Home > Notícias

Robô em depósito da Amazon manda 24 funcionários para o hospital

Ao perfurar uma lata de repelente de urso, o robô liberou gás de pimenta no local. Das 54 pessoas afetadas, 24 foram hospitalizadas

Silvia Bassi, especial para PC World

07/12/2018 às 9h25

Foto: Divulgação

Caso você tenha pensado nas 3 Leis da Robótica ao ler o título da reportagem, já vamos adiantando: foi acidente, o desastrado robô não queria fazer mal a nenhum humano com quem trabalha no depósito da Amazon.com na cidade de Robbinsville (New Jersey - EUA).

Segundo a rede de TV ABC News, o robô perfurou acidentalmente uma lata de 255 g de repelente de urso com um concentrado de capsican, ingrediente usado para fazer gás de pimenta. O gás foi liberado por todo o ambiente e acabou afetando 54 pessoas que estavam no local. Dessas, 30 foram liberadas depois de medicadas no local, mas 24 tiveram que ser hospitalizadas, uma delas em estado grave.

Uma porta-voz da Amazon liberou um comunicado oficial: "No nosso centro de distribuição de Robbinsville, uma lata de aerosol danificada espalhou gases fortes em uma área limitada dentro do prédio. A segurança dos nossos funcionários é nossa principal prioridade, por isso realocamos todos os funcionários em local seguro e os funcionários apresentando sintomas foram tratados no local. Como precaução, alguns funcionários foram transportados para hospitais locais para avaliação e tratamento".

Conheça os robôs Kiva

A Amazon.com tem um exército de robôs Kiva em atividade em 15 centros de distribuição de mercadorias espalhados por todo o Estados Unidos. Eles são retangulares e baixos, pesando cerca de 145 quilos e pintados de laranja. Cada robô Kiva pode carregar peso equivalente a um carro pequeno e seu formato permite que se encaixe sob as grades que suportam produtos, levando-as de um lado para outro.

Os robôs circulam pelos corredores lotados de mercadorias a uma velocidade máxima de 4,7 Km/h e têm um tempo de cinco minutos de descanso a cada hora para recarregar as baterias (literalmente). São no total 80 mil robôs Kiva operando globalmente.

Lembre-se das 3 Leis da Robótica

As 3 Leis da Robótica, ou princípios, foram idealizas pelo escritor Isaac Asimov como uma forma de garantir a convivência pacífica entre robôs inteligentes e seres humanos. Os princípios deveriam ser utilizados na criação e programação dos robôs, permitindo controlar e limitar seu comportamento. As leis foram apresentadas em um conto de Asimov chamado Runaround, publicado em 1942.

São elas:

1ª Lei: Um robô não pode ferir um ser humano ou, por omissão, permitir que um ser humano sofra algum mal.

2ª Lei: Um robô deve obedecer as ordens dadas pelos seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens entrem em conflito com a Primeira Lei.

3ª Lei: Um robô deve proteger sua própria existência, desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira ou Segunda Leis.

Em 1986, prevendo mais encrencas para a humanidade, Asimov publicou a Lei Zero, no quinto livro da série Fundação (Foundation), chamado Foundation and Earth.

A Lei Zero está acima de todas as outras e diz que "Um robô não pode fazer mal à Humanidade ou, por omissão, permitir que a humanidade sofra algum mal".

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail