Imagem de fundo do header
Usar Windows 7 no Mac OS X fica mais fácil com o Fusion 3
Home  >  Review
REVIEW

Usar Windows 7 no Mac OS X fica mais fácil com o Fusion 3

Primeiros testes mostram que a ferramenta de virtualização facilita o processo de integração entre os sistemas operacionais.

Redação da Macworld/EUA

Foto:

A batalha de aplicativos de virtualização para executar sistemas operacionais em diferentes equipamentos continua. A VMware anunciou esta semana o lançamento do VMware Fusion 3, software que traz vários recursos interessantes. Ele serve para criar máquinas virtuais com Microsoft Windows e torná-las  acessíveis em computadores da Apple.

O Fusion 3 funciona em Mac OS X 10.5 e 10.6, mas tem melhor desempenho gráfico quando instalado no 10.6 Snow Leopard. Se você usa o Snow Leopard de 64 bits, o Fusion 3 terá uma performance ainda melhor.

Uma das limitações da versão anterior era a falta de compatibilidade para ser executado em máquinas virtuais com múltiplos núcleos (antes o funcionamento se dava com a simulação de núcleos). A versão 3 resolve essa questão, com o mecanismo de virtualização totalmente compatível com o chamado multicore.

Em sua nova versão, o Fusion suporta um grande número de sistemas operacionais como guest (aquele que é instalado sobre outro sistema), incluindo Mac OS X Server, Leopard e Snow Leopard e Windows 7.

Uma nova cara
A mudança visual com mais destaque é a tela Biblioteca de Máquina Virtual. À esquerda está o botão Home, juntamente com uma lista de todas as máquinas virtuais instaladas. Clique em Home e você verá quatro novos botões que auxiliarão na tarefa de criar partições, converter um computador com Windows, trabalhar com partições no Boot Camp ou fazer download de uma versão de avaliação gratuita de máquina virtual do Windows (XP, Vista e Server 2008).

143490-mainscreen_big_original.png

Nova aparência da Biblioteca de Máquina Virtual tem botões que facilitam o gerenciamento de cada sistema

Nas versões anteriores do Fusion, a imagem exibida de cada máquina virtual demorava alguns segundos para ser atualizada, já no Fusion 3 o processo acontece em tempo real. 

O botão de conversão simplifica a tarefa de transformar um PC real em virtual para ser executado no Fusion. É possível ter seu PC com Windows e o Mac na mesma rede de computadores ou conectados via FireWire ou Ethernet. Clique em converter e a migração se inicia.

No final do processo, seu PC com Windows se transforma em uma máquina virtual para ser usado em seu Mac, incluindo todos os aplicativos, configurações e documentos.

143490-migrate_original.png

Ferramenta de migração facilita a conversão de um PC real para virtual

Gráficos melhorados
Outra grande mudança do Fusion 3 é o suporte aprimorado ao DirectX, que permite o Aero do Windows Vista ou 7, bem como outros efeitos 3D.

O Fusion é o primeiro aplicativo de virtualização capaz de suportar esses recursos.  E eles funcionaram bem durantes nossos testes em um iMac 2.66GHz Core 2 Duo com 4 GB de memória RAM. Também foi incluída a aceleração de gráficos OpenGL para máquinas virtuais com Windows (OpenGL 1.4 no Windows 7 e OpenGL 2.1 no Windows XP). Essas novidades significam que você poderá usar o sistema para rodar jogos com um desempenho muito melhor, se compararmos a versões anteriores.

Para mostrar o resultado, assista abaixo uma demonstração do jogo Flight Simulator X. Antes do Fusion 3, o game sequer era executado.

O vídeo acima foi gravado em um iMac de 20 polegadas com 2.66 GHz na resolução 1680 por 1050 pixels. A qualidade do vídeo postado no YouTube perdeu um pouco de definição. Mas é possível assistir a partir da captura original para verificar mais detalhes.

Assistência de Integração
Uma característica interessante é o novo menu opcional Aplicações. Ele fica na barra de menus do Mac OS X e revela praticamente tudo o que você encontraria no menu Iniciar do Windows.

143490-appmenu_big_original.png

Novo menu de aplicativos permite controlar todas as funções encontradas no Iniciar do Windows

O atalho Command+Tab no modo de exibição do Fusion, o Unity, pode ser usado para encerrar (pressionando Q) ou ocultar (pressionando C) programas do Windows. O Fusion 3 pode incorporar recursos do Mac OS X às aplicações do Windows como, por exemplo, a alternância de janelas no modo Exposé e exibição de ícones na barra Dock.

Retoques
Quando executado em tela cheia, uma pequena barra de menu do Mac pode aparecer no canto da tela para facilitar o acesso aos controles da máquina virtual. Eles também foram reorganizados e estão mais fáceis de serem encontrados.

Outros  detalhes incluem um botão Cancelar para interromper o carregamento da máquina virtual (caso você a tenha selecionado por engano), a função copiar e colar textos formatados entre as máquinas virtuais e o Mac OS, além de um pacote de servidor VNC, para gerenciar máquinas virtuais remotamente.

Conclusões
Ficamos impressionados com o desempenho do VMware Fusion 3 durante o tempo de nossos testes. A criação de máquinas virtuais foi bem simples e o desempenho dos efeitos Aero e jogos 3D foi impressionante. A nova aparência da Biblioteca de Máquinas Virtuais facilita seu gerenciamento e a ferramenta de atualizações automáticas ajuda na busca de atualizações. De qualquer forma, estamos preparando um review ainda mais completo sobre o software, no qual poderemos destacar a performance dos sistemas operacionais na virtualização, além compará-lo com o VirtualBox e o Paralles.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site