Home > Notícias

Samsung, NTT DoCoMo e outras formam joint-venture para produção de chips para redes LTE

Nova empresa irá projetar e comercializar chips que permitirão o acesso a redes de telefonia de quarta geração (4G)

Jay Alabaster, IDG News Service Japão

27/12/2011 às 11h22

Foto:

A operadora de telefonia japonesa NTT DoCoMo anunciou nesta terça-feira a formação de uma joint-venture com a Samsung, Fujitsu, NEC e duas outras empresas japonesas para projetar e comercializar chips para redes móveis de alta velocidade baseadas no padrão LTE (Long Term Evolution).

O grupo de empresas, que também inclui a subsidiária de telefonia móvel da Panasonic e a unidade de semicondutores da Fujitsu, concordou em estabelecer a nova empresa até março de 2012. A produção dos chips será terceirizada a outras fabricantes de semicondutores (Foundries).

A tecnologia LTE é a principal candidata a se tornar o padrão mundial para a próxima geração de redes móveis, com velocidade de download chegando a um pico de até 100 Mbps, e foi adotada por grandes operadoras nos EUA, Europa e Ásia. A DoCoMo e grandes fabricantes asiáticos querem evitar que a implementação do padrão seja dominada por empresas estrangeiras, como acontece com a norte-americana Qualcomm e o amplamente usado padrão CDMA (code division multiple access).

A DoCoMo, que é a maior operadora no Japão, disse que os detalhes finais da joint-venture ainda estão sendo negociados. Para se preparar para o lançamento, a empresa irá investir cerca de 450 milhões de Ienes (US$ 5.8 milhões) para estabelecer até janeiro uma nova subsidiária chamada Communication Platform Planning. A unidade será liderada pelo atual CTO da DoCoMo, Mitsunobu Komori, que também irá manter seu cargo atual.

A empresa já operada um serviço LTE batizado de Xi (pronuncia-se "Crossy"), que foi lançado no final de 2010. Em conjunto com vários parceiros, incluindo a Fujitsu e as divisões de mobilidade da NEC e Panasonic, ela também já está comercializando seu chipset para plataformas LTE.

As duas outras principais operadoras no Japão, a KDDI e a Softbank, também afirmaram que pretendem adotar o padrão LTE no futuro. Ao contrário da concorrente, ambas as empresas atualmente comercializam o iPhone, da Apple, que segundo a impresa será equipado, em versões futuras, para operar em redes LTE.

Nos EUA a Verizon e a AT&T operam redes LTE. No Brasil ainda não há nenhuma rede neste padrão em operação.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail