Home > Notícias

Safernet leva conceito de segurança na web a 250 escolas do Brasil

ONG vai realizar oficinas com dicas de como navegar com segurança na internet nas escolas das principais capitais do País.

Redação do IDG Now!

10/02/2009 às 18h22

Foto:

A Safernet, em parceria com a Petrobras, o Ministério Público Federal (MPF) e empresas de internet - como o Google, o UOL e o Yahoo - vai realizar uma série de oficinas em escolas públicas e privadas do Brasil.

O objetivo é educar professores e alunos sobre os riscos que podem ser encontrados ao navegar na web e como lidar com eles, explicou Thiago Tavares, presidente da Safernet durante as atividades do Dia Mundial da Internet Segura.

Saiba mais sobre internet segura:
> Podcast: web é novo espaço público
> Saiba reforçar sua segurança online
> Funcionário deve se comprometer com segurança

Segundo Tavares, a Petrobras investiu 574 mil reais no projeto, que deve percorrer as principais capitais do Brasil e passará por 250 escolas - 150 instituições públicas e outras 100 privadas.

As oficinas terão as participações de funcionários da Safernet, do MPF e de empresas parceiras do projeto, como a Microsoft e o Google. Para o presidente da Safernet, a participação dessas empresas "é indispensável", pois elas são responsáveis pelo MSN e o Orkut, respectivamente, dois grandes centros de exposição das crianças.

De acordo com Rodrigo Nejm, psicólogo e diretor de atendimento da Safernet, mais de 18 mil crianças e adolescentes e cerca de 900 professores devem participar das oficinas. "O objetivo é formar multiplicadores de informação", explicou. Ele disse também que as escolas visitadas receberão materiais didáticos para que pais, professores e alunos tirem suas dúvidas sempre que precisarem.

Nejm disse ainda que será feita uma pesquisa qualitativa durante essas oficinas sobre o uso da internet por crianças e adolescentes, cujos dados serão tabulados e divulgados no fim do ano.

Dia Mundial da Internet Segura
O Brasil realizou nesta terça-feira (10/02), pela primeira vez, o Dia Mundial da Internet Segura. O evento é realizado na Europa há alguns anos e tem o objetivo de conscientizar os internautas a tomarem cuidado com crimes como a pornografia infantil e os crimes de ódio na web. "As pessoas têm de entender que internet não é uma 'terra de ninguém'", disse Sergio Suiama, integrante do Grupo de Combate a Crimes Cibernéticos do MPF de São Paulo.

Segundo o procurador, o número de procedimentos abertos no MPF para investigar crimes cibernéticos aumentou 318% em 2008, em comparação com o ano anterior. Em 2007, foram abertas 620 investigações, enquanto em 2008 foram abertos 1.975 procedimentos. Aproximadamente 75% dos crimes investigados são relacionados a pornografia infantil. Os outros 25% dividem-se em ciberbullying (ofensas públicas a pessoas por meio da internet) e crimes de ódio (racismo).

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail