Home > Notícias

Segundo estudo, Brasileiros são mais dispostos a usar carros sem motorista

De acordo com pesquisa global, quase 75% dos entrevistados permitiriam o monitoramento de seus hábitos de direção a fim de economizar em seguro ou manutenção

Da Redação

20/05/2013 às 18h46

Foto:

Estudo da Cisco sobre a experiência do consumidor (Cisco Customer Experience Report) do setor automotivo revela a importância do uso da tecnologia desde o processo de escolha e compra à manutenção e à direção do veículo. Entre os destaques, o fato de os brasileiros serem os mais dispostos a usar um carro automatizado - sem motorista.

Os consumidores estão usando mais as tecnologias de comunicação (como celular, mensagens de texto, telefone, websites e dispositivos com comunicação embarcada) para se conectarem com montadoras e revendedoras. Os resultados mostram que aproximadamente a metade (47%) dos consumidores globais valoriza a reputação da marca na adoção da tecnologia ao comprar um veículo.

Globalmente, os consumidores estão ansiosos por ver mais mudanças de transporte na customização, segurança, tempo e economia de custos. Brasil, China e Índia se mostram significativamente mais dispostos a oferecer informações sobre hábitos de direção, em troca de eficiência em custo e tempo, e demonstram ter mais confiança em veículos sem motorista.

O estudo pesquisou mais de 1,5 mil consumidores em 10 países: Alemanha, Brasil, Canadá, China, Estados Unidos, França, Índia, Japão, Reino Unido e Rússia.

Principais destaques:

Antes de comprar um veículo, os consumidores preferem começar o processo online

  • A maioria dos consumidores começa seu processo de compra de automóveis na web: 83% dos consumidores globais preferem pesquisar informações na Internet sobre um carro, contra apenas 17% que prefere telefonar ou ir a uma concessionária.
  • 61% usam sites de fabricantes ao fazerem pesquisas para comprar um carro, e 78% dos consumidores confiam em suas pesquisas online.


 

Os consumidores querem uma maneira mais automatizada de monitorar custos de manutenção do carro

  • Mais de 50% dos consumidores querem monitorar o preço do combustível a partir de um veículo. Esta foi a prioridade máxima, comparada a 46% que querem acompanhar preços de seguro, 35%, a disponibilidade de assistência automotiva em estradas e 32%, informações de recall.
  • Mais de 60% dos consumidores afirma que comprariam um dispositivo projetado para mantê-los no controle de seu orçamento mensal para combustível e manutenção automotiva.

 

Os consumidores estão dispostos a trocar informações pessoais por customização, segurança e economia

  • Quase 75% dos entrevistados permitiriam o monitoramento de seus hábitos de direção a fim de economizar em seguro ou manutenção ou custos de serviços.
  • Mais segurança pessoal: 60% forneceriam informações biométricas como impressões digitais e amostras de DNA em troca de segurança personalizada ou segurança do carro.
  • Carro customizado: 65% compartilhariam informações pessoais como altura/peso, hábitos de direção e preferências em entretenimento se isso levasse a um veículo e experiência de direção mais customizados.

Confiança do consumidor em veículos automatizados ou não pilotados

  • Mais da metade dos consumidores globais (57%) afirmou que provavelmente andaria em um carro totalmente controlado por tecnologia que dispensa motorista humano. Os consumidores mais confiantes a este respeito são do Brasil, com 96%, Índia, com 86%, e China, com 70%.
  • No entanto, a confiança caiu para 46% quando perguntados se permitiriam que seus filhos andassem em veículos não pilotados - mas os brasileiros permanecem confiantes, com 92% afirmando que deixariam seus filhos irem.
  • Já no Japão, França e Alemanha, apenas 6% permitiriam que seus filhos andassem em um veículo não pilotado.


 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail