Imagem de fundo do header
VideoStudio Pro X2: ótima opção para quem não possui um PC de ponta
Home  >  Review
REVIEW

VideoStudio Pro X2: ótima opção para quem não possui um PC de ponta

Editor da Corel lida melhor com vídeos em alta definição e tem um conjunto de ferramentas maior, que nem exigem tanto do sistema.

Alan Stafford, da PC WORLD / EUA

videostudio_prox2_150.jpg
Foto:

As versões mais recentes de editores de vídeo são capazes de lidar com as mais diversas plataformas e formatos. DVD, Blu-ray, YouTube, iPod, celular, só para ficar nos mais populares são coisas corriqueiras para aplicativos como o VideoStudio Pro X2, da Corel, e o Premiere Elements 7, da Adobe.

A ferramenta da Corel se destaca por centrar sua atenção na edição em alta definição. Os novos recursos para alta definição do VideoStudio Pro X2 (lançado no Brasil em janeiro) chamam mais a atenção que as funções online do produto da Adobe. Mas os aplicativos são muito parecidos, de maneira geral.

Como o Premiere, o VideoStudio Pro também permite que o usuário faça upload de vídeos para o YouTube, com a vantagem de que isso é realizado com menos passos que a versão anterior.

Mas a atualização com maior destaque é a melhoria do Smart Proxy, para criar versões de baixa resolução do seu projeto e aplicar efeitos, permitindo que você edite vídeos em alta definição mesmo em um PC mais fraco.

O VideoStudio é capaz de importar os formatos HDV, AVCHD e BDMV (de câmeras Blu-ray) e ainda poder exportar para os formatos BDAV, BDMV e AVCHD. Para quem gosta de comparar, o Premiere trabalha apenas com os formatos BDAV e BDMV.

Destaque ainda para uma nova ferramenta no VideoStudio, chamada de Painting Creator. Com ele, o usuário pode criar e gravar divertidas camadas para seus filmes.

videostudio_prox2_350.jpg
VideoStudio: aplicação de recursos mesmo com um PC menos potente

A caixa de diálogos do VideoStudio e os controles de filtro e efeitos foram incrementados, e são mais fáceis de visualizar do que os controles disponíveis no concorrente da Adobe.

Mas nem tudo é assim tão melhor. Quem gosta de dar uma olhadela nas modificações feitas no seu projeto, terá de lidar com uma caixa de diálogo no VideoStudio; o Elements, por sua vez, mostra os frames principais na linha do tempo, para que o usuário tenha noção exata do ponto onde os níveis foram alterados.

Quantitativamente, o editor de vídeos da Corel possui um maior número de ferramentas do que o produto da Adobe, e elas são mais fáceis de localizar. Além disso, o conjunto do VideoStudio exige menos recursos do computador. Isso quer dizer que usuários com equipamentos menos avançados terão nesta ferramenta uma boa opção.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site