Imagem de fundo do header
Tron Finecam IR: faça fotos na mais absoluta escuridão
Home  >  Review
REVIEW

Tron Finecam IR: faça fotos na mais absoluta escuridão

Compacta, câmera faz fotos de até 12 MP, filma com resolução de DVD e funciona como webcam quando plugada ao PC.

Rafael Rigues*, PC World Brasil

Foto:

Câmeras fotográficas digitais não são mais novidade, mas uma capaz de fotografar na mais absoluta escuridão não é algo que se vê todo dia. Esta é a promessa da Finecam IR, da Tron, um modelo que, além de fotografar e filmar, também pode ser usada como webcam quando conectada ao PC.

Na embalagem o usuário irá encontrar a câmera, uma bolsinha de Nylon para protegê-la, bateria recarregável (BL-5B, a mesma usada em celulares Nokia), um carregador para a bateria, cabo USB e um cartão SD de 2 GB, suficiente para 1196 fotos (na resolução de 12 MP) ou 25 minutos de vídeo (na resolução de 720 x 480 pixels). 

finecam_frente-360px.jpg
Finecam IR: LEDs infravermelhos permitem fotografar no escuro

Vale mencionar que tanto o manual, que é bastante completo, quanto a interface da câmera estão em português, embora esta derrape em alguns pontos. Encontramos abreviações estranhas (como “ECO.D.ENE” para Economia de Energia) e erros como “TODAS AS IMGAGENS SERÃO REMOV!”.

A interface é simples, operada com 10 teclas em um painel ao lado do LCD. A câmera tem 11 modos de cena, entre eles um chamado Inteligente (determina os melhores ajustes de acordo com a cena), Paisagem, Retrato, Esportes e o curioso Transformar, que comprime o centro da imagem, dando a impressão de que as pessoas estão mais magras. Ideal para as mulheres que se acham gordinhas. Não se empolgue com o modo “Manual”: não é possível ajustar ISO, a velocidade ou a abertura do obturador.

Qualidade de imagem

Apesar de a embalagem anunciar “12 Megapixels” o sensor dentro da Finecam IR tem 5 MP, e imagens maiores são produzidas a partir de um processo chamado de “interpolação”, que produz qualidade inferior à de um sensor de 12 MP reais.

Em ambientes internos, como os iluminados por lâmpadas fluorescentes, a câmera tem problemas no cálculo automático do balanço de branco (AWB - Automatic White Balance), o que leva a imagens muito mais “azuladas” do que deveriam ser. O ajuste de foco é feito manualmente, e só há duas posições selecionáveis em uma chavinha na lateral: infinito (para fotografar paisagens e objetos a 1.2 m da lente ou mais) e “macro”, para fotografar objetos a cerca de 30 cm da lente.

finecam_indoor-360px.jpg

Cores lavadas: o amarelo da buzina e o vermelho da estátua deveriam ser muito mais intensos

A qualidade é equivalente ao que se consegue com um celular com câmera de 5 MP: aceitável para cenas do dia-a-dia, mas você não vai querer registrar o primeiro aniversário de seu filho exclusivamente com ela, já que a nitidez das imagens deixa a desejar e há ruído considerável nas partes mais escuras.

finecam_externa.jpg

Foto diurna feita com a Finecam IR. Clique para ampliar

O flash integrado surpreendeu, e foi poderoso o suficiente para fotografar um de nossos PCs em uma sala completamente escura, iluminando a cena de forma homogênea. O zoom de 5x é digital, ou seja, quanto maior a aproximação, maior a queda na qualidade da imagem.

finecam_zoom-360px.jpg

Detalhe da mesma cena acima, mas com zoom máximo de 10x. Grande perda nos detalhes

Vídeos tem resolução de 720 x 480 pixels (a mesma de um DVD) e qualidade apenas aceitável, embora sofram do mesmo problema de “azulamento” das fotos e pouca nitidez. O microfone é fraco: capta bem a voz de quem está segurando a câmera, mas a voz de uma outra pessoa a um metro de distância da câmera estava quase inaudível. Também é possível filmar no modo infravermelho.

Enxergando no escuro

O recurso de fotografia “no escuro” é o principal atrativo da Finecam IR. O modo é ativado usando uma chavinha no topo do aparelho, que basicamente remove o filtro infravermelho da frente da lente. A luz infravermelha é invisível ao olho humano, mas sem o filtro pode ser captada pelo sensor da câmera.

A câmera usa um conjunto de seis LEDS infravermelhos ao redor da lente, dispostos em semicírculo, para iluminar a cena. O resultado se parece com as imagens de uma câmera de segurança, e é possível notar apenas uma área circular da imagem é iluminada, como o facho de uma lanterna. Também não espere a nitidez de uma foto tirada à luz do dia.

finecam_noturna-360px.jpg

Flagra noturno com a Finecam IR. Sem luz ambiente, sem flash

No geral o recurso vale mais como curiosidade do que para uso prático. Vale notar que a câmera pode ser aproveitada como equipamento de vigilância, já que funciona como webcam quando conectada a um PC. Ela também pode ser usada como gravador de voz.

Vale a pena?

A Tron Finecam IR tem preço sugerido pelo fabricante de R$ 279. Mas por esse preço é possível encontrar câmeras da Samsung, Olympus, Canon ou Kodak com sensores de 12 ou até 14 MP reais, que vão produzir imagens muito melhores e zoom óptico de 3x, muito mais útil que o zoom digital já que não degrada a imagem. Elas não fotografam no escuro, é verdade, mas irão deixá-lo mais satisfeito.

*Daniel dos Santos colaborou neste review

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site