Imagem de fundo do header
Versão multitouch do software da HP para o TouchSmart 600 impressiona
Home  >  Review
REVIEW

Versão multitouch do software da HP para o TouchSmart 600 impressiona

Terceira geração da família de desktops se beneficia do suporte multitoque do Windows 7, mas experiência da HP na área é superior.

Harry McCracken, da PC World/EUA

hp_touchsmart_600_150.jpg
Foto:

O Windows 7, novo sistema operacional da Microsoft, traz suporte nativo a gestos multitouch que possibilita uma variedade de controles de PC com tela sensível ao toque apenas com o uso dos dedos. Entretanto, é pouco provável, pelo menos no curto e médio prazos, que tais facilidades vindas apenas do sistema operacional substituam o mouse e teclado como principais interfaces do computador, motivo pelo qual os fabricantes de PCs têm investido forte no desenvolvimento de suas próprias soluções touch.

É o caso da HP, que vem trabalhando em sistemas multitouch há pelo menos três anos na produção de PCs tudo com tais características e que chega agora à 3ª geração com o lançamento do TouchSmart 600. O equipamento mantém o design elegante que tem marcado esta família de equipamentos. Em termos de dimensões, sua tela de 23 polegadas está a meio caminho do TouchSmart IQ500 (22 polegadas) e o TouchSmart IQ816 (25,5 polegadas).

Leia também: 
>> All-in-one: é o fim dos computadores tipo torre?
>> Asus Eee Top entra na briga com o iMac
>> Media PC All-in-one, da SempToshiba tem tela de 22 polegadas
>> Indústria de PCs se adapta para atender exigências do Windows 7
>> Visite o Especial Windows 7

O display suporte resolução de 1920 por 1080 (1080p), perfeito para reprodução de filmes e programação de TV em alta definição, seja por meio do drive Blu-ray ou pelo sintonizador de HDTV. Também é possível reprodução de streaming de vídeo por meio de uma rápida rede sem fio 802.11n ou de fotos a partir de um multileitor de cartões de memória flash. O equipamento também vem acompanhado de controle remoto.

hp_touchsmart_600_350.jpg

Mas, como nos modelos anteriores, o que brilha mesmo no TouchSmart 600 é o software customizado da própria HP. A versão 3.0 dele representa uma atualização e tanto, oferecendo versões amigáveis do Hulu, NetFlix e Twitter, além de aplicações que possuem botões maiores para facilitar o acesso e também a capacidade de compreender gestos com pinça (para efeitos de zoom) e flickr (quando o usuário passa o dedo rapidamente na tela, como quando avança uma página em um livro).

A aplicação Collage permite que o usuário utilize as duas mãos para redimensionar, mudar de posição e rotacionar fotos de uma forma muito similar ao Surface da Microsoft. A ferramenta da HP agora é multitarefa e sua interface é precisa e adequadamente responsiva e deve servir de benchmark para todos os PCs all-in-one que Acer, Asus, Dell, Gateway e MSI devem lançar já com Windows 7.

Como o recurso touch permanece como forma eventual de interação com o computador, seja na sala de estar ou na cozinha de uma residência, a HP entrega o TouchSmart 600 acompanhado de teclado e mouse sem fio, que podem ser guardados sob o equipamento quando não estiverem em uso.

A HP informa que equipamento (ainda sem preço definido) chega ao Brasil até o final de 2009. Nos Estados Unidos, a configuração que inclui Windows 7 Home Premium (64-bit), processador Intel Core 2 Duo P7450 de 2,13 GHz, 4 GB de memória RAM, HD de 750 GB e placa gráfica de nVidia GeForce GT230M tem preço sugerido de 1.600 dólares.

No quesito desempenho (utilizando o software de benchmark WorldBench 6), o TouchSmart 600 obteve pontuação 92, posição intermediária entre outros PC tudo-em-um já avaliados por PC World (EUA), mas bem abaixo do líder – o iMac de 24 polegadas da Apple, que atingiu 111 pontos. A performance do TouchSmart 600 para games, contudo, é sofrível e ele penou para atingir 30 quadros por segundo, com resolução de 1680 por 1050 tanto no jogo Enemy Territory: Quake Wars quanto com o game Unreal Tournament.

Mesmo com o Windows 7, um equipamento touch ainda é mais um recurso de luxo voltado para o entretenimento do que uma funcionalidade matadora. Se o usuário pode viver sem ela, então ele irá economizar muito na aquisição de um PC com especificação e desempenho compatíveis.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site