Home > Notícias

Safari no iPad é o navegador móvel mais rápido, diz estudo

Browser do tablet superou marcas do iPhone e de Android. BlackBerry ficou em último lugar

Macworld / Reino Unido

28/02/2011 às 16h28

Foto:

Cansado de esperar as páginas carregarem em seu dispositivo móvel? Então está na hora de adquirir um iPad ou iPhone. Esse é o resultado de um estudo sobre velocidade em browsers móveis feito pela Gomez. Enquanto a versão móvel do navegador da Apple foi o mais rápido, o browser usado pela RIM no BlackBerry foi o mais lento.

De acordo com a Gomez, o iPad demora em média 8.4 segundos para carregar uma página por completo. O iPhone chega em segundo lugar, com 19.7 segundos, seguido pelo Android, que demorou 36.5 segundos para finalizar o download. Em último lugar, ficou o BlackBerry, que precisou de 61 segundos em média para carregar uma página. 

 

velocidadenavegadores01.jpg

A Gomez também analisou o tempo de carregamento de conteúdos perceptíveis, ou seja, quanto demorou para cada browser baixar os itens visíveis na parte de cima da tela, aqueles que o usuário enxerga logo de primeira, sem rolar a página. Nesse quesito, o iPad continuou no topo, e manteve um tempo de 6.6 segundos. O iPhone marcou 15.7 segundos, seguido do Android, com 28.2 segundos e do BlackBerry, que precisou de 43.8 segundos.

Já houve antes testes de navegadores móveis em um sistema operacional em particular ou comparações entre navegar em um celular ou em outro, contudo, pelo que parece, ninguém havia feito esse tipo de comparação de velocidade de navegadores antes. Veja baixo um gráfico completo com todas as informações da Gomez a respeito dos navegadores, incluindo os dados para os browsers para PCs (laptops e desktops).

velocidadenavegadores02.jpg

Sem vencedores
No final, esses resultados não passam de números. Os testes de velocidade dos navegadores podem ser um tanto quanto nebulosos; há muitas variáveis envolvidas, como o hardware, a conexão de rede, o sistema operacional, o próprio site acessado, e assim por diante. A Gomez, que auxilia companhias para melhorar o desempenho de seus respectivos sites e aplicações, decidiu pegar o que considera uma aproximação do “mundo real” para mensurar o desempenho do navegador. Os dados são baseados em mais de 282 milhões de páginas web armazenadas em mais de 200 sites populares. A companhia utilizou dados coletados de clientes corporativos que utilizam serviços de monitoração de performance. São levados em conta somente páginas visitadas a partir do navegador incluso no sistema operacional, razão pela qual o Opera Mini não foi incluído.

Além disso, como os dados estão agregados, o estudo também inclui informações tanto de usuários com Wi-Fi quanto em conexões móveis, e usuários de diferentes redes 3G. Ele também inclui informações de todos os tipos de celulares e tablets com configurações diferentes de hardware. Ainda assim, esse tipo de informação é interessante, e nos dá pelo menos uma ideia geral sobre o uso de cada navegador.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail