Imagem de fundo do header
Tenha seus favoritos do desktop no celular com o Xmarks
Home  >  Review
REVIEW

Tenha seus favoritos do desktop no celular com o Xmarks

Aplicativo sincroniza sites marcados pelo usuário no Android ou computador, e é compatível com três sistemas operacionais

Brent W. Hopkins

Foto:

Quando se trata de salvar e organizar favoritos, o navegador do Android deixa a desejar. Não é permitido adicionar tags ou colocar os sites em pastas, logo, depois de salvar uma boa quantidade de endereços, encontrar a url que se quer pode ser uma dor de cabeça - e a maioria dos usuários acaba desistindo e procurando o conteúdo no Google.

Os navegadores de desktop, por sua vez, permitem elaborar pastas de favoritos com hierarquias que economizam muito do esforço na hora de retornar a um determinado endereço rapidamente. O Xmarks para clientes Premium (12 dólares para a conta Premium anual ou 20 dólares para a conta LastPass Premium anual) leva os favoritos, as pastas ou mesmo abas abertas no desktop para o celular Android, além de sincronizar os favoritos do celular com o computador.
      
No desktop, o Xmarks funciona como um plug-in do browser, e há versões para Chrome, Firefox, Internet Explorer e Safari, compatíveis com Linux, Mac e Windows (o app também está disponível para iPhone e BlackBerry). Para começar, é preciso criar uma conta no site do Xmarks ou a partir do aplicativo Android; para isso, basta fornecer um e-mail e uma senha, que serão necessários para configurar a sincronização nos browsers das máquinas do usuário.

A versão do Xmarks para Android é muito simples de usar: após logar e sincronizar pela primeira vez, nas configurações do aplicativo (em Menu > Settings) o usuário pode ativar a sincronização automática, o que é muito recomendado, além de selecionar um perfil de sincronização, com um conjunto de favoritos (perfis Pessoal e Casa, por exemplo). Para criar um perfil, todavia, é necessário fazê-lo no site do app.
      
Uma outra opção, chamada “Sync folder with browser”, permite ao usuário escolher uma pasta no desktop para sincronizar com os favoritos do Android. Por exemplo, se você criar uma pasta chamada “Mobile” na barra de ferramentas de favoritos do Firefox e escolhê-la no aplicativo nessa opção citada, todas as páginas que forem favoritadas no Android serão sincronizadas com essa pasta, e o usuário poderá acessá-las diretamente no desktop.

 

xmarks01.jpg

Além de ativar a sincronização automática, é possível criar perfis e até escolher pastas do navegador para serem sinronizadas

É importante ressaltar as limitações do Xmarks para Android. Não é possível exibir os favoritos e as pastas no navegador do smartphone porque o browser do Android não suporta essa integração tão profunda. Ao invés disso, é preciso abrir o app e, então, selecionar a página, para que ela seja aberta no navegador. Isso é, infelizmente, a maneira que o Android funciona atualmente; esperamos que um futuro update permita uma integração mais íntima com o Xmarks e outros aplicativos terceirizados.

O app possui uma função de busca inteligente (faz pesquisas de acordo com a digitação) que funciona muito bem, para que o que está sendo procurado seja encontrado com mais rapidez. Os favoritos podem receber tags, palavras-chave e inclusive uma descrição. A função Open Remote Tabs permite pegar abas que foram aberta no browser do desktop e reabri-las no navegador do dispositivo móvel, desde que o usuário habilite esse recurso nas configurações no plug-in da máquina. É uma maneira conveniente de estender a leitura de algo que começou no computador de casa, por exemplo.

Seria interessante se o Xmarks aparecesse no menu Share do navegador do Android, porém isso não acontece, e ter um ícone do aplicativo na área de notificações para facilitar a viagem do usuário entre o navegador e o aplicativo em si também seria muito útil, e deixa o aplicativo muito mais fácil de ser utilizado.Mesmo com essas derrapagens, o Xmarks é uma maneira prática de sincronizar os favoritos através de diversos dispositivos e, para quem isso é essencial, um dólar mensal é um preço baixo a se pagar pelo serviço.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site