Imagem de fundo do header
Testamos nove soluções integradas de segurança; confira o resultado
Home  >  Review
REVIEW

Testamos nove soluções integradas de segurança; confira o resultado

Proteção das suítes de Internet Security precisa ir além do antivírus, firewall e antispyware tradicionais.

Erik Larkin, da PC World / EUA

Comparativo_seg_ilustra150.jpg
Foto:

Comparativo_seg_ilustra150.jpgNos
primórdios dos vírus de computador, você conseguia sobreviver com uma
navegação cuidadosa – e até sem proteção antivírus. Agora, basta que
crackers descubram uma falha de segurança ainda sem solução
(vulnerabilidade classificada como de Zero-day) infestem sites
legítimos e populares com programas nocivos para que milhares de
máquinas sejam contaminadas.

Tais táticas podem atrair até o mais cauteloso dos internautas. Goste ou não, você precisa de ferramentas de segurança. PC WORLD
testou com rigor nove pacotes abrangentes, que reúnem recursos como
antivírus, firewall e antispyware, e oferecem maior integração e
compatibilidade que produtos comercializados individualmente ou mesmo
gratuitos.

Foi necessário navegar muito e fazer dezenas de varreduras até que um dos competidores – o Norton Internet Security 2009
– se destacasse. O pacote oferecido pela Symantec fez um ótimo
trabalho, começando com uma taxa geral de detecção de malware de 99%.

comp_seg_norton.jpg
Norton Internet Security 2009: ótima taxa de deteção de malwares

Ele possui uma interface atrativa e bem projetada e os updates
automáticos enviam novas definições de malware para o PC com intervalos
de poucos minutos. A Symantec também incorporou cloud computing, com
verificações online imediatas para complementar os scans locais. Outro
recurso compara um novo programa no PC com um banco de dados de
aplicativos conhecidos, um avanço que aprimora o desempenho do pacote
ao impedi-lo de vasculhar programas seguros.

Conheça a fundo as soluções avaliadas: 
> Norton Internet Security 2009 é a melhor suíte, apesar das falhas
> Novato, Webroot Essentials tem falhas e fraca detecção de malwares 
> Panda 2009 tem bons extras, mas peca na detecção de malwares
> McAfee Internet Security 2009 falha ao lidar com as pragas 
> Desempenho do Kaspersky 2009 não justifica preço tão elevado
> Suíte 2009 da Trend Micro falha no básico: detecção de pragas 
> Com boas ferramentas, F-Secure 2009 apresenta a detecção menos potente
> BitDefender 2009 oferece boa proteção por um preço justo
> Avira é técnico demais, mas tem a melhor taxa de detecção de malwares

Explorar a rapidez da internet é uma tendência este ano. Os pacotes da F-Secure, McAfee e Panda fazem verificações para tentar detectar novo malware com mais rapidez, sem esperar por um update agendado de definições.

> Clique aqui para ver a tabela completa com os resultados do teste

Embora o Norton
mereça o lugar de destaque conquistado, não é um produto para todo
mundo. Não faz backup, por exemplo, ao contrário de outros quatro
pacotes. Além disso, a taxa de detecção é muito boa, mas não a melhor:
o produto da Avira
assumiu a dianteira na tarefa de identificar malware conhecido e
desconhecido. Sem falar que, a 149 reais para até três usuários, o
Norton é um pacote caro.

Como testamos
Para avaliar os pacotes, PC World, uma vez mais, uniu-se aos
especialistas do AV-Test.org. Esta organização alemã comparou cada
pacote com seu “zoológico” de 654.914 aplicativos backdoor, bots,
worms, cavalos de Troia e ladrões de senha e com 46.246 amostras de
adware. Todos os produtos foram autorizados a se conectar à internet
para verificações online, quando disponíveis.

Além da detecção, testes determinaram a capacidade de cada pacote de
eliminar infecções por malware. Avaliações de rootkit (programas
nocivos que têm o objetivo de camuflar pragas virtuais) fizeram os
produtos detectar e remover invasores ativos e inativos.

Testes de detecção heurística e comportamental determinaram até que
ponto um pacote era capaz de detectar malware para o qual ele ainda não
tinha uma definição. Os testes da primeira categoria utilizaram
arquivos de definições de duas a quatro semanas anteriores para simular
embates com novo malware, enquanto os testes comportamentais avaliaram
quão bem um pacote poderia sinalizar a existência de malware
exclusivamente pelo modo como este agia em um PC.

comp_seg_bitdefender.jpg
BitDefender: o melhor no combate a rootkits

O AV-Test também avaliou velocidade de varredura, tanto on demand
(para rastreamento ativado manualmente ou agendado) quanto on access
(para scans de arquivos quando o PC os abre ou acessa).

Depois que o AV-Test examinou as “entranhas”, testamos o design e a
interface. Verificamos como cada pacote lidou com alertas e bloqueios
de sites de phishing. Em seguida, vimos se os produtos estavam com as
configurações padrão apropriadas e se elas poderiam ser alteradas
facilmente por usuários avançados.

Fica claro que nos aplicativos de segurança a performance e a
eficácia superam o design – por isso, nossa pontuação foi muito
atrelada às taxas de detecção e desinfecção de malware e à velocidade
de varredura de cada produto.

Na nota final, também levamos em conta o preço, o suporte e os
recursos. Saiba mais sobre os produtos na tabela desta reportagem, que
inclui links para os reviews individuais publicados no site de PC WORLD.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site