Imagem de fundo do header
Sony Cyber-shot DSC-TX9: uma câmera touchscreen recheada de recursos
Home  >  Review
REVIEW

Sony Cyber-shot DSC-TX9: uma câmera touchscreen recheada de recursos

Compacta e elegante, câmera filma em alta definição, faz fotos em 3D e transfere imagens e vídeos sem fios.

Sarah Jacobsson Purewal, da PC World/EUA

Foto:

Embora seja tão fina e leve quanto outras câmeras que já vimos, a Sony Cyber-shot DSC-TX9 certamente não economiza em recursos ou desempenho. Esta câmera ultracompacta com tela sensível ao toque é um dos primeiros modelos da família Cyber-shot a oferecer um modo para fotografia em 3D, e também tem os excelentes modos de cena Sweep Panorama e Handheld Twilight.

Com preço de R$ 2.199, ela também é uma das câmeras compactas mais caras que já testamos neste ano (em uma lista que inclui a Fujifilm FinePix Z800EXR e a Panasonic Lumix DMC-FX75). Mas também é a mais sexy, e seu desempenho e os versáteis modos de fotografia compensam o preço.

Hardware e Design

Com sensor de 12 Megapixel, a DSC-TX9 tem uma lente Carl-Zeiss grande-angular de 25 mm com zoom óptico de 4x (25 mm a 100 mm), gravação de vídeo em HD (1080i) no formato AVCHD a 60 quadros por seguindo, e o mesmo formato super esguio das outras Cyber-shot da série T.

A TX9 mede apenas 9,4 x 6,04 x 1,82 cm e pesa cerca de 150 gramas com a bateria, o que a torna a mais fina e mais leve das câmeras touchscreen que já vimos neste ano. Seguindo a (bem-vinda) tendência das câmeras mais recentes da Sony, ela aceita tanto cartões Memory Stick quanto cartões SD, mais baratos e mais fáceis de encontrar.

cyber_shot_tx9-360px.jpg

Cyber-shot DSC-TX9: fina, elegante e cheia de recursos

Na frente da máquina, um painel metálico deslizante funciona como tampa da lente e botão de força, basta deslizá-lo para baixo para ligar a câmera. A traseira é dominada pela tela sensível ao toque de 3.5 polegadas, e há cinco botões no topo: liga/desliga, obturador, controle de zoom, modo de reprodução e gravação de vídeo. É bom ver que esta não é uma câmera 100% touchscreen, e os botões para gravação de vídeo e reprodução são muito bem-vindos.

Não há saídas de vídeo diretamente na câmera. Em vez disso a Sony inclui uma dock com múltiplas saídas, com portas USB e conectores A/V e HDMI para reprodução de mídia na sua TV. A câmera também é equipada com a tecnologia TransferJet, que permite a trasnferência sem fios de fotos e vídeo entre a TX9 e outros aparelhos compatíveis. Mas você precisará de um Memory Stick especial, compatível com TransferJet, para usar este recurso.

Modos de cena e recursos

A DSC-TX9 tem um conjunto completo de modos de fotografia, incluindo Intelligent Auto, Superior Auto, Intelligent Sweep Panorama, Movie, Program Auto, Background Defocus, vários modos de cena e fotografia em 3D.

O modo Intelligent Auto é o que a maioria dos usuários casuais irá utilizar na maior parte do tempo: ele seleciona automaticamente um entre nove diferentes modos de cena para obter a melhor qualidade de imagem de acordo com as condições do ambiente. Já o modo Intelligent Sweep Panorama é uma forma bastante conveniente de tirar fotos panorâmicas: basta apertar o botão do obturador uma vez e mover a câmera lentamente na direção da seta. E o modo Program Auto é o mais perto que você irá chegar de um modo manual: lá é possível ajustar a exposição, ISO e balanço de branco.

Mas o mais intrigante são os modos de fotografia em 3D. A TX9 tem dois tipos de modo 3D: o 3D Sewwp Panorama funciona como o Intelligent Sweep Panorama, mas cria uma foto em 3D que pode ser vista em qualquer TV 3D de alta definição com os óculos apropriados. Já o 3D Sweep Multi Angle também funciona de forma similar ao Sweep Panorama, mas tira uma série de fotos de diferentes ângulos e as combina em uma única imagem, que você pode ver em “3D” inclinando a câmera de um lado para o outro, como se olhasse para um objeto real a partir de vários ângulos. A tecnologia 3D ainda precisa de ajustes, mas com certeza os fanáticos por novidades irão adorar estes recursos.

A câmera tem dois modos especializados para compensar o movimento, muito úteis para quem tem as mãos trêmulas, batizados de Anti Motion Blur e Handheld Twilight. Em ambos os casos a câmera tira seis fotos em sequência e as combina em uma só para produzir imagens com menos ruído e mais detalhes. Estes modos funcionam bem, desde que você não aproxime a imagem demais (nesse caso, você notará que os detalhes perdem nitidez).

É bom ver que o modo Handheld Twilight funciona bem, porque o flash da TX9 é meio problemático em situações de pouca luz. Fotos feitas na escuridão (em uma casa noturna, por exemplo) são muito mais “brancas” e lavadas do que as feitas em condições similares com câmeras como a Fuji FinePix Z800EXR e a Lumix DMC-FX75. Para capturar fotos em situações de escuridão extrema, o melhor é ignorar o flash e usar o modo Handheld Twilight.

Controles

A tela sensível ao toque da DSC-TX9 facilita o uso da câmera, especialmente se você usa a canetinha (stylus) inclusa, projetada para ser facilmente presa à pulseira. Embora a tela seja capaz de reagir ao toque dos dedos, a caneta melhora a precisão.

A TX9 fica atrás da concorrência quando o assunto são os controles de foco. Embora seja possível tocar em um objeto na tela para focá-lo, a TX9 não tira a foto imediatamente após focar, coisa que a FinePix Z800EXR e a Lumix DMC-F75 fazem. Você ainda precisa pressionar o botão do obturador após focar para tirar a foto.

Os menus na tela não são tão fáceis de usar quanto os da FinePix Z800 EXR, mas também não são tão complexos quanto os da Lumix DMC-FX75. São bastante intuitivos (embora haja uma curva de aprendizado, especialmente ao arrastar e soltar atalhos para a barra lateral), e eles vem acompanhados de ícones e descrições precisas.

Mais depois que você se acostuma a arrastar e soltar atalhos na barra lateral, o potencial de personalização da DSC-TX9 chama a atenção. Em qualquer modo de fotografia você pode tocar no ícone Menu e depois no ícone da engrenagem para adicionar quatro ícones à barra lateral. Este menu aparece na hora de fotografar, permitindo ajustes rápidos às suas imagens, com uma lista completa de opções disponível no ícone Menu.

Desempenho e qualidade de imagem e vídeo

Como a maioria das recentes câmeras domésticas da Sony equipadas com o sensor Exmor-R, a Cyber-shot DSC-TX9 se saiu bem em nossos testes subjetivos de qualidade de imagem e vídeo. Nos quesitos qualidade de exposição, precisão de cor, nitidez e falta de distorção ela foi classificada como “Muito Boa”.

cyber_shot_tx9-testecena.jpg
Exemplo de imagem feita com a Cyber-shot DSC-TX9

O desempenho geral da TX9 foi similar ao de câmeras sofisticadas como a Canon PowerShot S90 e a Samsung HZ35W. Algo muito impressionante para uma câmera compacta e recheada de recursos.

Nos testes nos laboratórios da PC World usamos um tripé e um ambiente controlado para medir a qualidade de imagem, mas em meus testes no dia a dia notei que a qualidade de imagem da Cyber-shot DSC-TX9 pendia para “mediana”. As fotos tem uma tendência a ficar um pouco lavadas e perder um pouco de nitidez, mas isso não deve ser um grande problema para os fotógrafos casuais. Por volta do ISO 400 as imagens começam a perder nitidez, e em ISO 800 ou mais, mesmo os fotógrafos menos exigentes irão notar ruído na imagem.

Em nossos testes subjetivos de vídeo, a TX9 recebeu a classificação geral de “Boa”, capturando imagens decentes em AVCHD mesmo na configuração máxima (1080i a 60 fps a 17  Megabits por segundo em um arquivo no formato .MTS), sob luz direta. Entretanto, seu desempenho em vídeo sob pouca luz não se iguala às fotos: o vídeo de testes que fizemos era cheio de ruído e sem definição. 

A autonomia de bateria sofre um pouco por causa da grande tela sensível ao toque, e ela é estimada em 230 fotos, segundo parâmetros da CIPA. Trocando em miúdos, é o suficiente para ser considerada “adequada”, mas fica aquém da marca de 300 fotos ou mais que pode ser obitda na maioria das câmeras domésticas.

Nosso veredicto

A Sony Cyber-shot DSC-TX9 é uma boa câmera com tela sensível ao toque que vai agradar os fãs de gadgets. Tem uma tonelada de modos de fotografia, incluindo alguns muito legais como 3D, Handheld Twilight e Intelligent Sweep Panorama, e um fotógrafo casual irá considerá-la mais do que capaz. A qualidade de imagem pode desapontar em algumas situações: as imagens tendem a perder nitidez se você não usar o tripé e ficar um pouco lavadas.

Mas no geral a TX9 está entre as melhores câmeras de sua categoria em todo o ano. O preço é um pouco mais alto que o de produtos similares, mas se você puder gastar, certamente terá uma câmera elegante, cheia de estilo e com muitos recursos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site