Home > Notícias

Rivais: Microsoft pede desculpas após WP7 perder desafio para Android

Funcionários de loja da empresa não admitiram derrota para Galaxy Nexus em campanha "meu smartphone comeu poeira do WP7".

Jared Newman

26/03/2012 às 19h15

Foto:

A Microsoft está se desculpando por uma campanha de marketing do Windows Phone que deu errado, depois que um jornalista de tecnologia fez um telefone Windows "comer poeira" usando um aparelho Android.

Em suas lojas, a fabricante vem executando uma campanha "comeu poeira do Windows Phone", na qual os participantes são desafiados a usar seus smartphones para tentar bater o WP7 em tarefas básicas. Por exemplo, enviar SMS aos seus cônjuges, ver a previsão do tempo, ou encontrar restaurantes locais bem avaliados.

Na maioria das lojas, a Microsoft estava oferecendo 100 dólares para usuários que derrotassem o Windows Phone. Mas a empresa elevou a aposta numa loja em Santa Clara, oferecendo uma edição especial com notebook no valor de mais de 1000 dólares. É aí que o blogueiro Sahas Katta decidiu aceitar o desafio.

A tarefa de Katta era ver o clima em duas cidades diferentes. O Samsung Galaxy Nexus dele já tinha um par de widgets de tempo na tela inicial, um para San Jose e outro para Berkeley, cidades na Califórnia. Ele também configurou o telefone para ignorar a tela de bloqueio ao pressionar o botão de ligar – uma opção a partir da versão 2.3 do Android.

Quando o desafio começou, tudo o que Katta tinha a fazer era tocar no botão de energia. Embora um funcionário da loja com um Windows Phone estive perto, com dois blocos dinâmicos (Live Tiles) na tela de início, o desbloqueio instantâneo do Nexus Galaxy deu a vitória ao blogueiro.

Pedido de desculpas
O pessoal da loja Microsoft não admitiu, e afirmou que Katta tinha perdido. Depois de vários funcionários não conseguirem explicar por que, um outro funcionário entrou em cena e afirmou que o Nexus não ganhou porque seus locais de tempo estavam no mesmo Estado.

"Calmamente tentei argumentar que absolutamente ninguém disse sobre ter de mostrar dois Estados, mas percebi que os funcionários claramente não tinham nenhuma intenção de considerar-me vencedor", escreveu Katta.

A história atraiu muita atenção no mundo da tecnologia, após aparecer no site de agregação Techmeme. Nesta segunda (26), um gerente sênior da Microsoft (e auto-proclamado Evangelista Microsoft), Ben Rudolph, escreveu no Twitter que queria fazer as coisas direito, e prometeu a Katta um laptop, um WP7 e um pedido de desculpas.

O Verge também escreveu uma reportagem mostrando como a Microsoft instruiu os funcionários da loja para evitar certos desafios contra telefones específicos. Por exemplo, o HTC Status tem um sistema que permite fotografar e postar uma foto no Facebook de maneira ainda mais veloz que o Windows Phone. Por isso, houve a orientação de não desafiar usuários desse smartphone para essa tarefa.

Atualização
Em novo post, publicado segunda-feira (26/03) à noite, Sahas Katta disse ter passado em uma loja da Microsoft em Santa Clara, na Califórnia, para resgatar seus prêmios. Ele escolheu o notebook Folio 13, da HP, e o smartphone Lumia 800, da Nokia. Afirmou, porém, que, como está satisfeito com os dispositivos que possui, venderá os novos aparelhos no eBay e doará o montante obtido para a caridade.

No momento da publicação desta matéria, às 10h30, a maior oferta pelo computador era de 1025 dólares e pelo celular de 420 dólares.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail