Imagem de fundo do header
Vista SP2 Beta melhora o desempenho, mas de forma quase imperceptível
Home  >  Review
REVIEW

Vista SP2 Beta melhora o desempenho, mas de forma quase imperceptível

A segunda atualização do software inclui funções e melhorias desenhadas para turbinar o sistema operacional. Será que conseguirá?

Nick Mediati, PC World / EUA

globo_vista_150.jpg
Foto:

globo_vista_150.jpgEstamos com o Windows Vista SP2 Beta rodando em um notebook HP desde o final de semana, depois de descobrirmos truques para instalar o Beta 2 do Vista.
Para chegar a um resultado definitivo sobre esta nova atualização do
sistema operacional da Microsoft, será necessário análise mais profunda
e criteriosa do software.

Enquanto isso não é finalizado, focamos nossa atenção no que a
Microsoft diz serem os pontos fortes desse service pack: os benefícios
da ferramenta de limpeza (Service Pack Cleanup) e uma Sidebar mais
eficiente.

Para quem, como nós, está tendo a oportunidade de usar o pacote pela
primeira vez, as melhorias chegam a ser quase imperceptíveis.

Service Pack Cleanup Tool
Empacotada junto ao SP2 Beta do Vista o executável compcln.exe
vem sendo chamada de ferramenta de limpeza do Service Pack. Este
pequeno utilitário remove versões antigas de arquivos de sistemas que
são substituídos pelo Vista SP2 Beta, e promete recuperar uma soma
considerável de espaço no disco rígido.

Mas é preciso ter uma coisa em mente: uma vez executada, é
impossível recuperar os arquivos que foram apagados. Não há forma
possível de retornar, por exemplo, ao Vista SP1 uma vez que o usuário
tenha optado por usar a ferramenta de limpeza. Por isso, assegure-se de
que pretende mesmo ficar com o Service Pack 2 Beta antes de tomar tal
decisão.

Leia também: 
> Um outro olhar sobre o Windows Vista SP1
> Como lidar melhor com o Windows Vista
> Seleção de programas para domar o Windows Vista e XP

Com o objetivo de verificar o ganho que o utilitário proporciona,
anotamos o espaço livre no HD: 44,4 GB. Ao final de execução da
ferramenta, o espaço subiu para 44,8 GB. Contudo, passados alguns
minutos, o espaço livre no disco mudou novamente e caiu para 43,9 GB.

Para eliminar o impacto do uso de memória virtual no consumo extra
de espaço no HD, reiniciamos o notebook e conferimos o espaço livre: 44
GB, bytes abaixo da primeira anotação. Um segundo restart fez com esse
número subisse para 45 GB.

Resumo da história: você pode ou não notar qualquer ganho de espaço
no HD, mas a ferramenta não opera milagres. Tenha em mente que o espaço
possível de ser recuperado pode depender do tempo que se tem o Vista
instalado no sistema. Quem colocou o Vista pra rodar há mais de um ano,
é provável que tenha mais versões de arquivos de sistema guardados no
disco do que o usuário que instalou o sistema operacional mais
recentemente, quem sabe já com o SP1 rodando.

Sidebar mais eficiente
Segundo a Microsoft, os gadget do Sidebar devem usar menos recursos do
sistema no Vista SP2. Nos testes que fizemos – é preciso frisar que
foram análises realizadas de maneira informal –, observamos o consumo
de memória pelo Sidebar em dois PCs distintos: o notebooks no qual
rodamos o Vista SP2 Beta, e um desktop Optiplex da Dell, com o Vista
SP1 instalado, ambos com 2 GB de memória RAM disponível.

Para assegurar que a comparação fossa a mais justa possível, foram
removidos todos os gadgets do Sidebar, os sistemas foram reiniciados e
os mesmos gadgets foram adicionados aos dois PCs. Passadas algumas
horas, executamos as mesmas tarefas com os gadgets em ambos os
sistemas. Depois, acrescentamos outros, excluímos alguns, alteramos
alguns outros parâmetros – sempre de forma similar nas duas máquinas.

No final, constatamos que, de fato, o Vista SP2 Beta apresentou
melhorias de desempenho, mas muito sutis. Num primeiro momento, o
Sidebar exige mais memória na nova versão do sistema operacional;
porém, na média, o consumo é ligeiramente menor no Vista SP2 Beta. Ao
final de um tarde de análises, a conclusão que chegamos é que ele
economiza alguns megabytes da memória, se comparado ao que obtivemos
com o sistema rodando Windows Vista SP1.

De novo, o ganho de desempenho pode variar de acordo como os gadgets
que o usuário usa em seu PC e a freqüência com que eles são
requisitados e se o computador é usado ininterruptamente por muitos
dias ou reiniciado diariamente. Contudo, nossa conclusão por ora é de
que os ganhos são ínfimos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site