Imagem de fundo do header
Versão 3.1 do Safari apresenta novidades para desenvolvedores web
Home  >  Review
REVIEW

Versão 3.1 do Safari apresenta novidades para desenvolvedores web

Novas tags de HTML, animação CSS e visualização das fontes True Type em um site são novidades da versão 3.1.

Por Macworld / Londres

safari_31_150.jpg
Foto:

safari3.1_150A atualização 3.1 do browser Safari segue o trabalho de suporte aos padrões web e acrescenta novas tecnologias, como animações em CSS e as tags <áudio> e <vídeo> na versão 5 do HTML, que ainda está em desenvolvimento.

Para os sites que não implementaram as novas tecnologias, o
comportamento do browser é idêntico ao oferecido pela versão anterior.

Os pontos fortes do browser continuam os mesmos, bem como os fracos (falta de compatibilidade com plug-ins de terceiros). Mas as novas funcionalidades dão uma visão sobre o futuro da web.

Leia também:
> Galeria: Veja como ficou o IE 8 Beta
>Saiba o que há de novo no IE 8 Beta

A grande novidade é o suporte a novos padrões, que dará aos web
designers muito mais flexibilidade e controle. Um exemplo é o Web
Fonts, uma extensão do CSS onde uma fonte True Type  é baixada
automaticamente quando uma página é carregada (exemplo neste site).

safari3.1_350
Web Fonts: fontes reais (direita) são mantidas ao invés de substituídas pela padrão (esquerda)

Isso elimina o estágio tedioso do design em converter fontes
incomuns em gráficos antes de inseri-las em uma página, assegurando que
todos verão o site da mesma forma, tendo ou não instaladas as fontes em
seus sistemas.

As tags <video> e <audio> dão aos designers um padrão
para inserir vídeo e áudio em suas páginas de maneira simples (similar
à tag <img>). Assim como no Web Fonts, o suporte a essas tags é
pequeno, pois sites que utilizem essas tags são difíceis de encontrar.

Com o CSS Animations é possível animar elementos bloqueados (como girar uma caixa de texto) sem baixar nenhum gráfico.

Entre estes comandos há o menu secundário “User Agent”, que mascara o
Safari como um outro browser, o Web Inspector. Trata-se de uma janela
que mostra  elementos de página, como estilos de tabelas, imagens e
scripts, e que apresenta informações detalhadas sobre o tempo que cada
elemento leva para ser carregado, além de comandos para desativar
funcionalidades como cache e JavaScript.

Outra mudança importante é uma opção Show Develop, que está dentro de Preferences, Advanced. O menu opcional foi desenvolvido para auxiliar desenvolvedores, contendo vários comandos que antes exigiam uma “linha de comando” para ativar um menu escondido de Debug.

O Safari também inclui um armazenamento na forma de uma base de dados SQLite. Isso permite que uma aplicação web, como um processador de texto ou editor de imagem, ganhe a habilidade de salvar documentos no disco rígido, o que pode resultar em melhor desempenho e na opção em utilizar a aplicação offline.

Para determinar quanto espaço o Safari pode utilizar para armazenamento ou remover uma base de dados, utilize os botões espaço Default e Show Database na parte inferior da guia Security.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site