Imagem de fundo do header
Testamos o Word 2011 para Mac, que só chega às lojas no dia 26/10
Home  >  Review
REVIEW

Testamos o Word 2011 para Mac, que só chega às lojas no dia 26/10

Depois de muitos anos com versões limitadas, a Microsoft conseguiu uma boa integração de seu editor de texto com a plataforma Windows; confira os recursos mais interessantes

Macworld / EUA

word2011logo.jpg
Foto:

Desde que começamos a fazer reviews do Microsoft Word (e já foram muitas versões), tem sido difícil enxergar alguma relação entre o Word para Mac e a versão para Windows, fora o nome e formato do arquivo. Eles sempre foram dois produtos essencialmente e completamente diferentes, desenvolvidos para o que seriam, na cabeça da Microsoft, dois tipos diferentes de usuário.

O Word 2011 para Mac muda isso. Essa versão, somente para Macs com chip Intel, é um upgrade significativo e substancial nessa aplicação emblemática de edição de texto. É uma atualização que unifica a experiência do usuário através das plataformas, e é também um lançamento que contém muitos novos recursos e ferramentas valiosas – mais de 30 no total. 

O ponto de partida é o seguinte: o Microsoft Word para Mac não passa mais a sensação de ser um editor de texto de segunda mão no pacote do Microsoft Office. É, na verdade, uma ferramenta poderosa para criar documentos pessoais, de trabalho e para colaborar com outros usuários. Mais importante ainda, o Word 2011 possibilita inserir o Mac em praticamente qualquer ambiente corporativo e oferece aos usuários a mesma seleção de recursos encontrados no Word para Windows, sem nenhum comprometimento. 

Veja e interaja
O Word 2011 tem o mesmo visual e interface presentes no Word para Windows, mas é em muitos pontos mais refinado e melhor organizado do que seu irmão da Microsoft. O Word 2008 usou a combinação de elementos inúteis na Elements Gallery que apareciam no topo de todo documento e uma caixa de ferramentas flutuante para proporcionar ao usuário os itens necessários para cria documentos.

A versão 2011 possui a Ribbon, uma barra de ferramentas inteligente e customizável que oferece uma variedade de recursos de formatação úteis para a tarefa que está sendo desenvolvida. Redigindo um documento? A Ribbon exibe uma relação de ferramentas para formatação de texto. Pretende adicionar um gráfico ou tabela? O usuário encontra um kit de opções para editar esses elementos. Precisa inserir uma imagem no documento? O Ribbon contém tudo o que é preciso para redimensionar, corrigir a cor, inserir texto ou mesmo formatar essa foto. E, caso não queria utilizar a Ribbon, é possível ocultá-la.

 

word2011_390.jpg

Nova ferramenta mescla interface do Mac com Windows e oferece um recurso de localizar parecido com o Spotlight

 Ferramentas corporativas
O Word 2011 melhorou significativamente os recursos de colaboração, deixando óbvio que agora a Microsoft considera o Word para Mac, e por isso o Mac por si só, uma ferramenta de trabalho também empresarial.

A nova versão do editor de texto inclui suporte para Microsoft SharePoint, SkyDrive, edição simultânea de documentos, tem opção para estabelecer comunicação entre as pessoas, enquanto um mesmo texto é escrito, e melhora o controle que o usuário tem sobre os tipos de direitos que os outros têm para revisar e editar os documentos.

Essa ferramenta de segurança requer que o usuário utilize recursos do Information Rights Management (IRM, ou Gerenciamento de Direitos de Informação, em tradução livre), o que significa que será preciso uma edição de licença do volume do Office 2011 e um servidor da Microsoft Rights Management.

Mas a parte boa é que esse sistema oferece um controle muito mais preciso sobre  como os outros podem modificar os documentos que forem criados. Ele inclui configuração para determinar validade de arquivos e controle sobre os atributos de um documento, se ele pode ser impresso, editado ou copiado.

Em adição, se o usuário costuma salvar os arquivos no Microsoft Skydrive ou se a empresa usa o SharePoint Foundation para Enterprise 2010, isso possibilita o acesso ao Word Web App. Navegando em um browser compatível (Safari, Firefox e Internet Explorer), é possível abrir e editar documentos pela internet. É possível visualizar arquivos no iPad, mas, pelo menos durante os testes, não foi possível utilizar o aplicativo Word Web.

 

word2011-2.jpg

Com o Microsoft SkyDrive (gratuito), você pode salvar documentos na "nuvem editá-lo com o Word Web App

Recursos para documentos
Se você está acostumado a usar o Word para criar não só documentos de texto simples, mas também brochuras, panfletos, menus, atas de reuniões, calendários, propostas e posters para serem usados no trabalho, saiba que o Word 2011 oferece uma ampla coleção de templates profissionalmente desenvolvidos, assim como muitos outros que são criados e compartilhados por outros usuários do Office.

Apesar de as ferramentas do Layout de Publicação do Word não serem tão simples ou intuitivas para usar como aquelas oferecidas no Pages ’09 da Apple, quando se trata da possibilidade de customização desses templates, o Word tem algumas vantagens distintas sobre o Pages. 

No topo dessa lista estão os Temas da Microsoft. O Themes, que pode ser usado tanto com processamento de texto quanto documentos de editoração eletrônica, tira proveito do Styles, que é usado no programa, permitindo fazer mudanças instantâneas de fonte, parágrafo, cores e outros elementos do layout simplesmente ao selecionar um novo tema.

O Word 2011 vem com mais de 50 temas de layout, mas também permite ao usuário criar outros formatos personalizados, tornando os templates genéricos do software algo único para o usuário e para a empresa.

Outro recurso interessante é a integração completa com o Spotlight e uma nova ferramenta inspirada no Spotlight para encontrar e substituir texto no documento. Há um campo de busca no topo de cada documento que, quando uma palavra é digitada, todos os resultados iguais são destacados no documento.

O novo software também conta com um editor de equações integrado que facilita na hora de inserir sentenças matemáticas. Ao adicionar uma equação ao arquivo, ele sai na frente do Pages, que requer que o usuário compre o MathType para ter o mesmo tipo de funcionalidade.

O Office 2011 marca também a reintrodução do VBA (Visual Basic for Applications), o que significa que o Word não mais é limitado ao Automator e AppleScript para automação. A organização das ferramentas usadas para notas de rodapé, notas e bibliografias, e há também um novo modo tela cheia. Esse modo full screen é similar ao encontrado no Pages e em outros processadores de texto, como o WriteRoom, da Hog Bay Software. O Word agora oferece um modo de somente leitura diferente, que facilita a exibição do documento, além de navegar por todas as páginas do documento.

Esse modo também permite ao usuário visualizar todas as alterações feitas por diferentes autores que trabalharam em um mesmo documento, caso a ferramenta de rastreamento de mudanças do Word esteja ligada.

 Em relação ao acompanhamento de modificações, há sempre a questão de quão bem essa ferramenta do Word funciona e se os documentos compartilhados entre as versões para Mac e Windows preservam de maneira satisfatória a formatação e as configurações dos parágrafos.  Apesar de não terem sido feitos testes extensivos cruzando as plataformas, nos testes que fizemos não houve problemas com formatação, parágrafo, tabelas ou imagens inseridas nos documentos; pode ser que haja problemas se as fontes utilizadas em um computador não estiverem disponíveis em outro documento.

O único inconveniente  no rastreamento de alterações (novamente, dentro de testes iniciais) continua sendo o fato de o Word 2011 não acompanhar modificações feitas em imagens que são inseridas no documento. Nos testes de benchmark feitos pela Macworld, o Word 2011 foi muito mais rápido do que a versão de 2008 ao abrir um arquivo; nos quesitos Scroll, e Salvar Arquivo, as marcas foram próximas. Confira na tabela abaixo:

 tabelaword2011.jpg

Conclusão
Depois de anos reclamando das lacunas do Word para Mac, é seguro dizer que o Word 2011 é produto muito bom. É um software sólido para edição de texto poderoso e com um bom design, e o usuário consegue facilmente encontrar as ferramentas que precisa. Mas o que é mais importante é que ele é desenvolvido para poder levar o Mac ao ambiente empresarial sem medo. 

O pacote de produtividade da Microsoft tem lançamento mundial marcado para o dia 26/10 e usuários que efetuarem a compra do Office 2008 entre 1/8 e 30/11 terão direito ao upgrade gratuito. O Office 2011 ainda não tem preço definido no Brasil

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site