Imagem de fundo do header
Trabalho: Smartphone para acessar web exige recursos específicos
Home  >  Review
REVIEW

Trabalho: Smartphone para acessar web exige recursos específicos

Testamos seis modelos diferentes para ver qual responde melhor às necessidade do uso profissional. Confira o resultado.

René Ribeiro, da PC World

Foto:

Responda rápido: um celular projetado para atender as necessidades do usuário final incorpora recursos suficientes para satisfazer aqueles que usam o equipamento para fins profissionais? Para aqueles que responderão não, é bom saber que a indústria pensa da mesma maneira. Prova disso é que, solicitados a enviarem para teste seu melhor telefone móvel para acesso web para quem precisa dele no trabalho e para usuário final, a maior parte deles optou por equipamentos diferentes em cada uma destas categoria.

PC World testou seis modelos de smartphones para uso profissional da internet móvel: A3100 (Motorola); BlackBerry Storm (RIM); E71 (Nokia); iPhone 3G (Apple); Touch Dual (HTC); e Treo Pro (Palm). Cabe aqui uma explicação. O celular da Apple foi o único aparelho que participou de todos os sete testes que realizamos. O motivo: é o único modelo fabricado pela empresa – o iPhone 3GS deve começar a ser vendido no Brasil este mês, mas ainda sem data marcada. 

Leia também: 
>> Celular: quem se dá melhor na hora de fotografar e fazer vídeos
>> Teste com celulares multimídia mostra que recurso precisa melhorar
>> Qual o melhor celular para acessar a web? Testamos seis modelos
>> Comparativo avalia os melhores celulares para mandar e receber e-mail
>> E-mail corporativo: que smartphone escolher?
>> Aplicativos: mais importante que o smartphone é a plataforma

Com uma tela de 3,5 polegadas, ampla o suficiente para visualizar aplicações web com facilidade e compatibilidade com praticamente todos os sites da web (a falta de acordo entre a Apple e Adobe não permite a reprodução de conteúdo flash no navegador), são as principais características que contribuíram para que o iPhone 3G (1.789 reais) recebesse o selo de Best Buy.

iphone-350.jpg
iPhone 3G: precisa resolver o problema da exibição de conteúdo em flash

A incorporação dos recursos de selecionar, copiar e colar introduzidas com a versão 3.0 do sistema operacional, o celular da Apple resolveu uma das grandes queixas dos usuários e facilitou a vida de quem precisa transportar conteúdos de uma aplicação para outra. O browser permite até oito páginas web abertas simultaneamente e a ausência de um teclado físico não é problema: seu teclado QWERTY virtual é sensível e preciso, facilita a digitação e preenchimento de formulário. E ainda funciona tanto com o aparelho na posição retrato (vertical) quanto paisagem (horizontal).

Precisa ver algum detalhe de algum site? Basta tocar dois dedos na tela em posição de pinça e afastá-los para aplicar zoom. A tela touch de grande sensibilidade também torna a navegação na página muito fácil. Destaque para o gerenciamento de favoritos e histórico de navegação, com abas intuitivas e customizáveis.

Tabela_Smartphone_Web_350.jpg
Clique aqui para ver esta tabela em tamanho maior

Com uma tela quase uma polegada menor (na diagonal) e que não é sensível ao toque, o E71 (1.489 reais) obteve um honroso segundo lugar. Ele carece de alguns requisitos básicos, como recurso de copiar e colar não intuitivo e visualização no formato paisagem. Mas o smartphone da Nokia é ágil para alternar entre páginas web (dez podem ser mantidas abertas simultaneamente) e também mostrou eficácia para gerenciar conexões. A visualização das páginas não é prejudicada pelo tamanho da tela (2,6 polegadas) – em parte pelo uso do navegador Opera Mini – e ele é capaz de acessar conteúdos flash sem problemas. O histórico de navegação é visual (o usuário escolhe o que deseja acessar a partir de miniaturas de páginas salvas).

nokia-e71-350.jpg
E71: miniaturas ajudam na organização do histórico de navegação

Se a RIM domina facilmente o território dos smartphones para uso do correio eletrônico, seu desempenho no acesso web é apenas mediano. O BlackBerry Storm (1.599 reais) tem a segunda maior tela dentre os seis modelos avaliados, 2,8 polegadas. O recurso touch funciona bem e seu teclado virtual utiliza uma tecnologia diferente, chamada SurePress: para a tecla ser registrada é necessário uma ligeira pressão sobre ela. Por meio de um browser proprietário, o Storm ajusta as páginas para cabe na tela e, para dar zoom, deve-se escolher o texto desejado e pressionar a tela. O histórico fica organizado cronologicamente e o usuário pode criar facilmente pastas para guardar os endereços favoritos. Sites em flash e visualização de vídeos no YouTube estão garantido no Storm. A ausência de conexão por Wi-Fi é lamentável.

Blackberry-Storm-350.jpg
Storm: sem Wi-Fi

Um detalhe curioso sobre o smartphone da Motorola, além da tela de igual dimensão e sensível ao toque, como o Storm: o A3100 (1.599 reais) possui um dispositivo apontador, um TrackBall, semelhante ao que a RIM utiliza na maioria de seus aparelhos. Ao navegar, o usuário pode escolher entre utilizá-lo ou arrastar a tela com o dedo, de acordo com a preferência. Compatível com flash e capaz de reproduzir vídeos como o YouTube, equipamento começou a ficar lento a partir de terceira página aberta – chegou a levar mais de 30 segundos. Seu teclado virtual é pequeno e a digitação difícil para quem tem dedos grandes; a solução é usar a caneta Stylus, que o acompanha.

Motorola-A3100-350.jpg
A3100: lento quando mais de três páginas estão abertas

Embora ofereça um teclado físico slider de 12 botões oculto sob a tela, o Touch Dual (1.699 reais) possui tela de 2,6 polegadas sensível ao toque que responde bem aos comandos. Contudo, o teclado virtual que oferece tem teclas bem pequenas; para digitar nele, sem errar, só mesmo com a caneta Stylus. Apesar pode acessar conteúdos em flash e reproduzir vídeos, este HTC não tira proveito da tela já que não exibe o conteúdo no formato paisagem (horizontal). E para quem trabalha com grandes volumes de dados, vai depender exclusivamente da rede da operadora: o modelo não possui conexão por Wi-Fi.

htc-touch-dual-350.jpg
Touch Dual: função touch responde melhor neste HTC

Enquanto o Palm Pre e o novo sistema operacional da Palm não desembarcam no Brasil, a fabricante resolver brindar os fãs da marca com o Treo Pro que, em vez do tradicional Palm OS, vem com o Windows Mobile, e no lugar do bom Opera Mini, o Internet Explorer. O resultado: foi o smartphone mais lento na carga de páginas da web dentre os seis modelos avaliados. Em compensação, o teclado QWERTY completo e uma tela touch de 2,6 polegadas facilitam a digitação, ainda que o usuário tenha de se acostumar com a posição dos menus nas diversas telas. O recurso touch infelizmente não atua sobre o navegador; para aplicar zoom em uma página, por exemplo, deve-se acessar função correspondente no menu. Conteúdo em flash e reprodução de vídeos não são problemas para o Treo Pro (2.599 reais – o mais caro de todos), mas a organização – se é que se pode chamá-la assim – do histórico é lamentável: uma lista infindável de endereços, sem indicação de quando foram acessados.

Palm-Treo_Pro-350.jpg
Palm Pro: Windows Mobile no lugar do Palm OS

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site