Home > Notícias

Royalties continuam os mesmos, e iTunes não corre risco.

Comissão do Congresso norte-americano decidiu manter as taxas de royalties a 9 centavos de dólar por mais cinco anos.

Macworld/EUA

03/10/2008 às 11h12

Foto:

Parece que o iTunes não irá mais fechar suas portas virtuais. A agência Associated Press  divulgou na quinta-feira (02/10) que a Copyright Royalty Board (Comissão do Congresso norte-americano responsável pelos direitos autorais) congelou os lucros dos compositores na venda de CDs e downloads digitais preservando a atual taxa de 9 centavos de dólar por música para os próximos cinco anos. A decisão virá como um grande alívio às empresas que vendem músicas, como a Apple.

A National Music Publishers Association - grupo que representa os músicos e compositores norte-americanos - solicitou ao Royalty Board que a taxa fosse elevada a 15 centavos por faixa de música. Eddy Cue, vice-presidente de serviços de internet da Apple, já havia afirmado, no ano passado, que o aumento poderia significar o fechamento do iTunes.

“Ficamos felizes com a decisão da CRB de manter as taxas de royalties estáveis”, disse um porta voz da Apple à Associeted Press, após o anúncio. A Recording Industry Association of America (RIAA) também ficou contente com a decisão judicial.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail