impede um fã do Firefox de criar uma compatibilidade do navegador com o sistema.

Será possível alterar as configurações do Chrome OS?
É provável que o Google ofereça alguma opção para modificar o tema de cores, papéis de parede e similares. Mas até onde sabemos você não poderá instalar utilitários que alterem a interface, pois isso seria rodar aplicações locais, e o novo sistema do Google não permite isso.

Haverá uma loja de aplicativos para o Chrome OS?
O Google afirma que ainda está estudando a melhor maneira de ajudar os usuários a encontrarem ferramentas úteis para que possam usar nos netbooks com o novo sistema. Mas a empresa não afirmou se todos esses aplicativos serão baseados na web.

Meus periféricos, smartphones, tocadores MP3, adaptador EVDO, dispositivos USB irão funcionar no Chrome OS?
O Google criou referências ocultas para permitir que o Chrome OS funcione nos netbooks, e também afirma que está em contato com fabricantes de hardware para gerar uma lista de dispositivos que o sistema irá suportar. Mas nada é concreto, pois não se sabe se o sistema se tornará popular a ponto de convencer grandes fabricantes a criarem drivers específicos.

Para quem o Chrome OS será indicado?
Aparentemente o Google pretende atingir usuários que querem um segundo computador mais barato, que não se adaptaram ao Windows, que apenas procuram outra opção para acessar a internet, que se conformem com uma máquina que não pode ser personalizada e que não utilizem softwares clientes que sejam essenciais para seu dia a dia.

O mundo já está preparado para um computador 100% nas nuvens?
É difícil afirmar, mas talvez esta ideia tenha mais sentido daqui um ano, mas pode ser cedo ainda para que as pessoas se adaptem a ficar sem aplicativos locais e armazenamento. Além disso, o Google também não foi claro ao explicar como o Chrome OS seria útil sem uma conexão de internet.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site