Home > Notícias

Saiba o que são e como funcionam as ‘regiões’ de DVD

Conheça um pouco mais sobre o zoneamento mundial do mercado de discos de vídeo digitais e confira soluções para driblar barreiras.

Fernando Petracioli, especial para PC WORLD

25/04/2008 às 18h04

dvd_player_150.jpg
Foto:

Reportagem feita a partir de dúvida de leitor; saiba mais

dvd_player_150Alguma vez você não conseguiu assistir a um filme ou show no seu tocador de DVD e recebeu uma mensagem sobre incompatibilidade de regiões? Pois saiba que não há nada de errado com seu aparelho. Nem com o disco.

O que acontece é que o mercado mundial de DVDs é dividido em seis grandes regiões. Assim, tanto os aparelhos de DVD quanto os discos lançados dentro de cada uma dessas regiões obedecem a esse zoneamento. O Brasil faz parte da região número 4 (veja mais detalhes no mapa abaixo).

Além dessas seis grandes regiões, existem outras três: a de número 7, que está reservada para um eventual uso no futuro (por exemplo, uma subdivisão de alguma região existente); a número 8, destinada a utilização internacional; e a número zero (também conhecida como número 9), que abrange os discos sem especificação de zona e, logo, sem restrição de reprodução nos tocadores.

mapa_dvd

O importante disso tudo é que há uma incompatibilidade entre essas regiões. Na teoria, um DVD player fabricado no Brasil, só pode ler discos designados para a região 4 ou aqueles que não tenham região especificada.

Mais destaques:
> Organize-se com estas ferramentas online
> Ferramentas open source que fazem o mesmo que seus aplicativos Windows preferidos
> Acabe com os bugs do IE antes que eles acabem com seu prazer de navegar na web
> Se você acha que o Wii é para mocinhas, precisa ver isso antes
> Como ver TV digital no seu PC

Fernando Silva, gerente de produtos de drives ópticos da LG Eletronics, explica que existe um software interno nos próprios tocadores de DVD responsável por esse reconhecimento, liberando ou bloqueando a leitura do conteúdo.

++++

dvd_player_150De acordo com Thiago Petrimperni, porta-voz da Sonopress, uma das grandes indústrias de fonografia do Brasil, a criação dessa divisão em regiões foi motivada pela diferença de tempo que geralmente há no lançamento dos títulos em DVD nas diversas regiões do mundo.

Assim, se uma gravadora lançar um show em DVD nos EUA em janeiro e só quiser vendê-lo no Brasil em março, por exemplo, é possível evitar que a importação de discos americanos “fure” o lançamento nacional. Afinal, os aparelhos fabricados no Brasil fazem parte da região 4, e os discos produzidos e importados dos EUA são da região 1.

Destravamento
No entanto, é possível fazer com que alguns aparelhos mudem de região. Existem comandos, a serem executados com o próprio controle remoto do DVD player, que fazem o aparelho migrar de determinada região para outra.

Mas nem adianta fazer uma solicitação ao SAC da fabricante do seu tocador. Nenhum código de destravamento será fornecido por eles. O que você pode fazer é procurar o revendedor do seu aparelho. Não há garantia, mas é muito comum as lojas que vendem tocadores de DVD conhecerem e informarem os comandos para mudar o seu aparelho de região. Ou então, faça uma busca na web; as chances de encontrar algum tutorial específico para o seu tocador são muito grandes.

PC World conversou com pessoas da área que alertaram para um possível travamento do aparelho de DVD após cinco migrações. Dessa forma, o tocador ficaria “congelado” na quinta zona determinada pelo usuário, não podendo mais haver alteração.

Dica: uma única migração para a região zero (também chamada de nove) resolve o problema, já que neste caso não há restrições em relação a qualquer disco.

Drive óptico de DVD
Em relação aos drives de DVD instalados no computador, o funcionamento das regiões tem pequenas diferenças. É que o drive de seu PC, mesmo depois de instalado, vem sem uma região pré-determinada, e o que irá defini-la são os primeiros discos de DVD que você executar nele. Ou seja: ao rodarmos alguns filmes de região 4 no nosso drive, este será configurado automaticamente para esta região.

++++

dvd_player_150
Além disso, a alteração de zona no caso dos drives ópticos é muito mais simples. No Meu Computador, ou Windows Explorer, clique com o botão direito no drive correspondente à unidade de DVD e vá em Propriedades.

Na aba Hardware, selecione novamente o drive do DVD e clique no botão Propriedades. Agora vá em Região do DVD. Você verá uma lista com todos os países do mundo – ao clicar em algum deles a região correspondente é informada. Para alterar a região, selcione o país desejado e clique em OK (veja imagem abaixo).

dvd3

Mas, atenção: no caso dos drives ópticos são permitidas, de fato, apenas cinco alterações de região. Após a quinta migração, a sua unidade de DVD ficará travada na última região selecionada. O próprio Windows informa sobre esse detalhe ao usuário.

Mais destaques:
> Organize-se com estas ferramentas online
> Ferramentas open source que fazem o mesmo que seus aplicativos Windows preferidos
> Acabe com os bugs do IE antes que eles acabem com seu prazer de navegar na web
> Se você acha que o Wii é para mocinhas, precisa ver isso antes
> Como ver TV digital no seu PC

O mesmo acontece na hora de gravarmos o nosso próprio filme num disco do tipo DVD. O software DVD Shrink, por exemplo, permite que você determine a qual região irá pertencer o seu material (veja imagem). O programa oferece a opção ‘Region Free’, que deixa o disco sem restrições de zoneamento para ser reproduzido em aparelhos de DVD, além de cada uma das seis zonas mundiais.

dvd_shrink

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail