Imagem de fundo do header
Xperia X8: um Android modesto, honesto e com precinho camarada
Home  >  Review
REVIEW

Xperia X8: um Android modesto, honesto e com precinho camarada

Embora não tenha superpoderes, aparelho faz tudo o que se espera de um smartphone moderno, sem abrir um rombo no bolso do consumidor

Rafael Rigues, PC World Brasil

Foto:

Você quer um smartphone Android mas não faz questão de uma “super máquina” nem quer gastar muito? Então dê uma olhada no Sony-Ericsson Xperia X8, modelo de entrada da empresa que é um meio-termo entre o top de linha Xperia X10 e os diminutos Xperia X10 Mini e Mini Pro. Seu maior atrativo é o preço sugerido pelo fabricante: R$ 649 (sem subsídios de operadora), o que o coloca entre os aparelhos Android mais baratos no mercado nacional no momento.

Na embalagem você vai encontrar, além do aparelho, um cabo USB, carregador de tomada, fones de ouvido com microfone e um cartão de memória microSD de 2 GB. Se desejar mais espaço para suas músicas e fotos é só trocar o cartão: o Xperia X8 aceita modelos de até 16 GB.

Disponível em duas cores (preto ou branco com rosa) o X8 tem um design derivado do X10 Mini, com uma tampa traseira curva e frente dominada pela tela, com apenas três botões abaixo dela: Menu, Home e Back. Infelizmente eles são estreitos e um tanto duros, o que incomoda no dia-a-dia. Os botões de volume e da câmera, na lateral direita, sofrem do mesmo problema.

xperia_x8_cores-360px.jpg

Sony-Ericsson Xperia X8: preto ou branco com rosa

Embora a tela de 3” não seja tão espaçosa quanto a do X10, tem bom tamanho e resolução mais alta (320 x 480 pixels) que a de modelos na mesma faixa de preço, como o Samsung Galaxy 5. Isso é uma vantagem na hora de navegar na web (você vê mais da página de uma vez só), assistir vídeo e até jogar.

Mas a tela também tem uma desvantagem: ela não é multitoque. Isso impede o uso de gestos como a “pinça” com os dedos para aproximar ou afastar páginas web e imagens, e também prejudica jogos que usam um sistema de joystick virtual com direcional e botões na tela, já que não é possível “correr e pular” ao mesmo tempo. Além disso, notamos uma certa dificuldade em tocar itens muito próximos à borda da tela.

Falando em jogos o Xperia X8 até que se sai bem com eles, seja em títulos casuais como EVAC, Angry Birds e Jewels ou jogos um pouco mais sofisticados e com gráficos 3D como Fruit Ninja ou Raging Thunder 2. Não é o smartphone ideal para um gamer (esse seria outro modelo da Sony-Ericsson, o Xperia Play), mas dá para se divertir.

Câmera básica

No quesito multimídia a câmera de 3.15 MP tira boas fotos desde que você respeite suas limitações: ela não tem flash e o foco é fixo, o que significa que fotos em close (bem de perto) ou locais pouco iluminados estão fora de questão. Vídeos tem boa qualidade (novamente, desde que em locais iluminados), com resolução de 640 x 480 pixels a 30 quadros por segundo.

Vale mencionar que o aplicativo da câmera é extremamente básico, e as únicas opções são quatro modos de cena (Automático, Praia/Neve, Crepúsculo ou Esportes). Quem deseja mais flexibilidade na hora de “clicar” deve instalar um aplicativo como o Camera 360 (gratuito no Android Market), que oferece uma infinidade de ajustes e efeitos que aprimoram as imagens e lhe permitem dar um tom artístico às suas obras no próprio aparelho, dispensando a edição no PC.

O sistema operacional do Xperia X8 é o Android 2.1, com a mesma interface própria da Sony usada no X10 mini. Os cantos da tela abrigam atalhos para as funções mais comuns, como e-mail, mensagens, música e o discador, mas eles podem ser personalizados. O aplicativo TimeScape agrega a atividade de seus amigos em várias redes sociais (Orkut, Facebook e Twitter) em um só local. A Sony-Ericsson também pré-instala no aparelho versões de demonstração de alguns jogos simples.

O Xperia X8 tem uma bateria de 1200 mAh, e em nossos testes estimamos uma autonomia de cerca de 10 horas de uso moderado, incluindo meia dúzia de ligações, algumas fotos, uma hora de navegação na web via 3G e algumas partidas de Angry Birds. Isso com Wi-Fi ativado, brilho da tela no máximo e sincronização constante de uma conta no GMail e outra no Twitter. Ou seja, como na maioria dos aparelhos Android atualmente você vai precisar recaregá-lo toda noite quando chegar em casa.

No final das contas o Sony-Ericsson Xperia X8 é um aparelho bastante honesto, que entrega tudo o que se espera de um smartphone sem abrir um rombo no bolso do consumidor. Afinal, nem todo mundo precisa de um “super smartphone” poderoso o suficiente para substituir um netbook, e tão caro quanto.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site