Home > Dicas

Saiba como usar o AirDrop em qualquer Mac com Lion

Dica permite a utilização do recurso para troca de arquivos por meio de uma rede local; mudança exige apenas uma linha de código no Terminal

Macworld / EUA

23/09/2011 às 9h42

Foto:

Em julho, falamos sobre como o novo recurso AirDrop, do sistema Mac OS X Lion, que te permite trocar arquivos entre computadores de forma simples via rede Wi-Fi. Como dito na época,  o AirDrop é ótimo se você tiver o Mac certo. Mas você está sem sorte se o seu computador não tiver o hardware correto – especificamente se não tiver chips Wi-Fi capazes de criar redes em área pessoais (PAN) para conexões peer-to-peer (P2P).

Muitos Macs, até mesmo modelos mais recentes e que podem rodar o Lion, não têm esse tipo de componente e por isso não usam o AirDrop (confira aqui uma lista fornecida pela Apple com os Macs capazes de rodar o AirDrop).

Mas, no final das contas, há uma solução. Um leitor anônimo do fórum Mac OS X Hints descobriu que, se você tiver um desses Macs mais antigos, pode adicionar uma configuração ao padrão do AirDrop que permite que o recurso funcione também em redes normais, e não apenas em PANs.

Para fazer isso, é preciso apenas abrir o Terminal e digitar a linha de comando abaixo:

defaults write com.apple.NetworkBrowser BrowseAllInterfaces 1

Aperte a tecla Return, então volte para seu Desktop e segure a tecla Option apertada enquanto clica com o botão direito no ícone do Finder no Dock. Selecione a opção Reiniciar (Relaunch) no menu contextual: abrir novamente o Finder ativa o código que você digitou acima.

Quando o Finder terminar de ser reiniciado, você deve ver uma entrada do AirDrop na barra lateral do Finder que não estava lá antes (é possível reverter esse processo ao usar o mesmo comando com o 0 no lugar do 1, e reiniciando Finder).

Wi-Fi_carona_300.jpg

Como funciona
Há uma razão interessante pela qual essa mudança funciona. O AirDrop usa a tecnologia Bonjour, que permite que Macs e outros aparelhos em uma rede anunciem sua presença e os serviços que fornecem, para que outros computadores e aparelhos nessa rede possam encontrá-los sem precisar de muita configuração.

O AirDrop é apenas mais um serviço que se anuncia por meio da Bonjour, mas com uma diferença: o Lion apenas busca por mensagens vindas do AirDrop na interface Wi-Fi PAN; ele não busca na interface da rede local wireless (WLAN) como um todo, e Ethernet e outros tipos de redes locais também não são registrados. O que o truque acima faz é dizer ao Lion para remover a restrição e busca por anúncios AirDrop em qualquer interface de rede.

Fazer isso na verdade remove uma das vantagens chave do AirDrop: em seu modo padrão, ele pode conectar Macs que ainda não tenham uma conexão de rede. Mas se os seus chips Wi-Fi estão ativos, o AirDrop ainda pode conectá-los. A configuração acima conecta os Macs apenas se eles estiverem na mesma rede local, independentemente de como estão conectados (Wi-Fi, Ethernet ou ambos).

Como usar
Durante os testes, descobrimos que você pode fazer essa mudança em apenas uma máquina e ainda assim aproveitar seus benefícios, mas é melhor habilitá-la em todos os computadores que serão usados juntos. Por exemplo, temos um Mac Pro e um MacBook Air aqui na redação, e o Pro não é capaz de usar o AirDrop.

Inicialmente, fizemos a mudança com o código apenas no Pro. Ele conseguiu então “ver” o MacBook Air em sua lista de aparelhos AirDrop (porque agora estava recebendo todas as mensagens Bonjour na rede local); o Pro não ficou visível a partir do Air (que ainda estava recebendo mensagens apenas na interface PAN).

No entanto, ainda foi possível transferir arquivos ele ao arrastá-los para o ícone do Air (no AirDrop) no Mac Pro. Ao clicar em OK para iniciar a transferência, uma nova conexão foi iniciada do Pro para o Air, que a recebeu de modo de correto e exibiu o Mac Pro na janela AirDrop quando o pedido para transferência apareceu. O Mac Pro continuou visível durante a transferência e por alguns segundos depois dela. Após aplicar as mudanças de configuração ao Air, o Pro ficou visível e acessível durante todo o tempo.

Também fizemos testes com outras máquinas, usando Ethernet e Wi-Fi em várias combinações, e desde que as duas máquinas estivessem na mesma rede local usando qualquer interfaces, elas podiam se ver e transferir arquivos.

O único ponto negativo dessa adaptação é que a Apple habilita uma forte criptografia na conexão PAN, assegurando que uma camada separada de segurança cubra os arquivos em trânsito. Com as transferências LAN ou WLAN, a empresa não adiciona essa camada de segurança, e você fica à mercê de qualquer tipo de proteção disponível.

Você deve evitar usar o AirDrop em redes públicas de Wi-Fi ou Ethernet em um campi de faculdade, ou usar um programa como o Truecrypt para codificar os arquivos em uma imagem de disco antes de enviá-los por uma rede não segura.

Não há como saber por quanto tempo esse recurso vai permanecer ativo. A Apple tem o hábito de desabilitar recursos escondidos que não queira suportar. Enquanto isso, você pode aproveitar todas as vantagens do AirDrop do Lion por meio de uma rede local com a ajuda de uma mudança simples.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail