Home > Notícias

Robô aspirador usa IA para reconhecer objetos no chão da casa

O Deebot Ozmo 960 da Ecovac desvia de carregadores de celular, meias e cabos, entre outros itens. A empresa também lança um robô purificador de ar

Martyn Williams, da TechHive

07/01/2019 às 8h04

aspirador robô pcworld
Foto: Ecovac/Divulgação

Uma das ironias das inovações tecnológicas para smart home é que para usar seu aspirador robô você precisa fazer uma faxina recolhendo do chão objetos que poderiam ficar entalados nele quando estivesse sozinho fazendo seu trabalho de aspirar a casa.

A fabricante Ecovacs diz que resolveu o problema com um sistema de Inteligência Artificial em seu novo aspirador Deebot Ozmo 960, que está apresentando na CES 2019. O novo robô aspirador tem um sistema de reconhecimento ambiental e de objetos por análise de imagens que lhe permite identificar objetos espalhados no chão da casa e desviar deles. A lista de itens reconhecíveis pelo Deebot Ozmo 960 inclui meias, carregadores de celular e cabos.

Os aspiradores robôs de topo de linha possuem sensores para detectar e desviar de grandes objetos como pernas de mesa e cadeiras, e alguns deles até fazem um mapa dos arredores para uma limpeza mais eficiente. Mas se você deixar um cabo no chão, é praticamente certo que ele vai passar por cima e o cabo vai acabar engastado no meio das escovas, paralisando o robô até que o dono chegue em casa.

A Ecovacs informou que entende que a coleta de imagens da casa pode ser um risco aos direitos de privacidade dos proprietários, por isso diz que o robô não vai armazenar as imagens nem vai enviar para os servidores da companhia, embora você possa optar por essa alternativa para ajudar a aperfeiçoar o sistema de IA do aspirador. Embora esteja sendo demonstrado na CES 2019, o Deebot Ozmo 960 não tem preço disponível ainda e só começará a ser vendido no verão americano (a partir de junho de 2019), segundo a empresa.

Robô Purificador de ar

A Ecovacs também prepara para o verão o lançamento do seu novo robô purificador de ar, o Atmobot.

O dispositivo usa tecnologia de ultrasom e sensores laser para criar um mapa dos arredores e poder navegar pela casa como fazem os aspiradores robô. Usando o mapa, o Atmobot escolhe um ponto para estacionar e ativar seu sistema de purificação de ar. Assim que o ar tem condições aceitáveis, ele passa para outro ponto da casa, estaciona e novamente faz seu trabalho.

Segundo a Ecovacs, isso vai garantir ar fresco e limpo na casa toda sem que os proprietários tenham de ficar arrastando um purificador de ar de cômodo em cômodo. No caso do Atmobot, se não gostar do ponto que ele escolheu para estacionar, o usuário pode escolher um outro manualmente, usando o app de gerenciamento. O preço do Atmobot ainda não foi definido.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail