Home > Dicas

Saiba o que avaliar na hora da compra de uma filmadora digital

Com a quantidade de termos, preços e tecnologias digitais de vídeo disponíveis no mercado o consumidor acaba perdido; o que saber para evitar isso.

Por Cauã Taborda, especial para a PC World

14/02/2008 às 17h33

escolher_filmadora_150.jpg
Foto:

Reportagem feita a partir de dúvida de leitor; saiba mais

sua_duvida_filmadoras_150Já se foi o tempo em que os natais, aniversários e festas em família eram gravados por seu pai ou tio com aquelas câmeras pesadas em VHS, verdadeiras geringonças.

Hoje as gravadoras digitais oferecem praticidade, leveza e qualidade de imagem muito superior à suas ancestrais analógicas. Mas, como é tendência em tecnologia, os diferentes formatos de gravação acrescentaram um vocabulário técnico novo e que atordoam os consumidores que se vêem obrigados a conviver com termos como resoluções, megapixels e muito mais.

Do ponto de vista operacional, as filmadoras mais modernas funcionam da mesma forma que os antigos modelos em VHS. Ou seja, um dispositivo de captação de imagem localizado na lenta da câmera - no caso um sensor CCD (Charge-Coupled Device) registra a imagem que é armazenada em um tipo de mídia. Se antes isso era feito por meio de fitas magnéticas - as VHS - o processo agora é digital, com a imagem e o áudio transformados em sinais binários que são gravados em CDs ou DVDs ou ainda outro meio de armazenamento digital.

Galeria:
> Veja alguns modelos de filmadoras digitais

Diferentemente das gravações analógicas cujo sinal se deteriora com o passar do tempo e estão sujeitas a interferências externas (podem ser danificas e até perdidas, por exemplo, se aproximadas de fontes eletromagnéticas), as mídias digitais têm maior durabilidade o que torna sua utilização mais segura para guardar suas recordações mais importantes.

Além disso, a evolução tanto das filmadoras quando das mídias digitais permitiu um considerável avanço na qualidade das imagens ao mesmo tempo que que os equipamentos foram diminuindo de tamanho e peso, tornando mais confortável e prático sua utilização no dia-a-dia e o armazenamento de sua coleção de vídeos.

Compreendendo as digitais
Assim como em uma câmera fotográfica, as filmadoras digitais medem sua resolução por megapixels. Quanto mais megapixels, maior o tamanho final da imagem e por conseqüência sua qualidade.
++++
Mas o número de megapixels, como acontece com as máquinas fotográficas, não é o único determinante de qualidade. O tipo de CCD também influencia diretamente no resultado das imagens capturadas. Quanto maior a área do sensor, maiores serão seus pixels, o que permite mais entrada de luz, que é o que forma as imagens. Logo, mais luz, mais qualidade no registro das imagem e das cores.

Leia mais sobre imagem digital:
> Megapixels: entenda o efeito da resoluçãol
> Conheças os jargões mais usados em fotografia digital
> Como obter imagens com a máxima qualidade

A possibilidade de gravar a imagem de maneira digital ampliou também a oferta de tecnologias de armazenamento, criando mais conceitos e termos que os consumidores devem ficar atentos.

Principais formatos
Mini DV: Uma das tecnologias de armazenamento mais comuns são as câmeras Mini DV. Nelas, a imagem capturada pelo CCD é gravada digitalmente em uma fita miniatura. As imagens, depois de gravadas, podem ser transferidas da fita para um computador diretamente pela câmera, geralmente por um cabo USB.

DVD: Outra forma de armazenamento que está se popularizando no Brasil. “A penetração de DVD player no Brasil aumentou muito nos últimos anos, chegando a atingir classes A, B e C, o que contribuiu para a venda e procura por filmadoras desse formato”, afirma Fernando Salomão, gerente de produto da linha Handycam, da Sony Brasil. Para ele, outra motivação para a procura pela tecnologia é a praticidade na gravação. A redução no preço das mídias DVD e a possibilidade de encontrá-las em quase qualquer lugar também são motivos fortes. Tanto as filmadoras DVD e Mini DV são consideradas como Standard Definition (SD). Outro termo, que começa a surgir com as câmeras mais modernas é o Full-HD, que gravam as imagens em alta definição (High Definition, HD).
++++
HDD: Outro formato de armazenamento é o disco rígido. Alguns modelos de câmeras têm discos acoplados, de 20GB ou mais, nos quais as imagens são gravadas diretamente. Tal tecnologia é muito útil para quem precisa de gravações contínuas de longa duração. A desvantagem dessa tecnologia é que para ter acesso ao que foi filmado é necessário ter também um PC para poder descarregar as imagens gravadas. Caso contrário, o que foi filmado só poderá ser exibido na TV a partir da câmera. Existem filmadoras HDD em High Definition e em Standard Definition.

Cartões de memória: Apesar de estarem perdendo popularidade, existem filmadoras digitais que armazenam a imagens em cartões de memória. Seja em Memory Sticks (Sony) ou em cartões SD, mini SD e micro SD. Essas câmeras geralmente possuem uma qualidade mais baixa, pois a velocidade de processamento da imagem nos cartões, bem como seu espaço disponível são menores que nos outros modelos.

Recursos
A quantidade de recursos das filmadoras, assim como das câmeras digitais, varia com cada modelo e fabricante. Uma orientação é procurar um modelo que seja ideal para suas necessidades e orçamento.
++++
O recurso de estabilização de imagem é muito útil, principalmente nas câmeras com grandes valores de zoom. Quanto maior o zoom (de preferência óptico), mais o efeito trêmulo de nossas mãos é notado. O zoom digital, quase sempre presente, representa perda de qualidade da imagem gravada.

Possibilidade de filmar em ambientes noturnos e com pouca luz também é muito importante, pois nem todas as câmeras trabalham bem nestas condições, o que resulta muitas vezes em imagens granuladas e ruins.

Outros detalhes
Algumas questões também merecem atenção antes da compra ser realizada. Uma delas diz respeito às dimensões e peso do equipamento, bem como a autonomia da bateria.

Comparados aos antigos modelos VHS, as filmadoras digitais são bem menores e mais leves. Ainda assim, se a idéia é usá-la durante uma viagem de férias, por exemplo, um equipamento muito "grande" pode incomodar e até chamar a atenção de ladrões.

A durabilidade da bateria também é importante. Nada mais desagradável do que se ver impedido de filmar porque a bateria se foi bem no meio do passeio. Além disso, baterias muito grandes ou pesadas (bem como o carregador) podem virar um transtorno. Avalie antes de comprar (e pode ser uma boa idéia ter pelo menos uma bateria sobressalente).

Uma informação muito importante é sobre as assistências técnicas. Busque modelos e marcas que possuam ampla rede credenciada e bons planos de garantia, pois assim como qualquer outro eletrônico as câmeras são sujeitas a problemas. Modelos comprados no exterior podem ser um problema já que nem sempre a rede de assistência técnica local possui peças para reposição.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail