Home > Notícias

Seagate lança o primeiro disco rígido mundial de 8 TB, para cloud

A empresa anuncia que disco está voltado para o mercado corporativo, mirando uso em data centers para armazenamento de conteúdo de cloud e backup de dados

Da Redação

27/08/2014 às 8h54

seagate-logo 520.png
Foto:

A Seagate lançou nesta terça-feira, para o mercado corporativo, o primeiro disco rígido de 8 TB no tamanho de 3.5-in. Com isso ela passa a frente de concorrentes como a Western Digital, que em novembro passado tinha anunciado um disco de 6TB que utiliza hélio para ampliar a capacidade de armazenamento.

O 8TB Enterprise Capacity 3.5 HDD da Seagate está voltado para o uso em data centers corporativos facilitando a montagem de storage de alta densidade para conteúdo de cloud, dados orientados por objetos e backups. 

Diferente da WD, a Seagate não está utilizando hélio no seu HDD de 8TB. A empresa no entanto não liberou detalhes da tecnologia utilizada para aumentar a densidade de gravação de dados e um porta-voz da Seagate diz que essa informação será fornecida em breve.

A empresa apenas informou que seu novo disco 8TB Enterprise Capacity 3.5 HDD aumenta a capacidade do sistema usando menos componentes e com menos consumo de energia. E afirma que o disco oferece a melhor relação de watts-por-gigabyte disponível até agora para armazenamento de dados corporativos.

Mais espaço, menos custo

"Data centers públicos e privados estão lutando para armazenar com eficiência uma montanha de conteúdo digital não estruturado", diz John Rydning, vice-presidente de pesquisas da IDC para discos rígidos. "O novo disco de 8TB da Seagate dá aos gestores de TI uma nova opção para melhorar a densidade de armazenamento dos data centers e os ajuda a lidar de forma econômica com uma das categorias de dados que mais cresce dentro do ambiente corporativo".

Há apenas quatro meses a Seagate tinha anunciado seu primeiro disco rígido corporativo de 6TB. O disco já oferecia um aumento de densidade na gravação de dados sobre o modelo anterior, de 4 TB, saltando para 1 mil bits por polegada quadrada, e 28% mais velocidade que o disco de 4TB.

Empilhando trilhas

Em novembro passado, a HGST, subsidiária da Western Digital agitou a indústria com o anúncio do primeiro disco mundial de 6TB com uso de gás hélio, o Ultrastar He6. Usando hélio, a WD conseguiu aumentar a capacidade do disco em 50% e, mais importante, reduzir o consumo de energia em 23% e o peso médio dos discos em 38% comparado com seus HD de 4TB.

Na época do lançamento da WD, executivos da Seagate disseram que não excluíam a possibilidade de utilizar gás leve para reduzir a fricção do disco móvel. No ano passado, a Seagate começou a usar uma tecnologia chamada shingled magnetic recording (SMR) para aumentar a capacidade dos seus discos para além dos 4TB. A Seagate diz que a tecnologia SMR pode garantir discos de até 20TB em 2020. 

Com a tecnologia SMR, a Seagate conseguiu aumentar em 25% da densidade dos bits nos discos. Diferentes da gravação magnética perpendicular padrão, na qual as trilhas de dados ficam alinhadas lado a lado, o SMR superpõe as trilhas umas sobre as outras, como se fossem telhas num telhado, permitindo então "espremer" mais trilhas no mesmo espaço físico do disco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail